Vale a pena comprar no exterior?

A pergunta é recorrente: vale a pena comprar bike no exterior? Bike no Brasil é tão cara… Bom, a bem da verdade, não é só bike que é cara aqui: é tudo. Um Kia Cerato custa USD 15.900,00 (R$ 34.000,00) nos EUA, e aqui, 68.000,00. O dobro.

A conta é simples. O que for considerado bagagem e ultrapassar USD 500, você deve declarar à alfândega, ao entrar no Brasil (não, o Kia Cerato não compensa, pois é outro regime tributário, rs), e esse excedente será taxado em 50% do seu valor. Assim, se você adquirir uma Specialized Camber 29, ao preço sugerido pelo fabricante – MSRP – (sim, lá ás vezes tem promoções, e o preço, mesmo fora de promoção, é geralmente mais baixo do que o MSRP) de U$ 1.900,00, você terá que pagar, em imposto, ao entrar no Brasil, 700 dólares adicionais (ou seja, 50% sobre os 1.400 dólares que excedem a sua cota de 500 dólares). A bike sairá, então, por USD 2.600,00, cerca de R$ 5.500,00, uma economia de 3.900,00 em relação ao preço de venda da bike no Brasil, que é de R$ 9.400,00. A conta é semelhante para, por exemplo, a Giant Anthem X 29er 4. Lembrando que, diferentemente da Apple, por exemplo, que dá garantia mundial aos seus produtos, bikes em geral perdem a garantia se compradas fora do país (a garantia é honrada no país de origem, mas sabemos como é complicado levá-la de volta no caso de um problema mais sério).

É fácil pirar quando se chega lá.

É fácil pirar quando se chega lá.

Considerando que uma passagem para Miami está na casa dos R$ 1.500,00 e 5 dias de hotel no Holliday Inn ficam por menos de R$ 1000,00, é fácil concluir que, a comprar uma Camber 29er aqui no Brasil, em princípio é mais vantagem comprá-la nos EUA, ganhar uma viagem grátis para Miami e ainda ficar com cerca de U$D 650,00 para gastar por lá.

Obviamente, nem tudo é assim tão simples, pois você pode simplesmente não achar a bike que você quer comprar para vender por lá quando for, então, se você está pensando em fazer isso, considere manter contatos com a loja ANTES de ir. Uma bike numa caixa é um senhor trambolho, então, se você não vai alugar um carro certifique-se que a loja pode entregar no hotel, e que o hotel recebe encomendas. Além disso, veja também se e quanto o hotel cobra para receber semelhante pacote, pois a cobrança é comum, embora geralmente não passe de 50 dólares.

As lojas são maiores, a disponibilidade de artigos é enorme e sempre há a possibilidade de comprar pela internet (estando lá).

As lojas são maiores, a disponibilidade de artigos é enorme e sempre há a possibilidade de comprar pela internet (estando lá).

Enquanto um grupo XT DynaSys custa R$ 4.800,00, lá é possível encontrar o mesmo grupo (ambos completos, com freios e cubos) por USD 1.300,00, ou R$ 2.750,00. Contando com os impostos, a conta sobe para R$ 3.600,00, uma economia de R$1.200,00, que se não paga a passagem chega perto. Aliás, esse preço da passagem que estou usando aqui é preço normal, sem pedir favor a ninguém, nem procurar promoções como a da Delta, que recentemente vendeu passagem ida-volta por R$ 900,00.

Considere, porém, que a cota de USD 500,00 não é cumulativa entre grupos (ou seja, cada pessoa tem direito a uma cota única de 500 dólares, não é possível “somar cotas”). Além disso, o imposto é sobre o excedente. Então se você for buscar só a bike ou só o grupo a conta é essa; mas se for buscar os dois aí a coisa se complica, pois o grupo, por exemplo, seria taxado integralmente (USD 1300,00 + 50% = 1.950,00 dólares, quase 4.200 reais). Lógico, se você for para o exterior, principalmente para os EUA, paraíso do consumo, você não vai só trazer a bike. Embora você possa trazer uma câmera, um smartphone e um relógio, além das roupas que você lá usar,  isentos de impostos, é fácil perder o rumo e trazer mais do que o bolso permite. É preciso ser disciplinado. A Receita Federal disponibiliza ESTE VÍDEO onde tudo é explicado de forma muito clara e didática.

Tudo isso é considerando que você quer comprar uma bike de alto valor, e faria a viagem cm este intuito. Caso vá viajar de qualquer maneira, também pode valer a pena comprar um modelo mais barato.

Por outro lado,  existem as considerações negativas. No caso das bikes, é algo meio grande para se locomover na cidade, levar ao aeroporto, etc. Há a possibilidade de dano no transporte, já que a caixa não é lá muito resistente.E, tanto no caso de bikes como de grupos, caso algo dê algum problema na montagem ou instalação a solução é complicada: é prejuízo quase certo.

Os preços listados neste post (bikes, grupos, passagens aéreas, hospedagem e tudo mais) são, é claro, apenas referência. Faça as contas direitinho, pois o blog não tem nada a ver com isso. O valor do Dólar Turismo foi considerado R$2,12. Particularmente eu não iria fazer uma viagem dessas para economizar na compra de uma bike. Mas, se a pessoa já vai de qualquer maneira…

Abaixo, alguns endereços de lojas em Miami e Orlando. Não comprei em nenhuma, mas foram bem recomendadas por amigos.

Cycle World Miami-8476 SW 40th St. Miami, FL
Biketech Miami-2220 SW 22nd St.Miami, FL
Orange Cycle 2204 Edgewater Dr. Orlando, FL
Winter Park Cycles – Orlando, Florida – Phone: 1-888-635-1724

Coloquei lojas em Orlando também, porque além de ser um destino mais turístico e popular (quem não quer ir à Disney?) é uma cidade MUITO mais fácil de se locomover. Pessoalmente acho Miami bem mais complicada, se bem que quem está acostumado com o trânsito brasileiro vai até achar graça desta afirmação.

Uma última dica: se você resolver ir, não avise aos seus amigos ciclistas, ou você terá de trazer uma mala extra com “coisinhas pequenas” que vão lhe pedir ;-).

Posts relacionados:

29ers de baixo custo


Para postar comentários no blog você precisa estar logado no WordPress, Twitter ou Facebook.

                       

Anúncios

Publicado em 15/04/2013, em O que eu acho e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 17 Comentários.

  1. Thiago Mourão

    Excelente! Advinhou minhas dúvidas.

  2. Junior Freitas

    Boa Matéria…eu só incluiria na conta uma possível taxa que a empresa aérea pode cobrar por mala extra ou pelo excesso do tamanho limite da bagagem.
    Abs

    • Pelo peso é tranquilo: são dois volumes de 32kg por pessoa.
      Pelo tamanho também não tenho notícias de cobranças, por parte de amigos que trouxeram. Enfim, a caixa de uma bike, em volume, é menor que muita mala por aí 😀
      Mas, pensando bem, vale contatar a companhia aérea antes de ir.
      Abração!

      • Junior Freitas

        Isso!
        Acho que uma boa opção seria comprar também uma mala-bike…assim além de ter certeza de não ultrapassar o tamanho permitido, a bike viria bem mais protegida…
        Estou indo mês que vem pra Miami e NY…vou dar uma pesquisada por lá e nas lojas que você recomendou…
        Abs,
        Junior

  3. E qual é a forma de pagamento desse valor do imposto aqui no Brasil?

    • Oi Fábio!
      Chegando ao Brasil, você apresenta a declaração de bens (que é entregue e deve ser preenchida por você durante o vôo, com os bens que você deve declarar) na alfândega brasileira. Lá será calculado o imposto e você poderá pagá-lo em reais (convertido ao cambio do dia). Alguns aeroportos recebem cartões de débito, em outros você deve ir a um caixa eletrônico (disponível no local, penso eu) e pagar um DARF.
      Recomendo checar a informacão no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br).
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  4. Infelizmente muitas coisas não achamos no Brasil e buscar fora é a unica opção. Tive problemas recentemente em comprar coroas XT 10v. Só encontrei lá fora. E outra coisa algumas lojas ainda se aproveitam disso e tentaram vender a XT de 9v. Estou programando uma ida para fora para buscar um bike de ponta. Sei que os impostos virão, mas tenho certeza que lá fora eu encontro, aqui anda dificil até fazer pedidos!

    • É verdade, William. Por outro lado, pessoalmente, quando o preço não é muito absurdo (é fato que sempre são mais altos, mas a viagem ou importação direta nem sempre compensam) prefiro comprar aqui, quando há disponibilidade.
      Comprar o produto na loja, com um atendimento diferenciado, muitas vezes sendo assessorado tecnicamente, com competência, e tendo garantia realmente pode fazer a diferença.

  5. Diogo Henrique de Oliveira Brandão

    Eu tenho observado os valores de bikes aqui e no exterior, é um absurdo a diferença
    Eu já vi Camber Comp do ano passado nos Estados Unidos por menos de 1500 dólares, enquanto aqui está para mais de 10 mil reais
    É triste isso. O negócio é, quando puder compra fora, e por aqui, pesquisar bastante e achar uma loja decente que não queira só arrancar o couro, e daí comprar só dela

  6. Comprei uma Soul Black Rain e estou indo para os USA. To querendo colocar um grupo alivio 9v. Fica legal colocar esse grupo? Precisa comprar algum componente além do grupo para poder instalar?

    • Oi Wagner!
      Fica legal. Você tem que trocar os cubos, mas no grupo completo eles estão incluídos.
      O grupo completo é composto de cambio dianteiro e traseiro, trocadores, cassete, pedivela, central, corrente, freios (vbrakes ou discos) e cubos.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

      • A diferença de qualidade do Alivio pro Deore compensa a diferença de valor? Pelo que pesquisei o Deore é quase o dobro do Alivio.
        Obrigado pelas repostas.

        • Oi Wagner. Rapaz, é assim: a cada nível de linha, seja Shimano ou SRAM, há uma diferença de performance, de precisão e de durabilidade. Assim sendo, Deore é melhor que Alivio, e dá para notar a diferença. De Deore para SLX eu diria que é um salto menor, enquanto de SLX para XT é outro salto gigantesco.
          Se justifica o dobro do preço? Acho que sim.
          Porém, se a grana não der, o Alivio serve bem para trilhas não competitivas. É um grupo bem confiável.
          Por outro lado, acho que o quadro Black Rain não merece um Deore não. Seria melhor, por exemplo, por um Alivio e fazer um up de suspensão, também.
          Grande abraço!

  7. Cristiano Arndt

    Paulo, obrigado pelo artigo. Curiosidade a comparação da Camber com a Giant Anthem, tem haver com aquele email que trocamos?
    Seguinte, em NYC você tem alguma referência de lojas?
    Obrigado.

    • Oi Cristiano! Não, rapaz, a comparação da SPZ com a Trek foi apenas porque são modelos e preços equivalentes.
      Não tenho referencias de lojas em NYC, só em Miami e principalmente em Orlando, mas vou consultar os universitários e se achar algo te aviso.
      Abração!

  8. Olhei todos os sites que vc indicou. Mas (pode conferir) nenhum se compara ao [link editado], esta loja ganha disparado na questão preço. Não sei como, mas eles vendem muito barato se comparado não só aos sites que vc mencionou, mas a diversos site do exterior. Comprei diversos itens nele, tipo: trocadores Xt, Cambio Traseiro XT, Pedivela Lx e agora estou aguardando um pedivela SLX. Mas comprei um de cada vez, e até hj nenhum foi taxado, exceto este ultimo que ainda está a caminho (espero não ser taxado rsrsrs). Valeu.

    • Oi Wagner
      Não sei se você reparou, mas o foco do post é em pessoas que vão viajar aos EUA, para a região da Flórida, e que vão trazer bikes ou componentes como bagagem.
      Para importação, o regime tributário é diferente: até U$ 500 o imposto é de 60% sobre o valor do bem + frete, para qualquer compra, exceto se for enviado de pessoa física para pessoa física como “gift” até U$ 50, quando é isento.
      Claro, a Receita Federal não tem como analisar todas as encomendas – é feito por amostragem – e por isso muita coisa passa sem ser taxado. Mas é uma sorte (ou, sei lá, de repente ser taxado é um azar). É por conta e risco do cara.
      Em relação ao link que você mandou, pela política do blog, não publicamos links comerciais nos comentários. Mesmo os do post em questão foram colocados gratuitamente em caráter excepcional. Em todo caso, obrigado pela atenção.
      Abração!

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

%d blogueiros gostam disto: