O que levar para a trilha?

Olá pessoal! Este post é para você que está começando no mountain bike, vai fazer sua primeira trilha, e tem dúvidas sobre o que levar.

A primeira coisa: você deve se informar sobre a quilometragem da trilha (importantíssimo: certifique-se que a trilha é compatível com seu nível físico e técnico, para não passar dificuldades – nem atrasar o grupo!) e, para imaginar a sua duração, pense numa velocidade média de 10 km/h (você é iniciante!). Lembre-se também, de nunca partir sozinho para uma trilha.

Veja Mais!

Anúncios

Gambiarra Master

Recentemente publiquei, na nossa FanPage, dois interessantes exemplos de Gambiarras com “G” maiúsculo. Coisa de profissional.

Leia mais!

Tirando peso da bike

Uma coisa meio óbvia é que quanto mais leve for a bike, maior vai ser a eficiência da pedalada. Isso, claro, considerando-se o mesmo ciclista, numa bike mais pesada ou numa mais leve.

Não é argumento dizer que é melhor (e muito mais barato) tirar 2 kg do ciclista do que dois quilos na bike. Claro, é ótimo que o ciclista acima do peso perca seus dois quilinhos, mas ainda assim, ele, com 2 ou 10 kg a menos pedalará mais rápido ou irá mais longe numa bike mais leve.

Leia mais!

Iniciando no Mountain Bike

O post de hoje é para ajudar você, que nunca pedalou em trilhas, mas tem vontade. Mountain bike é como qualquer outro esporte: quem nunca praticou acha lindo, mas duvida da própria capacidade de fazer tudo aquilo, sobreviver àquele ambiente inóspito…

LEIA MAIS!

Como escolher um pneu para mountain bike

Encontrei esse vídeo, por acaso, no Youtube. Uma excelente palestra do Rodrigo Langeani para o seu blog, o Espirito Outdoor. É longa (quase meia hora), mas separe um tempinho e assista. Vale a pena.

Também, não deixe de visitar o blog dele. São mais de 270 posts, sobre triatlon, mountain bike, Xterra, corrida de aventura, natação, corrida e ciclismo.

Leia mais!

Cabos e conduítes

Você já esteve, certamente, na situação – extremamente desagradável, diga-se de passagem – de ter marchas que não entram, saltam duas catracas por vez, ou quando você reduz para encarar aquela subida… nada acontece!

Bom, claro, isso pode ter várias causas: um câmbio desregulado é relativamente comum, principalmente em linhas de entrada como o Acera ou Alivio, ou a gancheira pode estar empenada. Neste último caso, só o câmbio traseiro seria comprometido.

Leia mais!

Os Pneus

Pneu é uma das coisas mais difíceis de se escolher numa bike. Além de existir centenas milhares de modelos, é meio Fórmula 1: o que serve para um tipo de terreno não serve para outro.

Com mais cravos, com menos cravos, largos, estreitos, dobrável, de arame, maior rolagem, melhor aderência, bom para lama, bom para cascalho… é complicado.

Nesse post, então vamos esclarecer o básico para você escolher o melhor pneu para o tipo de terreno onde você pedala mais frequentemente.

Primeiramente, o tipo de pneu utilizado em Mountain Bikes é o Clincher, onde um ressalto (talão) no pneu encaixa em flanges no aro. Esse ressalto (em inglês, bead), pode ser em arame ou kevlar.

Leia mais!

Freios a Disco e Vbrakes

Hoje falarei sobre freios. Uma dúvida recorrente é sobre a vantagem de freios a disco sobre V-brakes.

Nesse primeiro ponto a discutir, há que se levar em consideração o uso que o ciclista fará. Em mountain bike, a possibilidade de impactos e empeno nas rodas é bem maior que em uso estritamente urbano. A possibilidade de pedalar em estradas com lama, e mesmo em encarar uma chuva – sem possibilidade de abrigo – é grande.
Continue lendo “Freios a Disco e Vbrakes”

WordPress.com.

Acima ↑