Wouter Weylandt

Hoje é um dia triste para o ciclismo. Faleceu, durante a terceira etapa do Giro d’Italia – uma das três principais competições do ciclismo de estrada, ao lado da Vuelta a España e do Tour de France – o ciclista belga Wouter Weylandt. Ele caiu durante uma descida a cerca de 25 km do final da etapa e apesar do atendimento imediato e das tentativas de ressuscitação, ele não resistiu.

Há vários vídeos dele sendo atendido pelos paramédicos – não recomendo nenhum, por nada acrescentar. Abaixo, uma pequena homenagem a ele, o vídeo da sua vitória, na mesma etapa do Giro, no ano passado.

Ele usava capacete – equipamento que, após a morte do ciclista Andrei Kivilev, do Casaquistão, durante a Paris-Nice de 2003 foi tornado obrigatório pela UCI. O Giro foi a primeira das grandes competições a adotá-lo. Obviamente, o fato não deve desencorajar seu uso, mas é fato que as altas velocidade atingidas por bicicletas de estrada em descidas de asfalto tornam o uso de equipamentos de proteção meros adornos.

O percurso do Giro d’Italia é considerado traiçoeiro pelos ciclistas profissionais. Em 2009 o ciclista espanhol Pedro Horrillo caiu, após uma curva, e despencou de uma ribanceira com pouca ou nenhuma proteção, caindo quase 70 metros abaixo. Horrillo miraculosamente sobreviveu, com fraturas no fêmur, joelho, vértebra, contusão em um dos pulmões e traumatismo crânio-encefálico, ficando dois dias em coma. Cerca de cinco semanas após o acidente ele deixou o hospital, encerrando no entanto a sua carreira profissional.


Local da queda de Pedro Horrillo

Anúncios

Publicado em 09/05/2011, em Ídolos. Adicione o link aos favoritos. Comentários desativados em Wouter Weylandt.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: