O que levar para a trilha?

Olá pessoal! Este post é para você que está começando no mountain bike, vai fazer sua primeira trilha, e tem dúvidas sobre o que levar.

A primeira coisa: você deve se informar sobre a quilometragem da trilha (importantíssimo: certifique-se que a trilha é compatível com seu nível físico e técnico, para não passar dificuldades – nem atrasar o grupo!) e, para imaginar a sua duração, pense numa velocidade média de 10 km/h (você é iniciante!). Lembre-se também, de nunca partir sozinho para uma trilha.

Veja Mais!

Anúncios

Trilha Ceará Mirim by MTB Natal

No último sábado à tarde participamos de uma ótima trilha em Ceará Mirim, RN, organizada pelo Mountain Bike Natal. A trilha, de pouca dificuldade, revelou-se no fim um desafio, pelas condições do terreno. Muita lama (e, felizmente, nenhum caos) tornaram o final do passeio mais, digamos, divertido :-).

SAIBA COMO FOI A TRILHA!

Cajupiranga – Trilha dos Singletracks

Sábado à tarde fizemos uma trilha muito legal, organizada pela Rapanui Aventura. A trilha começava em Cidade Verde, passando pela fazenda da Emparn e iniciando uma alucinante sequência de single tracks.

O grupo – bem heterogêneo – aguentou o ritmo até o final. Foram 16,1 km de trilha bem diversificada, com singles californianos, até a um boteco onde você pode se abastecer de caldo de cana, coco verde e refri (mas não tinha água, rs), mais 6,5 km de estradão até a feirinha de Pium, terminando com 11,4km até o ponto de partida, no asfalto da Rota do Sol.

Leia Mais!

Iniciando no Mountain Bike

O post de hoje é para ajudar você, que nunca pedalou em trilhas, mas tem vontade. Mountain bike é como qualquer outro esporte: quem nunca praticou acha lindo, mas duvida da própria capacidade de fazer tudo aquilo, sobreviver àquele ambiente inóspito…

LEIA MAIS!

Parnamirim – Mendes via Japecanga

Essa trilha, neste fim de semana, com os companheiros Ricardo Arrais, Paulo Yvens e Carlos Coutinho me fez lembrar – além dos Bikes Rallys da Expedição Carcará – uma trilha que fiz há muito anos na região, no tempo da minha Giant Sedona, uma HT com garfo rígido, com meus amigos ciclistas de então Norton e Roberto Pepeu. 

Leia mais!

Uma trilha em Serra Caiada

Serra Caiada é um belo município, cerca de 70km a noroeste de Natal. O acesso é pela BR 226, na direção de Currais Novos. 

Logo ao chegar na cidade pode-se ver a bela pedra que lhe dá o nome, embranquecida como se tivesse sido pintada a cal. Paraíso de escaladores, a Serra Caiada tem muito o que se ver de bike, também.

Leia mais!

Trilha Catú – Cunhaú via Vila Flor

Nesse último sábado fizemos um excelente pedal, em parte refazendo o Desafio WM Rapanui, mas dando uma esticada até Barra de Cunhaú, passando por Vila Flor. Ao todo foram 42 km de tudo o que se possa imaginar numa trilha: muita lama, single tracks enormes, mata fechada, travessia de rio, banho de lagoa, estradões, canaviais, mais singles pela mata, o visual incrível do pier de Barra de Cunhaú, e por fim uma volta por um terreno acidentado, sem trilha, que heroicamente desbravamos pulando cercas e sendo gentilmente auxiliados por moradores locais (que nos ensinavam o melhor lugar para “invadir” ou sair das propriedades, quando imaginávamos uma reação hostil, que nunca aconteceu). Uma trilha para ficar na história. Continue lendo “Trilha Catú – Cunhaú via Vila Flor”

Desafio RAPANUI WM de corrida de aventura – Categoria Turismo

Ok, neste sábado participamos de um evento sensacional: o Desafio RAPANUI WM de corrida de aventura. Mas não participamos da corrida, e sim da trilha guiada, junto com Fernanda Canuto, Marta Rocha, Rochinha, Valentina e Yuri Damasceno, Gutinha Seabra, Carla Mara e Hugo, e os super-eficientes e atenciosos guias, Naldo e Marcelo. Enquanto a nossa equipe de corrida de aventura, a Last ;-), não for criada, continuaremos correndo na Turismo, mesmo.

Continue lendo “Desafio RAPANUI WM de corrida de aventura – Categoria Turismo”

WordPress.com.

Acima ↑