Um ciclista completo

Acho que se uma pessoa entra num blog de ciclismo já deve conhecer esse sujeito. Danado, ele, 7 vezes campeão do Tour de France, a mais famosa prova de ciclismo de estrada do mundo.

Lance Armstrong é Texano, e foi casado com Kristin Richard, casamento que durou cinco anos. Com ela teve três filhos, o mais velho Luke, e as gêmeas Grace (“Gee”) e Isabelle (“Izzi”), que foram fecundadas através de sêmen congelado de Lance. Após o divórcio, o ciclista iniciou uma relação com a cantora Sheryl Crow.

Lance e seus filhos

Modelo de determinação, é célebre uma frase sua sobre a doença: “Enganaste-te na pessoa ao escolheres um corpo para viver, cometeste um erro porque escolheste o meu”.Em 1995 ele foi diagnosticado com câncer nos testículos, numa situação extremamente crítica, já que o câncer tinha se disseminado para vários órgãos, incluindo pulmão e cérebro. À época, médicos consideraram que as chances de sobrevivência de Lance eram de menos de 5%.

Ele não se deu por achado, tratou-se e sobreviveu. Criou a fundação Livestrong, de combate ao câncer e, na sequência, de 1999 a 2005, ganhou os tão falados 7 títulos (ah: consecutivos!) do Tour. Daí, anunciou pela primeira vez sua aposentadoria.

No entanto, a aposentadoria não durou muito. Surpreendendo a mídia, no final de 2008, aos 37 anos, decidiu voltar ao ciclismo, correndo pela Equipe Astana, ao lado de Alberto Contador, que terminou vencendo a competição. Em 2009, Armstrong disputou pela primeira vez o Giro d’Italia, naquela que foi a 100ª edição da volta italiana, além de marcar presença novamente no Tour de France.

Durante o Tour de 2010, Lance Armstrong admitiu que Alberto Contador é o melhor ciclista de todos os tempos, reconhecendo assim o valor do espanhol e apaziguando as polêmicas que surgiram durante o Tour de 2009.

Mas Lance não era bom só em ciclismo de estrada.

Em 2009, Lance Armstrong ganhou a competição de Mountain Biking Leadville 100, no Colorado, considerada uma das corridas de MTB mais duras do mundo por causa das variadas condições climáticas no seu trajeto, batendo em mais de 15 minutos o antigo recorde, de Dave Wiens.

Armstrong se destacou de um forte grupo de favoritos – incluindo o seis vezes vencedor da prova Dave Wiens – na passagem de Columbine, andou sozinho por 60 milhas e criou uma liderança de 18 minutos. Ele terminou a corrida de 100 milhas em um tempo de 6:28:50, uma melhoria significativa sobre o registro existente de 6:45:45. Wiens chegou em segundo lugar.

Para tornar sua vitória ainda mais sensacional, Armstrong fez parte da corrida (Segundo ele, os últimos 10 km) com o pneu traseiro furado. Bem, se você duvida confira os vídeos no post As Ultramaratonas

Chegada do Leadville 100, em 2009. Observe o pneu traseiro…

A seguir, a sua declaração:No dia 15 de fevereiro, Lance anunciou pela segunda vez a sua aposentadoria, segundo ele, desta vez definitivamente.

Hoje eu estou anunciando minha aposentadoria do ciclismo profissional para me dedicar em tempo integral à minha família, à luta contra o câncer e a comandar a fundação que eu criei antes de vencer minha primeira Volta da França.

Essa é a nossa homenagem a esse ciclista tão completo, em muitos aspectos um exemplo de vida a ser seguido.

Anúncios

Publicado em 18/02/2011, em Ídolos. Adicione o link aos favoritos. Comentários desativados em Um ciclista completo.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: