O Chainsuck

Recebi vários emails perguntando o significado do termo chainsuck, que usei no post sobre os lubrificantes Finish Line.

Para começo de conversa, o chainsuck não é para ocorrer. Se aconteceu, algo está errado.

O excesso de lama, corrente, coroa ou pinhões desgastados podem contribuir para o evento, e o resultado pode ser ou um quadro seriamente arranhado ou uma corrente estourada.

Isso posto, vamos lá:

Chain significa corrente. Suck, sugar. O chainsuck, então, é quando a corrente é “sugada” pelas coroas, ficando presa entre elas ou entre o pedivela e o quadro. Veja abaixo:

Chainsuck

Observe o movimento antinatural da corrente – ela não soltou da coroa do meio quando deveria, subiu e ficou presa entre a coroa maior e o quadro.

Esse vídeo – que não é nem tão elucidativo, mas não encontrei um melhor – mostra a corrente folgando (coisa que não é para acontecer) quando há a tentativa de troca da coroa maior para a do meio, obrigando o ciclista a parar de pedalar e pedalar para trás para evitar o chainsuck. Aliás, é isso mesmo que você deve fazer, jamais continuando a pedalar quando sentir o início do chainsuck, porque aí tudo vai abaixo mesmo.

Corrente, coroa e cassete em bom estado, sem desgaste, limpos e bem lubrificados, e gancheira (onde é preso o câmbio traseiro) sem empeno são precauções para que o chainsuck não ocorra.

Se mesmo com tudo organizado a sua bike continuar com esse desagradável problema, vá a um mecânico de confiança, pois pode haver algum detalhe na instalação do pedivela que tenha passado despercebido, como a colocação errada de espaçadores ou mesmo um defeito no quadro.

Anúncios

Publicado em 05/07/2011, em Conheça sua Bike e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Paulinho, o chainsuck é um problema quase impossivel de ser solucionado em provas longas e com muita água, na verdade, sempre dou uma dica, leve oleo de corrente, principalmente na epoca da chuva. Outro problema que temos aqui em Natal é o tipo de terreno que andamos, a mistura de água, areia e lama é péssima para a bike. Em quadros de carbono aconcelho a instalação de uma fita por cima da placa de proteção do quadro (a plaquinha de metal) Assim vc diminui o espaço entre a coroa eo chain stay, reduzindo, ou quase impossibilitando a entrada da corrente e preservando seu quadro. [Comentário transferido do Blogspot – Postado em 31/08/2011]

  2. Da Lama ao Caos

    Pois é, David. Uma transmissão limpa e bem regulada ajuda muito mesmo, mas em trilhas longas, principalmente com lama, é difícil, de fato. Tive muito problema quando usava uma pedivela Alivio 8V e corrente e cassete XT 9V; depois que troquei o pedivela para um LX integrado praticamente não ocorre mais. Mas, na época, meu quadro ficou detonado junto a caixa do movimento central. Era um quadro barato, e não foi tanto problema, mas fica a sua dica para quem tiver quadros de carbono. [Comentário transferido do Blogspot – Postado em 31/08/2011]

%d blogueiros gostam disto: