Mapeando suas trilhas com o Strava

by Ricardo Arrais*

Para quem gosta de pedalar ou correr, e possui um smartphone (android 2.1 ou superior ou Iphone 3 para cima), certamente pode aproveitar muito bem este programa light (2,7Mb) e ágil, disponível em www.strava.com , e o melhor de tudo, grátis!

Vou fazer uma análise bem básica, de quem não é nenhum “geek” e apenas tenta ser um bom usuário de ferramentas que possam melhorar nosso desempenho no registro de atividades físicas. Para efeito de comparação, utilizarei as funções de meu Garmin Edge 500, que me custou cerca de 400 reais. Primeiramente devo dizer que já usava o Garmin desde novembro de 2011, com grande satisfação, e venho utilizando o Strava, em meu Sony Ericsson Xperia mini pro, apenas desde maio deste ano. Na verdade ainda não explorei todas as potencialidades que a versão free oferece, então vou simplesmente dar um depoimento sobre a comparação entre um sistema consagrado e confiável, que é o Edge da Garmin, e o que já consegui utilizar do Strava [Nota do editor: Strava = Esforço, empenho, e Strive, como está escrito na imagem na home page do DLAC significa “Esforce-se ao máximo”. Bem legal, não?].

Os dois tem o apoio de sites bem estruturados, onde as atividades são armazenadas para análise e comparação. O site da Garmin (connect.garmin.com) é bem completo e se você tem o Edge 500 completo (com sensor de cadência e sensor de frequência cardíaca), você terá muita informação para avaliar sobre suas trilhas de mountain bike ou percursos de “speed”. Totalmente integrado com o Google Maps, você também pode exportar e dividir com amigos suas trilhas e percursos.  A grande vantagem que eu percebi no uso do Strava é sua extrema facilidade e rapidez no uso. Fiquei surpreso com a velocidade com que ele, ao ser ligado no celular (mesmo o meu celular sendo um smartphone bem básico, como o xperia) já triangula os satélites e ativa o GPS, em média duas vezes ou mais rapidamente do que o Edge. Eu fiz pelo menos uns 4 ou 5 percursos usando os dois sistemas para comparar, e sempre o Strava sai na frente em termos de rapidez de ativação. Ao clicar em atividade (botão no alto à esquerda) já aparece uma tela de início com um botão de start (tela abaixo)

Tela de início do Strava

Você pode pausar o percurso quantas vezes precisar, e ao finalizar você clica no “Finish Ride”, logo à esquerda o botão de início e pronto, aparece uma tela de salvamento já nomeando a atividade (registrando data e deixando espaço para um título “corrida noturna” , por exemplo) e aí já vem uma vantagem sobre o Edge, já que ao finalizar e salvar, escolhendo entre várias atividades (bike, corrida, snowboarding, etc) ele imediatamente sincroniza com o site e sua atividade já está armazenada, deixando também um registro no telefone, como ilustrado na tela abaixo:

Tela de registro

O site é muito bonito e funcional (tanto as telas de abertura no telefone como as do site são belíssimas) como na figura abaixo:

Home page do Strava

Além de bonito ele tem várias características interessantes, como sincronizar com os GPS de outros fabricantes, inclusive da Garmin. Eu mesmo fiz upload das atividades registradas no  meu Edge 500, até para comparar a precisão entre o aparelho da Garmin e o Strava, e não houve virtualmente nenhuma diferença entre os registros nos dois sistemas.  Outra característica muito legal, principalmente para os mais competitivos, é que no site você tem a possibilidade de definir segmentos de trilhas e percursos, como ilustro abaixo:

Você pode facilmente criar segmentos em trechos de seu interesse (uma subida de ladeira, por exemplo) para avaliar sua progressão neste trecho. Existe inclusive a opção de deixar este segmento privado, ou seja, você só vai avaliar sua evolução, sem a interferência de outros usuários que atrapalhariam sua análise naquele trecho selecionado por você. No próprio telefone você tem uma tela de avaliação de suas corridas, km a km, e o cálculo de ritmo, em média de km/h, gasto calórico, etc. Tudo isso na versão free. Juntando isso com as funcionalidades e informações interessantes do site, como um “mapa” anual de atividades e um registro organizado de todas as atividades (tanto as registradas por ele como as carregadas a partir do Edge 500 da Garmin) como ilustrado abaixo, e você terá um ótimo panorama de suas atividades e sua evolução.

No meu celular, que é pequeno e leve, fica perfeito, pois ele cabe em uma braçadeira pequena, junto com um ipod nano, sem pesar no seu treino, literalmente! Agora, em comparação com um Edge 500, nem tudo são vantagens, lógico. Ele não se presta a ser um odômetro, ou nada parecido, durante uma atividade qualquer. Seria querer muito, por um custo zero. Recomendo fortemente!

*Ricardo é membro honorário do DLAC – incluindo da Equipe do Bike Rally e contribuidor do site. O review do Strava foi feito há mais de dois meses, e não foi publicado antes por pura falha nossa!
Anúncios

Publicado em 19/09/2012, em Reviews e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Pena que meu blackberry não tenha aplicativo legal de mapear, senão iria sair mapeando todo buraco perto de Natal!

    • Bem, você sempre pode adquirir outro Smartphone e mapear as trilhas das redondezas. Mas, cuidado! Se você resolver mapear todo buraco EM Natal você não fará mais outra coisa na vida! 😀

  2. kkkk. tem razão! E que comprar outro smartphone o que, podendo gastar o dinheiro que sobrar com ups na bike! kkkkkk. E tenho um MotoActv que mapeia, só que sai em um formato diferente ( .csv) que ainda não achei como converte pra outros formatos.

  3. Oi Felix.

    Acho que eu posso ajudar-te, como também aos que tiverem o mesmo problema:
    How to Convert CSV to GPX
    http://www.ehow.com/how_5850414_convert-csv-gpx.html

    Como converter CSV para GPX
    http://translate.google.com/translate?sl=auto&tl=pt&js=n&prev=_t&hl=pt-BR&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&u=http%3A%2F%2Fwww.ehow.com%2Fhow_5850414_convert-csv-gpx.html

    Sobre o Strava: Ótimo serviço. Mais uma alternativa para quem tinha como solução o Sports Tracker.

  4. Valeu Allan! se der certo jajá to enchendo o blog de mapas de trilhas!

  5. Guilherme Rattes

    Muito bom o aplicativo. Mas sofro do mesmo problema que você: tenho um celular Android. No site me pareceu que o aplicativo para Iphone tem mais funcionalidades. De qualquer forma, também recomendo! Para você que tem o Garmin, então, é outra história: você pode controlar o seu “suffer score”, considerando a freqüência cardíaca durante o exercício.

  6. Existe algum tutorial passo a passo sobre o aplicativo Strava? Obrigado

%d blogueiros gostam disto: