Trocar o Pneu

Bem, o pneu furou. E agora? Lascou. Ligo pro resgate? É… é a opção mais fácil. Mas e se não tiver resgate disponível? Se o celular não pega? Se não encontro ninguém em casa? Ainda mais aqui, no meio do mato? Ah… mas fui prevenido! Trouxe uma câmara de reserva, remendos (para o caso de furar os dois pneus – não é tão incomum como parece), as espátulas para tirar o pneu do aro, e a bomba para encher.

Uma sugestão: Não economize. Compre bons remendos e uma ótima bomba. Se dinheiro não for problema, leve uma de CO2, alguns cartuchos (pelo menos 2) e uma comum. Se a válvula for Presta (bico fino) verifique se sua bomba é adaptada a ela, e mesmo que seja leve consigo DOIS adaptadores para bombas comuns (e calibradores de posto, né? Afinal, você é prevenido, e o adaptador é uma pecinha de nada, que adora pular da nossa mão e cair no meio do mato ou em uma ribanceira…).
Então vamos lá: vou ensinar a trocar o pneu dianteiro, porque é essencialmente a mesma coisa, apenas o traseiro é um pouco mais complicado por causa da corrente.

Passo-a-passo:
1- Vire a bike de cabeça para baixo. Se ligue em não detonar o ciclocomputador, farol e o que mais fique preso no guidon. Se for no asfalto ou pedras, tenha especial atenção quanto a isso. Procure um papelão ou folhas e tente acolchoar onde fica o guidon (para não arranhar os manetes ou manoplas). A Mochila de hidratação ou mesmo sua camisa também podem servir.

2- Para retirar a roda é só abrir a blocagem rápida (nem todas as bikes tem blocagens de fábrica; se a sua não tem sugiro instalar. É barato).
Se seu freio é tipo Vbrake, é preciso liberá-lo antes de tirar a roda.

Aperte o Vbrake com a mão e desconecte o cabo

O Vbrake está solto – pode tirar a roda.

Se sua bike tem freio a disco hidráulico, NÃO PRESSIONE OS MANETES (NÃO “FREIE”) após retirar a roda. Freios a discos hidráulicos tem um mecanismo automático de regulagem das pastilhas que faz com que elas sejam pressionadas na direção dos discos à medida que se desgastam. Sem as rodas (ou os discos) as pastilhas serão pressionadas uma de encontro à outra, e será preciso realizar um procedimento (sangrar o freio) para que ele volte a funcionar (ou a roda a girar). Mas, por outro lado, retirar a roda é mais simples do que com Vbrake – nenhum procedimento precisa ser feito em relação ao freio. Vamos ao passo seguinte (abrindo as blocagens):

Para retirar a roda, após abrir a blocagem, pode ser preciso girar um pouco a porca da blocagem.

3- Após retirar a roda, insira a espátula entre o pneu e o raio e faça força para tirar o pneu do aro. Pode ser necessário inserir a outra espátula e girá-la pelo aro para retirar o pneu, mas em geral pneus de qualidade saem até com as mãos, sem necessidade das espátulas.Quando for retirar a roda, se for a roda traseira, coloque o câmbio na maior coroa e menor catraca para facilitar a retirada da roda da corrente.

4- Retire a câmara furada. Se sua válvula for Presta (bico fino) será preciso desaparafusá-la, pela porca que prende a válvula ao aro antes de retirar a câmara. Se for o caso, faça o remendo. Remendos sem cola (auto-adesivos, na verdade) são mais recomendados e fáceis de aplicar.

5- Passe a mão pelo interior do pneu de forma a verificar se não ficou nenhum espinho, vidro, arame ou qualquer coisa que possa furar novamente o pneu após colocar a câmara nova. Eventualmente você furará o dedo nessa ocasião, principalmente se for um soft-hands :-D, mas é um mal necessário. Pior é furar a única câmara de reserva.

6- Encha um pouco a câmara nova e coloque-a no aro, e se for o caso parafuse bem parafusada a válvula Presta (A Schrader, bico grosso, igual a pneu de carro, não precisa fazer nada – é só por no local). Coloque de volta o pneu no aro. Dá para por com os dedos, mas se precisar, use novamente as espátulas – elas tem um ganchinho em uma das pontas que facilita o trabalho.

Encha um pouco a câmara de ar nova antes de colocá-la no aro

Se estiver em casa, coloque um pouco de talco no pneu antes de por a câmara nova.

Coloque a válvula no orifício do aro. Se for Presta, tem de parafusá-la no aro (esta é Schrader – bico grosso comum, igual a de carro).

Coloque as espátulas para “embeiçar” o pneu de volta no aro.

Gire as espátulas para colocar o pneu. Verifique se a câmara não está sendo “mordida” pelo pneu.

7- Observe se o pneu não está “mordendo” a câmara de ar. Se tudo estiver certo, termine de encher a câmara.

8- Coloque a roda novamente na bicicleta. Fechea as blocagens cuidadosamente, verifique se a roda está bem presa e o pneu cheio. Feche o Vbrake, reconectando o cabo (de forma inversa ao explicado no início).

Prontinho!
Fotos by Sil – Thanks, my love!

O que fura mais pneu em trilha são espinhos e cercas de arame farpado caídas. Cacos de vidros no asfalto e mesmo um fragmento de grampo de papel podem furar seu pneu facilmente.9- Vá simbora.

No caso de um galho com espinhos ou arame farpado é comum furar os dois pneus de uma só vez.

Trocar o pneu é algo muito fácil de fazer. O nível de conhecimento mecânico necessário para isso é muito básico, e todo ciclista deve saber fazer isso com tranquilidade. É um item de segurança.

Obviamente é interessante realizar uma ou duas vezes esse procedimento em casa. Dá para fazer tudo sozinho, mas não esqueça: a prática faz a perfeição.

Posts relacionados:
Os pneus 
Selante Joe Flats Yellow Gel 
No Flats II
Calibrar o pneu enquanto pedala

Anúncios

6 comentários em “Trocar o Pneu

  1. É possível a partir do momento que trocamos ou reparamos a câmara furada, que continuemos usando o mesmo pneu furado? Quais são os riscos nessa situação?

    Abraços.

    1. Oi Rafael! Boa pergunta! Se for só um furo não há absolutamente problema algum. Se for um rasgo dá pra consertar, mas é mais recomendável trocar o pneu.
      Veja esse post: https://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2012/03/10/conhecendo-sua-bike-os-pneus/
      E essa solução: https://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2012/05/19/porque-tubeless/

      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  2. Quando descia uma ladeira a roda da frente soltou, dizem que abriu a blocagem. Tive nariz quebrado e 32 pontos no rosto, sofri muito. A bicicleta eu tinha há um mês, Solicitei a uma loja de bici aqui em minha cidade para montar, e sou cuidadosa, graças a Deus eu estava de capacete. Agora tenho muito medo que possa acontecer novamente. Gostaria de saber o que me diz sobre o assunto. Falei como a loja que é o próprio dono que monta e ele disse que colocou peças habituais e novas e que nunca aconteceu isso. Aguardo opinião. Grata.

    1. Glaucy, antes de tudo, sentimos muito pelo acidente. Espero que você esteja bem.
      É difícil especular sobre o que aconteceu. Uma roda soltar é um acidente muito serio, com potencial gravíssimo. É algo raro de acontecer, também.
      Os manuais recomendam uma inspeção cada vez que se vai pedalar: nas blocagens das rodas e selim, firmeza do guidon e suspensão, pressão dos pneus e freios. É rápido e pode evitar um grande problema.
      Para lhe tranqüilizar, tendo esses cuidados isso não deve acontecer mais.
      Grande abraço.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  3. Grata pela resposta… Estou por aqui pesquisando, agora graças a DEUS, melhor, gostaria de voltar a pedalar, então preciso adquirir outra bike. Aquela que me ocasionou o acidente devolvi para a loja. Estou com certo receio de comprar, mandar montar uma nunca mais, a experiência foi um desastre. Penso em não comprar com blocagem, que me diz, por favor, estou bem insegura, sofri muito com o tombo, mas adoro pedalar. Bjs…

    1. Ah, Glaucy
      Acho a blocagem muito prática. No caso de furo do pneu, facilita muito.
      Compre uma boa bike e faça uma checagem básica antes de sair, sempre:
      1) pressão dos pneus
      2) aperto de mesa e guidon
      3) aperto de blocagens
      4) funcionamento dos freios.
      Caso precise de ajuda para a compra, diga quanto pode e pretende gastar e mande links de algumas bikes que lhe interessem, que ajudaremos a decidir, tá?
      Grande abraço, que bom que você se recuperou.

Os comentários estão encerrados.

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: