Tirando peso da bike

Uma coisa meio óbvia é que quanto mais leve for a bike, maior vai ser a eficiência da pedalada. Isso, claro, considerando-se o mesmo ciclista, numa bike mais pesada ou numa mais leve.

Não é argumento dizer que é melhor (e muito mais barato) tirar 2 kg do ciclista do que dois quilos na bike. Claro, é ótimo que o ciclista acima do peso perca seus dois quilinhos, mas ainda assim, ele, com 2 ou 10 kg a menos pedalará mais rápido ou irá mais longe numa bike mais leve.

O porém é que tirar peso pode custar muito caro. O limite entre o lógico e o patológico tentaremos traçar brevemente aqui. Lembre-se apenas, os pesos e valores do post são estimados. Nada muito científico (mesmo na tabela lá embaixo).

Mountain Bikes abaixo de 11 kg podem ser consideradas bikes leves. As sub-10 (menos de 10 kg, ou até 9,99 kg) são bikes de competição, para alta performance, geralmente HTs. Se você pedala bem e quer melhorar sua performance, pode ser um ótimo investimento. Abaixo de 9 kg são mountain bikes tops, geralmente acima de 15 mil reais. O céu, nesse caso, é o limite.

A Cannondale Flash Carbon é um exemplo de bike sub 10.

Quando se pesa uma bike, se pesa a bike. Há quem tire os pedais, mas não há lógica nisso, pois não se pedala sem pedais. Mas se pedala sem piscas, suportes de caramanholas (e as próprias, é claro), bolsas de selim, ciclocomputadores. Se você pedala sem bar ends, tudo bem. Mas se os usa, pese a bike com eles. Se enganar não leva a nada.

O ideal para pesar a bike é uma balança eletrônica, que você pode adquirir por menos de U$ 10,00 no Deal Extreme (frete grátis), ou ir numa loja e pedir para pesar sua bike lá.

Bem, elas não são assim uma Park Tool, mas pesam sua bike com razoável precisão.

Sabendo o peso de sua bike, vamos lá: onde tirar peso sem ter de vender a casa? Bem, se sua bike tem um quadro bom – como uma Scott Aspect, por exemplo – e você quer dar um up geral, pode começar com um grupo SLX (cerca de R$ 1.250,00). Deve sair, dependendo do grupo que você tem, algo como 500g.  Outra opção é um up de suspensão. De uma básica para uma pneumática (RST F1rst, cerca de R$ 900,00) saem, fácil, 700g. Nos pneus dá para tirar umas graminhas, também. Enquanto um par de pneus de arame pesa 1,5 kg + 320g das câmaras, um par de pneus leves de kevlar 120Tpi pesa cerca de 950g + 200g de câmaras Ultralight, por cerca de R$ 300,00. E lá se foram mais 670g. Você percebe fácil que o custo por grama é menor nos pneus e câmaras: 0,45 por grama. No grupo, a dieta custa R$ 2,50. No garfo, R$ 0,80/g.

Como você percebeu, tirar peso não é barato. E pior, pode virar um vício. Se duvida, visite o site dos Wheigtweenies. Mas depois não diga que não avisamos!

Com esse investimento (R$ 2.450,00) sua bike emagrece cerca de 2kg (atenção, é só um exemplo!). Pesava 14,5 kg, agora pesa 12,5. Ainda não é uma bike leve, mas é bike de peso bem decente. Mas para diminuir daí, amigo… prepare o bolso. Quadro e componentes de carbono, grupo XT, XTR ou X0, Suspensão Fox ou Sid World Cup, Selim  de 160g. Rodas Mavic. Muita grana mesmo.

É então, de avaliar o custo x benefício disso tudo. O quanto isso vai render na sua performance. 100g são importantes quando você é atleta profissional e chega 3 segundos atrás do 1º, mas não representam absolutamente nada num ciclista recreacional. 2 kg, no entanto, são 2kg, e em 50km faz alguma diferença, mesmo para quem não é pro. Claro, se dinheiro não é problema, vale tudo. Veja só o que lhe satisfará e não se transformará numa loucura. Pedalar, na verdade, é o importante.

Anúncios

Publicado em 31/05/2012, em Conheça sua Bike e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Júlio César

    hahahaha, esse é o drama de vários, hahahahaha

  2. Eu já tive essa doença, rs… aí coloquei na cabeça que se minha bike ficasse mais leve, ficaria instável em algumas situações, como descidas em cascalho. Ainda bem que desencanei, porque toda noite eu ia procurar peças na internet (câmaras, raios, cabeamento, etc…)!

  3. Excelente matéria, acho que minhas duvidas foram tiradas…, mas continuo pesquisando na net os melhores preços.

  4. será que a psiquiatria já catalogou a CICLOREXIA ? rs

    • Hehehe seria um derivado de anorexia (falta de alimentação).
      A falta de pedal realmente provoca sintomas gravíssimos. Não aconselho ninguém a não tratar essa doença 😀

%d blogueiros gostam disto: