Dicas para comprar uma bike intermediária

Quase toda semana alguém me liga ou escreve com dúvidas sobre grupos, marcas, suspensões, garantia e tudo mais. Concordo: para um leigo – mesmo leigos que já pedalam – comprar uma bike é complicado, sim.

São tantas marcas, modelos, materiais, preços e nuances que quem não está pesquisando diariamente acaba se perdendo. Esse post, longe de pretender ser definitivo, é uma ajuda para quem quer compreender melhor o que está comprando. E, não esqueçam: é a minha opinião.

A primeira dúvida: qualquer marca é a mesma coisa? Se estou comprando uma bike de marca famosa, ou uma bike mais simples, qual a diferença?

Bom, primeiro vamos explicar uma coisa: a despeito do que muitos lojistas dizem, a absoluta maioria dos quadros é feito na China, seja a China Continental, seja em Taiwan. Muitas marcas renomadas são feitas na enorme fabrica da Giant, em Taiwan.

Então, todas as bikes são iguais???? Não, não. Grandes marcas tem um programa completo de desenvolvimento e controle de qualidade. Se a marca S ou T, por exemplo, encomenda seus quadros na fábrica G, por exemplo, a fábrica G os faz sob as especificações e segundo projeto desenvolvido pela marca que os encomendou, e todos são testados e inspecionados segundo os parâmetros da marca. Veja um vídeo de como foi desenvolvida Scott Spark 2012.



Cannondale, Diamond Back, Giant, GT, Jamis, KHS, Merida, Orbea, Rocky Mountain, Scott, Specialized, Trek, por exemplo, são marcas de qualidade, que possuem modelos mais básicos, intermediários e tops, dependendo do bolso de cada um. De uma forma bem geral, qualquer uma dessas marcas (que não são as únicas marcas boas, ressalte-se) atende bem a um ciclista. Qual modelo comprar, é outra hi$tória.

Uma grande marca tem um nome a zelar. Isso já é parte da garantia. Algumas, como a Specialized, Cannondale e Trek, dão garantia vitalícia para o quadro, para o primeiro dono. A Merida, 3 anos, e assim vai. Os quadros, como já foi dito, passam por um perídoo de desenvolvimento e testes, de forma a acrescentar as melhores inovações tecnológicas, reduzir o peso, a rigidez e ter melhor performance. Isso tudo está embutido no preço, e por isso bike de marca é mais cara.

Porém muitas marcas menores simplesmente encomendam quadros genéricos (genérico, no caso, não significa necessariamente ruim. Apenas que não é um quadro diferenciado, que passou por um longo e criterioso processo de desenvolvimento) na China, põem seus adesivos (se quiser, na China eles também fazem os adesivos, é sério. Até aplicam!) e montam suas bikes com componentes de maior ou menor qualidade. A bike pode até ser muito boa, com componentes excelentes (em última análise, a marca da bike é o quadro), mas a garantia de qualidade da pesquisa e desenvolvimento, esse você tem com as melhores marcas, mesmo.


Olhaí: quadro em carbono genérico, no Mercado Livre. Você teria coragem de usar?


Estou lhe confundindo? Ora, você mesmo pode procurar no Ebay um quadro de carbono, sem marca alguma, pesando 1300g (bem levinho, portanto), montar toda com componentes XTR ou XX, garfo Fox… e por seu nome na bike. É isso que algumas marcas fazem. Mas, se o quadro quebrar, ou se não tiver a performance que você esperava… só resta reclamar para o bispo.

Então, só com muita grana eu posso pedalar? Ter uma bike melhor? Não é bem isso. Marcas intermediárias como Canadian, Da Bomb, Mosso e Venzo, entre outras, tem desempenhado bem o seu papel. A Caloi Elite 2.7 é considerado o melhor custo-benefício em bikes intermediárias à venda no Brasil. Apenas não espere um quadro levíssimo, uma geometria revolucionária ou, no caso de full suspensions, um link super-eficiente. Mas é uma alternativa mais barata e que funciona, sim. Nas fulls, a KHS XC 104 dá o seu recado muito bem.

Por falar em carbono, você tem que decidir entre ele e o alumínio. A questão aí é o peso final, mas atente que alguns quadros de carbono são pouca coisa mais leves que tops de alumínio, e em geral são muito mais caros. Quadros levíssimos de carbono tem preço muito alto. Se não der, compre uma bike com um bom quadro de alumínio: ela não lhe fará vergonha!

Outra coisa: será uma HT (hard tail) ou Full suspension? Mais uma vez, vou lhe dar trabalho… leia aqui e aqui.

Bem, então você já escolheu a marca X (o quadro), resta escolher o modelo. O que deve nortear o próximo passo?

A maioria dos ciclistas pensa que é o câmbio, e que um grupo Deore é o máximo: nem uma coisa nem outra, de câmbios falaremos mais à frente.

O próximo passo é o garfo, ou seja, a suspensão. Existem 3 tipos: De elastômeros (muito básicos), hidráulicos (mola-óleo) e pneumáticos. Os dois últimos são mais populares em bikes intermediárias, mas há uma enorme diferença em funcionamento entre eles. Garfos hidráulicos tem pequena variação de calibragem em relação ao peso do ciclista, e são, via de regra, duros demais ou macios demais. Por isso, os pneumáticos são a melhor escolha. O problema é que eles encarecem muito o preço das bikes. Dando nome aos bois, garfos Suntour (XCR, XCM e variantes), Rock Shox modelos Dart 2 ou 3, Rock Shox Recon  Coil ou XC TK e Spinner Grind ou Spinner 300 são garfos básicos, saiba disso quando comprar. Dá para pedalar, mas a marca Rock Shox, por exemplo, não é certeza de garfo top, como se possa pensar. Ela faz coisa básica também, então se o vendedor vier com conversa, pergunte se o garfo é pneumático (a ar). Bons modelos de garfos pneumáticos (o preço sobe à medida que você lê): RST F1rst, Manitou R7, Rock Shox Recon Solo Air, Reba ou Sid e o sonho de consumo de muitos, Fox 32 RLC ou Terralogic.


Fox Fit Terralogic – um sonho de consumo e de suspensão. Mas carinha, viu…


Agora, vamos ao grupo. O grupo (não é kit, nem jogo, como já ouvi por aí), completo é composto de câmbio dianteiro e traseiro, corrente, catracas (podem ser de rosca – muito simples – ou cassete. Atente para o número de catracas – 7, 8, 9 ou 10 – que determinará quantas marchas sua bike terá [multiplique o número de catracas pelo número de coroas] e para o número de dentes da catraca menor e maior, 11-32, por exemplo), pedivela (com coroas – atente também para o número de dentes das coroas, tipo 22-32-42, numa pedivela padrão do grupo Alivio), movimento central (o “eixo” da pedivela, que pode ser ou não integrado à mesma – os integrados são muito melhores), trocadores de marcha, manetes de freio (podem ser integrados com os trocadores de marcha, em grupos mais básicos), cubos e freios.


Grupo Shimano SLX completo. Se alguém quiser vender um grupo pela metade, grite!


Simplificadamente, os grupos Shimano vão assim, do mais básico para o mais top:

ACERA – ALIVIO – DEORE – SLX – XT -XTR, podendo, na bike, ter um mix desses grupos. Numa boa bike intermediária, eu sugiro pelo menos câmbio traseiro SLX, pedivela Deore e câmbio dianteiro e trocadores Alivio. 27V também é o mínimo, sendo 30V (ou 20V, mas isso é assunto para esse post), desejável.

Se você optar por SRAM, a coisa vai mais ou menos assim:

X4 – X5 – X7 – X9 – X0 ou XX (X0, 30 ou 20V, XX, 20V apenas). O mínimo aceitável? X7/X9.

Por fim, atente também para o selim (Selle Italia e Fizik são as marcas mais tops, os BG da Specialized também considero excelentes, mas selim é uma coisa complicada de escolher, vai mais da anatomia de cada um do que propriamente de marca ou modelo).

Caixa de direção, canote, mesa e guidon podem ser da marca própria da bike (Giant e Specialized tem marcas próprias, Trek usa a marca Bontrager, por exemplo), ou KCNC, Ritchey, FSA, Truvativ, que são marcas excelentes também.

Os freios a disco podem ser hidráulicos e mecânicos. Estes últimos não são considerados um grande upgrade, então, o melhor é investir um pouco mais e pegar um hidráulico. O Shimano M445 e Deore, Hayes Stroker e Nine, Avid Elixir e Juicy e Tektro Draco e Auriga são marcas e modelos confiáveis, com expressiva variação de preço, mas adequados à uma bike intermediária.

Então é isso. Quando for comprar, pesquise, leia, pergunte a algum conhecido que você saiba que entende. E se algum vendedor lhe disser que um quadro que tem um adesivo “Designed in USA” (e não Made in USA) foi feito nos Estados Unidos… desconfie. Esse quadro foi projetado nos EUA, mas provavelmente tem os olhinhos puxados…

About these ads

Publicado em 29/06/2013, em O que eu acho e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 385 Comentários.

  1. Parabens pela sua postagem, simplesmente genial!

  2. Pois e né,bom no meu caso fui tentar pegar uma bicicleta de ciclismo no valor de 1500 na época não sabia nada das peças e tall.Mas a bicicleta me parecia boa,mas ao chegar em casa venho com todas as peças trocada e tava que nem uma caloi 10.Sorte que deu para devolver a bike.Porem mais para frente vou tentar comprar outra so que dessa vez em outro site,pois moro numa cidade pequena e se quero uma bicicleta boa para praticar esporte so pela net mesmo. Parabéns pelo blog ta 10.Pelo fato de vc relatar como e a vida com a bicicleta e explicar o que as pessoas precisam saber.

  3. Da Lama ao Caos

    Pessoal, obrigado pelos elogios! É muito legal saber que vocês estão curtindo o blog e que estou ajudando a galera. Amo pedalar e tudo o que tem a ver com Bike. É isso: conhecimento só tem valor quando a gente transmite. Abração a todos e bom pedal!

  4. Ricardo Arrais

    Parabéns bro!! excelente post pra quem quer uma visão geral na hora de comprar uma bike nem tão básica, como as “genéricas” de supermercados (quase sempre muito ruins!) e as tops, que desanimam qualquer um na hora de ver o preço. A gente que pretende ser um amador “senior”, com um tantinho de experiência prática, sabe que ninguém precisa gastar o preço de uma motocicleta (boa) ou quase um carro popular pra ter uma bike honesta e confiável nas mãos não é?? Nota 10 pro post e pro blog!

  5. Também recebo muito essa pergunta! E olhe que nem de longe tenho o conhecimento técnico que você tem. Apenas um pouco da experiência prática de pedalar. Muito legal e esclarecedor. Certamente recomendarei aos interessados em entrar no maravilhoso mundo do MTB e corridas de aventura. Grande abraço

  6. Realmente Show esse post!

  7. queria saber o que vcs acham da marca JAMES. É porque tenho uma James Trail X3 e nunca vejo o pessoal pedalando com uma James.

    • Opa Gustavo! Olha só, nunca pedalei numa Jamis, então tenho de me ater nas especificações e nos reviews de sites nos quais confio para dar a minha opinião.

      Primeiro, a Jamis é uma marca americana com mais de 30 anos de existência, conhecida por fazer bikes de baixo custo, porém honestas. Hoje a Jamis continua fazendo bikes de entrada, como também modelos tops.

      Não sei se a sua é uma Jamis Trail X3 2010 ou 2011, há pequenas diferenças nos componentes, mas vamos lá.

      O ponto alto da X3 é a geometria, muito elogiada para XC por quem já testou: ágil, eficiente e confortável. Ou seja, é uma ótima bike de entrada para trilhas leves e médias. Só por isso já posso lhe dizer que você fez uma boa compra, então, fique tranquilo.

      Embora ela esteja muito bem para quem está começando no MTB, com o tempo você talvez queira fazer alguns ups. Se sua bike for uma 2010, eu sugeriria trocar o câmbio traseiro por um Alivio, mesmo mantendo as 24 velocidades. Se for uma 2011, você pode considerar um up mais sério, para 27 ou 30V. Mas aí o investimento é maior.

      Uma coisa que eu realmente não gosto nela – mas isso é uma característica de TODAS as bikes de entrada, de TODAS as marcas – é o garfo (RST Blaze na 2010 e Gila na 2011). Ambos são pesados e lêem mal o terreno. Um up excelente (melhor até do que o up para 27V, na minha opinião) era trocar a suspensão por uma RST F1rst, bem mais leve, a ar. excelente custo x benefício. Mas isso é se você fizer trilhas, para pedal urbano a bike está ótima do jeito que vem.

      Grande abraço, e obrigado por curtir o DLAC.

      • Cara muito obrigado pelas dicas. A minha é uma 2010 vou ver esses ups.
        Parabéns pelo site e um grande abraço

  8. agora quando me perguntarem q bike comprar vou pedir q o cara leia esse artigo do DLAC… :)

  9. Antonio Junior

    Excelente matéria. Muito válida mesmo! Então, estou na minha 2ª bike… Pedalo com os amigos, nada de competição… Só pra curtir mesmo o fds. Em 2009 comprei uma Merida TFS 700 XC (mod. 2008/2009). O diferencial dessa bike é que, apesar de vir com freios V-Brake (marca Avid), seus componentes são mais ‘nobres’ do que todas as outras bikes que pesquisei. Estava de olho numa Elite 2.7, mas queria algo um pouquinho melhor. Fui numa 3.0, daí ficou fora do orçamento. Fui ver uma Specialized Hard Rock, mas não gostei do grupo Sram, nem da suspa… Daí (nunca tinha ouvido falar em Merida) me apresentaram essa tal de Merida… “Puta” marca boa! Ela veio com tudo Deore (trocadores, câmbio dianteiro, pedivela, cubos), câmbio traseiro Deore XT, Rock Shox Dart 3, pneus merida (que achei mais leves do que o da concorrência), rodas Alexrims Crostini, mesa FSA, etc. Pelas peças, achei que não foi caro o seu preço. Estou muito feliz com ela. Já rodei uns 4.000 km e a danada ainda está zerada. Sem falar que ela é muito bonita também. Então, REALMENTE, QUANDO FOR COMPRAR UMA BIKE, mesmo que seja bem intermediária, CONHECER DO ASSUNTO É MUITO BOM… EVITA SE ARREPENDER DEPOIS!

  10. Walclei Eudes de Souza

    Parabéns, ótimo post. A cada dia fico mais fã do Blog, das postagens e suas relevâncias. Sou ciclista amador, adoro pedalar, gosto de participar de algumas competições (Bike Rally), mas não tenho pretensões com relação a isso. Estou pesquisando para comprar uma bike intermediária e seu post me ajudou bastante.

    • Puxa, Walclei, obrigado pelos elogios! Muito legal saber que o nosso trabalho está ajudando. Em relação à compra da sua bike, se você quiser, passe um email para mim (dalamaaocaos2010@gmail.com) e a gente troca uma idéia. Ajudo com prazer.

  11. Hola ao dono do post ai em cima. Estou prestes a comprar uma specialized hardrock aro 29 ou uma Trek wahoo, cara eu nunca imaginei que um dia eu daria quase R$3.000,00 numa bike! E o pior é que levando em conta a tua lista ali em cima, essas bikes tem o que há de mais básico. Claro, não pretendo fazer trilhas hard e sim cicloturismo, e essas bikes correspondem o meu orçamento e tamanho pois tenho 1,90mm. A realidade é desanimadora. Mas o que vale é a aventura e emoção, valeu aí. Se quiseres deixar um comentario…..

    • Oi Oscar! Realmente tanto a Hardrock como a Wahoo possuem componentes bem básicos. No entanto, dependendo do nível de ciclotur que você pretende fazer, elas podem servir. Se for algo muito longo, como viagens, considere comprar uma bike com componentes melhores – pelo menos Deore – pois no meio da estrada raramente haverá quem lhe socorra. Outra opção é procurar mais um pouco; algumas marcas, como a GT, podem ter algo melhor pelo mesmo preço. Caso compre a Trek ou a Specialized, sempre há a opção de se fazer upgrades conforme você achar necessário. Se quiser mais alguma opinião é só perguntar! Grande abraço e obrigado por visitar o blog.

  12. Olá , boa noite! Estou curtindo muito o site, e essas dicas sobre que bike comprar me iluminaram muito! Queria saber sua opinião sobre a marca FOCUS. Estou de olho em uma, a Highland Peak, quero uma bike para passeios de fins de semana e pequenas trilhas.

    • Oi Luis! A marca Focus tem mais de 20 anos de existência, e produz desde bikes de entrada – caso da Highland Park – até bikes de alto nível, para atletas profissionais. A Highland Park está de acordo com o que você diz que quer fazer: passeios e trilhas leves. No entanto, há muitas e muitas opções de bikes de entrada; sugiro pesquisar bastante e, se realmente a Focus HP se apresentar com o melhor custo x benefício, pode optar por ela. Se quiser discutir mais o assunto, ou mesmo pedir opinião sobre outras marcas ou modelos Focus, é só comentar de novo. Abração!

  13. Beleza, então, obrigado pela dica! Você poderia me ajudar então com alguns modelos de entrada que tenham o custo beneficio bom? A Focus Highland Peak vem com conjunto Deore, já a suspensão dela achei fraca. O que você me diz da Caloi Elite 2.7 2012? Ela parece boa.
    Grato.

    • Luis, é importante ficar esperto, pois embora a HP venha com câmbio traseiro Deore, na que encontrei tem apenas 24V (o que significa que a transmissão não é toda Deore). Em relação à Elite 2.7 nem há o que discutir: todos os componentes são Deore, os freios são a disco, hidráulicos (Shimano Non-series M445CL) e o garfo é Rock Shox XC28TK, bem melhor que o Suntour XCT V3. Porém, comparando com o preço da HP (em torno de R$ 1800,00) a Elite 2.7 é bem mais cara: em torno de R$ 2.700,00. O que não significa que a Elite é um custo-benefício pior; muito pelo contrário: apenas são bikes de níveis diferentes (não dá para comparar uma com a outra), sendo a HP uma básica, de entrada, e a Elite 2.7 uma intermediária. Assim, embora ache difícil encontrar um CxB melhor que o da Elite 2.7, não custa procurar também outras bikes nessa faixa de preço e comparar os componentes.

  14. O blog tá um show! Parabéns!

  15. Oi Junior! Muito obrigado pelos elogios. São leitores como você que fazem o blog ir adiante.
    Gosto muito da Specialized, é uma das minhas marcas favoritas. A Rockhopper eu considero uma boa bike, e a sua, diferenciada, é ainda melhor. Mas, não importa o quanto a bike seja boa, às vezes atingimos nosso limite, e precisamos de algo mais avançado, mesmo.
    Como o quadro da RH é muito bom, eu faria apenas alguns ups pontuais, que vão transformar ela de boa numa ótima bike, na minha opinião.
    A primeira coisa que trocaria nela seria o garfo. A Tora 302 SL é pesada, e não tem lá uma leitura muito boa do terreno, até pelo sistema de funcionamento. Uma suspensão pneumática com trava remota seria, eu acho, o ideal. Sugiro a Manitou R7 com trava MILo (ótimo custo-benefício) ou, se a grana der, Rock Shox Reba, SID ou Fox 32 RLC.
    Um pedivela com movimento central integrado também fará uma boa diferença. Nunca vi uma comprovação disso, mas sempre achei que eles funcionam melhor, quebram menos, são mais eficientes e umpouco mais leves. Uso um LX, que funciona bem; se você ainda encontrar para vender, vale a pena. Outra opção seria o SLX ou mesmo o deore (sempre com central integrado).
    Por fim, com todo o respeito pelos Single Digits, freios a disco hidráulicos são essenciais para trilhas sérias. Gosto dos Shimano, com óleo mineral – contra os DOT dos Avid e Hayes – e acho a potência e modulação dos Deore muito boas – mas qualquer linha acima é melhor, vai depender do orçamento disponível.
    Para terminar, se você pretende tirar um pouco mais de peso da bike (só com o up do garfo deve sair uns 600g, por aí) um jeito relativamente barato é trocar os pneus de arame por pneus de kevlar (dobráveis). Escolha de pneu é algo complicado, vai depender do tipo de trilha e estilo de pedal, mas veja uma opção e procure ver os pesos antes de comprar.
    Isso é uma questão pessoal, mas eu trocaria os pedais por clipless (veja aqui http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2011/03/11/pedal-de-encaixe-usar-ou-nao-2/) por causa da eficiência.
    Então, minhas sugestões são essas. Depois me diz aí o que você fez e se deu certo. Grande abraço!

  16. Muito obrigado por todas as considerações. Gostei muito da dica dos tipos de Suspa, Provavelmente será meu próximo passo.
    Mas com certeza assim que a magrela ganhar algum presentinho eu retorno dizendo qual foi o resultado e se eu conseguir deixo umas fotos dela junto.

    Abraços

  17. Parabéns pela iniciativa, seu blog é muito bom.
    Tenho uma bike básica de 24 machas e quero comprar uma bike intermediária, já estou fazendo algumas trilhas mais longas.
    Qual sua opinião com relação a essa bike?

    • Giant Innova
    • Quadro : ALUXX-Grade Aluminum;
    • Susp. Dianteira : Rockshox DART 3 TK256T80;
    • Pedivela: SHIMANO FC542;
    • Cassete: SHIMANOCSHG50-9SPD 11-34T;
    • Velocidades: 27vel.;
    • Trocadores: SHIMANO Deore;
    • Cambio Dianteiro: SHIMANO Deore;
    • Câmbio Traseiro: SHIMANO XT;
    • Guidão : Alloy + Carbon Gloss,Low Rise, 25.4;
    • Sup. Guidão : Alumínio;
    • Canote de Selim: Alumínio 30.9;
    • Selim: VELOVL1205;
    • Pedal: Steel / NylonComfort Platform;
    • Cubos: FORMULA DC20;
    • Aros: ChuansinCR18;
    • Pneus: KENDAK1047 DTC 26X2.1;
    • Freios: Tektro Mechanic Disc;
    • Manete de Freios: AVID FR-5;

    Obrigado.

  18. vanildo nunes

    Amigos, boa noite! Muito bom mesmo o seu blog! Eu comecei a pedalar a mais ou menos 60 dias… montei uma bike com quadro GTSM6 tamanho 18″, grupo Alivio de 27v, v-brake, e suspensão GTS óleo/mola. Tenho 1.76 e 85kg. Já quero montar uma outra bike, pois estou pedalando em trilha e asfalto, de 30 a 50 km por dia e quero melhorar a minha bike, tipo trocar quadro e grupo para melhorar o peso. Qual seria um quadro bom para minha altura? Quero ter total controle sobre a bike um calçadas, trilhas e subidas, e quero gastar até cerca de 4.000,00 a 5.000,00.

    • Oi Vanildo, bom dia! Que bom que você começou a pedalar e está empolgado! Seu comentário traz muitas dúvidas; assim, vamos tentar esclarecê-las por partes:
      1) O “total controle” da bike depende muito menos da bike do que da sua técnica, que é uma habilidade que virá com o tempo – 60 dias é muito pouco. Claro que uma bike mais leve e com um grupo mais preciso ajuda, mas o limitante mesmo é o ciclista. Assim, você pode ir aos poucos tentando melhorar – aqui no DLAC temos alguns artigos sobre técnica de mountain bike, e dá para encontrar muita coisa no Youtube, também. Mas sempre respeite os seus limites quando estiver treinando.
      2) O “quadro bom para a sual altura” (se você estiver falando do tamanho do quadro) só pode ser determinado por um bike fit. Provavelmente o seu está adequado, mas para dizer com certeza só analisando profissionalmente. Veja esse artigo: http://bit.ly/NG5Uib!
      3) Um up de quadro seria mesmo interessante, mas você precisa dizer as opções e a gente sugere para você, pois as marcas e preços são inúmeras.
      4) Por fim, você tem um orçamento excelente (4 a 5 mil). Se você quer montar, sugiro, de início, manter seu grupo Alivio 27 e comprar um quadro Specialized Stumpjumper S-Works* M5 17,5″ (http://bit.ly/NZgRt6), uma suspensão Manitou R7 Pro 2012 (http://bit.ly/OVGU9t) e Freios a disco hidráulicos Deore (http://bit.ly/Mih9xu). Com esse up seu investimento não passará dos 5 mil e você terá uma bike mais que perfeita para encarar qualquer trilha e até competições. Com o tempo, se você quiser, poderá refinar a bike trocando o grupo por um SLX ou XT e componentes cmoo canote, mesa e guidon.

      * Com esse quadro você terá de adquirir um movimento central PF30 e caixa de direção cônica (pergunte se a caixa de direção não vem com o quadro, às vezes faz parte). O canote é de carbono e acompanha o quadro.

  19. Olá boa tarde!

    Estou querendo comprar uma nova Bike e fiquei na duvida entre dois modelos. Vocês poderiam dar sua opinião sobre qual seria a melhor escolha? Os preços de ambas estão semelhantes, vi que o câmbio da Giant é bem melhor, mas como um leigo no assunto acho que o quadro da Specialized é melhor e depois posso ir melhorando a bike. O que acham?

    Segue o Link com as informações das Bikes:

    http://www.giant-bicycles.com/en-IN/bikes/model/terrago.team/5802/39650/

    http://www.specialized.com/br/pt-br/bikes/mountain/rockhopper/rockhopper#features

    Grato.

    • Olá, Cristiano!
      Na nossa opinião, em qualidade e renome, Giant e Spz são marcas equivalentes – e excelentes.
      Nessas duas opções não há nem o que decidir: é Giant, sem pensar duas vezes (se o preço é semelhante).

  20. Boa tarde!
    Vi seu comentário sobre a Bike Giant no post acima e também estou querendo comprar, mas estava olhando uma KHS.

    Qual seria melhor, a KHS modelo:

    http://loja.fepase.com.br/bicicleta-khs-alite-1000.html

    Ou a Giant citada acima, sendo que a KHS esta um pouco mais cara.

    http://www.cicloleiriense.com.br/produto_desc.asp?id=4230

    http://www.giant-bicycles.com/en-IN/bikes/model/terrago.team/5802/39650/

    Muito obrigado.

    • Eu prefiro a KHS. Embora o cambio traseiro da Giant seja um SLX contra um Deore da KHS, o garfo RST First ganha de longe da Dart 2. É muito maus barato upar, no futuro, um cambio de que uma suspensão. E a diferença que faz um garfo pneumático contra um básico como a Dart 2 não pode se comparar à diferença entre SLX e Deore.
      De resto, as especificações são equivalentes.
      KHS na cabeça!
      Grande abraço!

      • Muito obrigado pelos esclarecimentos.
        Quanto o quadro, são equivalentes? Achei o da KHS mais moderno.
        Acho que o da Giant é um modelo de 2010, mais conservador.
        Quanto o cambio dianteiro da KHS ser um alivio e o da Giant ser um Deore, tenho muita perda?
        Grato.

        • Oi Elis!
          Acho que os quadros se eqüivalem, mesmo. O KHS, apesar de modelo 2012, não parece ter mudado nos últimos dois anos. O da Giant também não parece incorporar um desenho super atual. Consideraria ambos como quadros de geometria e aspecto mais tradicional.
          Em relação ao cambio dianteiro, não creio que você note diferença perceptível no funcionamento, mesmo a KHS sendo Alivio e a Giant Deore. O cambio dianteiro exige menos precisão – são só três coroas, ou duas mudanças para cada lado, e o acionamento é bem mais simples.

  21. Rodrigo Freire

    Boa noite realmente estou com muita duvida estou pensando em pedalar fui na centauro e vi um bike da marca oxer o vendedor falou que é boa e também uma gt aggressor 1.0 a primeira R$ 1.099,00 e segunda 1.590,00 minha duvida é qual delas gostaria de gastar no máximo uns R$ 1.500,00 oque faço?

    desde já grato

    Rodrigo Freire

    • Oi Rodrigo! Conheço as bikes. Se puder, vá na GT de 1590,00, é uma boa escolha. A Oxer não recomendo.
      A GT de 1090,00 só se for o jeito, mas pelos componentes muito simples (e como a outra está perto do seu orçamento) você evitaria de fazer ups a curto prazo!

  22. Boa noite!

    Sempre que temos dúvidas buscamos seu site, muito enriquecedor.
    Estava comprando uma Giant, só que não chegou na loja o modelo que gostei, estou aguardando. Fui em outra loja e vi a marca SOUL achei a bike muito interessante, apesar de ser uma marca nova.

    Na sua opinião, qual seria a melhor opção:

    http://www.giant-bicycles.com/en-IN/bikes/model/terrago.team/5802/39650/

    ou

    http://soulcycles.com.br/site/2010/bike_sl500.html

    Mais uma vez obrigado.

    • Fala Cristiano! Obrigado pelos elogios
      As bikes são equivalentes. Por simpatia da marca eu iria de Giant, mas ambas são ótimas pra mtb.
      O ponto fraco das duas é o garfo – poderia ser pneumático. De toda forma, são bikes pra qualquer trilha de XC.

      • Fiquei um pouco receoso quanto ao quadro da Soul por ser uma marca nova ao contrário da Giant. Mas a Soul é 30 v.

        Grato.

  23. Marcelo Cardim Carvalho

    Prezado, tenho uma bike Diamond Back Response tam. 22, que é um quadro pesado, porém muito resistente. A suspensão é uma Dart 2 e o grupo é Sram X5 com pedivela Truvativ. Pretendo fazer um upgrade visando diminuir o peso e trocar o quadro por um novo de alumínio, porém top, tal qual o Giant CTC Team tam 21 ou Scott Scale tam XL. Além disso pretendo trocar a suspa por uma pneumática bem mais leve. O que você acha e sugere ?

    • Oi Marcelo! Você definiu bem o DBR: Robusto, porém pesado. Não considero um quadro adequado para XC. Talvez um AM pesado, ou FR, sei lá. A Dart2 e o SRAM X5 também são componentes de entrada, com peso compatível com o uso iniciante.
      Em relação aos quadros há várias coisas a considerar além de simplesmente o peso, principalmente a geometria, pois o quadro pode ser levíssimo, lindo, de uma ótima marca, e não dar certo com você (ou, melhor dizendo, seu biotipo não se adaptar a ele). O Giant XTC (acho que era esse a que você se referia) Team é um quadro bem confortável, com o top tube relativamente curto, mas que já não é mais fabricado pela Giant (foi descontinuado em 2010, se não me engano). O Scott Scale, por sua vez, é um quadro que visa mais a performance que o conforto – eu indicaria para quem se preocupa em chegar na frente, seja em competições, seja em passeios, mesmo (é, tem gente assim).
      Resumindo, para fazer um up tão radical, eu consideraria, primeiro, fazer um bom Bike Fit e receber a orientação de um profissional sobre qual a geometria mais adequada para o seu biotipo e tipo de pedal (que você não informou). Provavelmente isso dará mais certo. O investimento nos equipamentos não será tão pequeno, os 200 e poucos reais que você pagar pelo BF com certeza valerão a pena, pois evitarão um gasto à toa.
      Você já pensou numa Full Suspension?
      Quanto às suspensões pneumáticas intermediárias, posso sugerir a RST F1rst ou a Manitou R7 Pro ou MRD com trava remota, mas elas só estão disponíveis com 100mm. Se você pretende fazer AM, talvez fosse o caso de considerar uma de 120mm (apesar de que a R7 se encaixa bem no caso, mesmo sendo de 100mm). Se o orçamento não estiver muito apertado, você pode considerar uma Rock Shox Reba 120 ou mesmo uma Fox RLC 120.
      Quanto ao grupo, tudo vai depender do orçamento, do seu condicionamento e estilo de pedal. Se visa mais performance e está bem condicionado, considere um grupo 2×10. Se eventualmente depende da coroinha, como eu, vá de 3×10. SRAM ou Shimano é questão de preferência pessoal, mas eu não consideraria nada abaixo de X7(SRAM) ou Alivio(Shimano) como mínimo, mesmo. Para uma coisa mais de responsa, X9/X0 ou XT.
      Com essas alterações você pode esperar tirar uns 2 ou 2,5 kg (talvez até um pouco mais) da sua bike. Dá, ainda, para tirar mais ainda se investir em pneus de kevlar, de preferência tubeless. Os pneus tem de ser muito bem escolhidos para ter uma boa relação de eficiência (para seu tipo de pedal) e peso (o menor possível).
      Boa sorte, qualquer coisa estamos aqui.

  24. Marcelo Cardim

    Muito obrigado, a sua resposta foi muito esclarecedora. O quadro é mesmo o Giant XTC, que ainda é vendido por cerca de R$ 1.600,00. Eu tenho 1,87m e peso 94 Kg, e o condicionamento físico está bom, pois além de pedalar cerca de 30 Km em asfalto (toda terça e quinta) também faço academia. Eventualmente faço trilhas na linha verde, mas gostaria de aumentar a frequência desta modalidade.Talvez o upgrade na minha bike a deixe com o preço fora de mercado e fosse melhor comprar uma bike nova aro 29. O que você acha da bicicleta Rocky Mountain Vertex – Aro 29 quadro tam 20 (R$ 3999,00 na Netshoes) com garfo RockShox Recon Silver TK Air 29, pedivela e grupo Deore 27 velocidades ?

    • É uma boa bike, mais atual. Com certeza um upgrade! Mas ainda faria o Bike Fit. É fundamental.
      Não acho que seja um detalhe muito importante, mas também não creio que haja diminuição de peso significativa saindo da Diamond Back para a Rocky Mountain.

  25. tadi campanuce

    Queria comprar uma bike aro 26 para iniciantes. Me indicaram Caloi Perfomance Aluminio. Por favor, essa bike serve ou tem outra melhor? Pedalo asfalto e terra! Obrigado!

  26. Bom dia, meu amigo! Estou surpreso (e feliz) em encontrar um site tão completo e repleto de conteúdo como o seu!

    A história é a seguinte: tinha uma bike de mercado (na época ainda era razoável, com câmbio, pedivela e trocadores shimano), comprada em 1996, e que está parada há anos. Eis que surge a grande vontade de voltar a pedalar, e com isso, dúvidas. Não pretendo nem olhar para trilhas, e gostaria de iniciar de aro 700 (quero conforto e velocidade maior que as 26″, além de uma bike voltada para uso urbano. Não pretendo levar carga – a Easy Rider tem um “bagageiro”, mas apenas pedalar e com isso melhorar minha condição física). Disso, surgem as opções:

    1 – Caloi Easy Rider
    2 – Soul Copenhague

    Pretendo gastar, de início, algo próximo a R$ 1.000,00 (se houverem melhores opções, pode chegar a R$ 1.500,00), usando quadro de alumínio e bons componentes, que podem sofrer ups, porém não de imediato.

    Assim, peço uma ajuda do amigo, com relação à análise dessas duas opções de bike, bem como alguma outra recomendação.

    De imediato, agradeço e deixo um abraço de São Paulo.

    Vinicius

    • Oi Vinicius! Obrigado pelos elogios.
      Ambas as bikes estão ok para o que você quer. Ao nosso ver, são equivalentes.
      Se for só para passeio urbano, servirão bem. Veja também a Soul Flow (http://soulcycles.com.br/site/2010/bike_flow.html#linha), equivalente também. Acho com um estilo urbano mais legal (para quem não quer passar nem perto de trilhas).
      Como up eu colocaria paralamas (se for para deslocamento para trabalho, por exemplo – evita chegar de roupa suja).
      Se for trabalhar com elas, considere uma dobrável, como as Dahon, Soul D60 (http://soulcycles.com.br/site/2010/bike_d60.html) ou D70 (http://soulcycles.com.br/site/2010/bike_d70.html) ou Caloi Bend ou Urbe (o site da Caloi não abriu, por isso não vai o link, rsrs).

      • Bom dia, amigo! Apenas para registrar, comprei uma Soul Copenhague, e até agora, está aprovadíssima: extremamente confortável, anda bem, bom câmbio e trocadores Shimano. Preciso apenas me adaptar à suspensão dianteira, que achei um pouco mole demais, mas acho que é questão de costume. A bike vem com quick release nas rodas, preparação para discos (vem com V-brake, originalmente), suspensão dianteira 80mm, guidão regulável, banco muito confortável com suspensão, etc.

        Agradeço a ajuda. Um abraço, Vinicius

  27. Fábio renato

    Boa noite amigo. Quero comprar uma suspensao para xc aro 29 até R$ 1000.00 qual modelo vc me indicaria.. Desde já obrigado

    • Opa Fabio. Dando uma olhada no Google, e procurando pelas principais marcas, achamos o seguinte (que consideramos que pode valer a pena). A maioria encontramos no Mercado Livre. Algumas são novas, outras usadas. Encontramos a PS One 29er em loja (Não divulgamos o nome por causa da política do blog, mas no Google você acha fácil):
      Manitou Tower 29 (1.350,00 / ML / Nova)
      RST First 29 (1.099,00 / ML / Nova)
      Rock Shox Recon 29er (899,00 / ML / Usada)
      Suspensão Rock Shox Reba Race 29 Er (1.200,00 / ML / Usada)
      Proshock One 29er com Trava no Guidão Aro 29 (1.150,00 / Loja / Nova)
      Nos concentramos nas suspensões com molas pneumáticas, pois achamos que, com seu orçamento (1.000,00) é melhor pagar mais um pouquinho e pegar um produto diferenciado.
      Não testamos pessoalmente nenhuma das indicadas acima, mas consideramos que qualquer uma pode lhe satisfazer, baseado em reviews anteriores que temos conhecimento.
      Abraço e boa compra!

  28. Olá amigo, estou procurando uma bike, será a minha primeira, o que você me diz da Specialized Myka HT Disc 2013? Em relação ao custo x benefício, vale a pena?

    • Oi Graci! Que bom que você quer pedalar! A SPZ Myka HT Disc é uma boa bike, com design especifico para mulheres, e a marca Specialized tem peso – com certeza é das melhores do mundo.
      Mas temos restrições ao garfo – com sistema de molas e elastomeros – que é muito simples.
      O sistema de transmissão também não é lá essas coisas, com cambio Acera atrás e Altus na dianteira.
      Por cerca de R$ 2.700,00 (preço que encontramos na net) talvez haja outras opções com melhor custo x beneficio.
      No entanto, se você não pensar nesses termos (ou quiser mesmo uma bike com mais renome), tenha a certeza de estar adquirindo uma bike de excelente qualidade e adequada a uma garota que quer começar a fazer trilhas leves e intermediárias. Com ups de garfo e grupo, no futuro, ela poderá ser considerada uma bike perfeita.

      • Valeu pela ajuda, segui seu conselho e continuo na procura. Agora vi uma Trek 3900, seria melhor? Ou qual vc indicaria? Agradeço a paciência mas é que tenho muito medo de acabar fazendo um mau negócio.

        • Entre as duas ainda prefiro a Myka. Trek só serie 4000 pra cima.
          Procure também Cannondale, Scott, Merida, Giant. Pode aparecer coisa boa.
          E fique tranqüila, pode perguntar. É um prazer ajudar. Estamos aqui pra isso mesmo.

          • Amigo, quanto mais procuro mais tenho dúvidas. Está meio difícil conseguir uma boa para iniciar… Vi uma Merida Matts TFS 100-V (Ano 2012), em um site com um preço bem legal, mas tive dúvida quanto a especificação. Vi tb as scot aspect, mas a maioria parece que tem suspensão com sistema de molas e elastomeros. É arriscado comprar pela net?

            • Bem, em principio, comprando de uma loja idônea, mesmo pela net, tudo deve correr bem.
              Em relação às duvidas, normal. É porque você está pesquisando, e isso diminui a possibilidade de comprar errado.
              Vamos fazer o seguinte: o que você achar, mande o link para nosso email (dalamaaocaos2010@gmail.com) e a gente analisa e opina – até se conhecemos a loja ou não.
              A resposta pode não ser imediata, porque estamos com MUITOS emails pra responder todo dia, mas a gente responde, certo? É só ter paciência.
              Grande abraço, você está no caminho certo, procurando com cuidado e nas melhores marcas. É por aí.

  29. Fala amigo!! Bom dia. Parabéns pelo blog que pra mim e mais um monte de pessoas que querem entrar no mundo do pedal nos ajuda demais com suas dicas preciosas.

    Qual sua avaliação da bike Focus Whistler?

    http://loja.tray.com.br/loja/produto-274967-1682-focus_whistler_2012

    Porém, o lojista colocará câmbio traseiro Deore e a suspensão Proshock 100mm (sem trava). Falando nisso,entre uma suspensão de 80mm ou 100mm, qual é melhor? Com trava ou sem trava?

    Outra pergunta:
    Entre a Soul SL500 e a Focus Whistler

    http://www.freecycle.com.br/prod,IDLoja,8802,IDProduto,3576251,bikes-soul-bicicleta-soul-sl-500-2012

    http://loja.tray.com.br/loja/produto-274967-1682-focus_whistler_2012

    Qual seria a melhor?

  30. Oi Eugeny. A Focus Whistler é uma mtb iniciante. Pouca diferença farão os upgrades propostos.
    A Proshock é uma boa marca; mas especificamente o modelo E100R é de funcionamento muito simples. Apesar de ser realmente leve, não tem boa leitura do terreno, auxilia pouco num MTB mais sério.
    Garfos de 80mm de curso podem ser usados em cross-country (XC), mas, justamente por terem menos curso, tem menos possibilidade de absorção de impactos maiores. Como a frente da bike fica mais baixa em relação a um de 100mm, gerando uma postura mais “agressiva”, alguns competidores de provas de XC os preferem. 100mm, porém, é quase uma unanimidade, hoje, e muitos estão preferindo ainda mais curso (120, 140), se vão pedalar em áreas com desníveis mais acentuados ou trechos muito técnicos.
    Existem situações (ao subir uma ladeira pedalando em pé, por exemplo) que a trava da suspensão impede o movimento de “bombeamento” causado, eliminando a perda de energia. Considero um item interessante.
    Na nossa avaliação a Soul SL 500 tem custo x beneficio muito melhor que a Focus citada (30V, tecnologia DynaSys, suspensão hidráulica com trava).

  31. Obrigado, amigo, pelas dicas, com certeza este seu trabalho de nos ajudar na decisão de um investimento não muito barato nos tranquiliza e incentiva. Parabéns e muito obrigado!

    • O prazer em ajudar é nosso! Sinta-se à vontade para escrever pra gente, se surgirem outras duvidas ou outras opções!
      Grande abraço e vamos pras trilhas!

  32. Tenho 1,70 e 120 kg. Queria comprar uma bicicleta para pedalar no asfalto, com subidas tipo Paineiras aqui no Rio. Preciso emagrecer, e posso gastar até R$ 2.500,00. Agradeço a ajuda.

    • Oi Orlando!
      Vamos por partes: para pedalar no asfalto, talvez fosse o caso de comprar uma speed, e não uma mountain bike, pois embora nada impeça o uso desta ultima no asfalto, os pneus caracteristicamente mais largos e a geometria favorecem seu uso na trilha, mesmo.
      Como aparentemente você está acima do peso, não recomendamos você iniciar uma atividade física intensa, como ciclismo com subidas. Se você for sedentário, lembre: a mudança deve ser gradual. Sugerimos, antes, procurar um cardiologista e fazer os testes necessários.
      Muitos quadros tem um limite de peso de 100 kg, então, se for comprar uma bike se certifique que ela suporta ciclistas mais pesados. Também não esqueça de fazer um Bike Fit, é muito importante, principalmente se você vai iniciar no ciclismo.
      E, caso resolva mesmo comprar uma mtb, escolha alguns modelos na net e nos envie os links por e-mail (dalamaaocaos2010@gmail.com) que ajudaremos a escolher. No blog temos reviews de bikes mais populares que podem lhe ajudar na busca. Fica difícil sugerir um modelo, até porque o ideal é que o profissional que faça seu Bike Fit sugira algum com geometria adequada ao seu biótipo, para evitar dores e lesões.

  33. Opa, Boa noite…
    Irmão, gostaria muito de uma ajuda, há cerca de 2 meses estou todo santo dia lendo e vendo um bocado de bikes… e as pessoas puxam para cada lado, marca, falam pra gastar mais um pouco e coisa e tal..

    Ai negócio é o seguinte… estou podendo no momento gastar no “máximo” R$: 2.000 e tenho as seguintes opções:

    – Specialized hardrock (v-brake) 2012 por R$1.980
    – Merida 10 por R$ 1890
    – Soul SL100 (comprando na net) por R$ 1799,00
    – Focus Haven hock 1900 (acho que perde para as outras opções)
    – Caloi Elite 2.4 2012 por R$ 2000
    – Uma bike da marca TOTEM (desconheço) com componentes igual/superior a da SOUL SL100

    Já vi as marcas GT mas acho os quadros muito feios… e outras marcas que eu sei que são tops mas muito caras…

    Da um conselho pra mim irmão…
    Tem outra opção melhor??
    Ou quais as 3 melhores opções da minha lista????

    Meu objetivo é andar pela cidade mesmo e fazer umas trilhas eventuais..
    por isso tenho que ter algo razoável..

    Obrigado e abraço.

  34. Não entendi: em uma resposta você diz que não indica algo abaixo de Alivio e X7, sendo que Alivio se compara a X4 e Deore se compara a X5… porque você está comparando X7 com Alivio??? Se X7 se compara a um Deore LX… abraço

  35. Gostaria de saber se a Merida Matts TFS 300 2012 é uma boa bike. Estou iniciando no ciclismo por recomendações médicas e comprei a mesma. O que achas?

    • Oi, Sandro! A Merida, em si, já é uma ótima marca. Sendo assim, você já pode esperar uma qualidade diferenciada. O modelo Matts TFS 300 D 2012 conta com 27V (Deore SLX/Alivio), suspensão hidráulica com trava e freios a disco hidráulicos Tektro Draco, um conjunto que resulta numa ótima Bike intermediária, permitindo desde trilhas intermédias até uma provazinha amadora. Siga as recomendações do seu médico, comece devagar e vamos para as trilhas!

  36. Bom dia! Comecei a praticar exercício a pouco mais de 1 mês e estou a cada dia mais empolgado em comprar uma MTB. Na ZS do Rio tem muitas ciclovias e tenho percorrido 25km quando dá. Assim, gostaria que você me sugerisse algum modelo entre 2.000,00 a 2.500,00 Reais, que é o que tenho para gastar. Obs.: sou muito leigo e seu post me deu uma luz enorme.

    • Oi Gui, que legal, rapaz! Muito bom saber que tem mais um ciclista no pedaço!
      Em relação ao seu pedido, veja bem, são tantas as opções (e variações de configurações no mesmo modelo) que sempre que temos um pedido semelhante sugerimos a pessoa fazer uma busca na net ou em lojas e nos submeter o link ou configurações para avaliarmos a melhor opção, certo?
      Mas já podemos adiantar que nessa faixa de valores (R$ 2000 ~ 2500) você encontrará uma boa bike.
      Grande abraço e boas pedaladas.

  37. Olá amigos! Gostaria de saber quais destas marcas é a melhor. Os modelos que vi, de valores semelhantes, são: BMC freio a disco hidráulico, suspensão dianteira com mola e elastômetro, 27 marchas (R$4200). KTM com a única diferença de que possui 30 marchas (R$4500). Obrigado.

    • Oi Marcelo! BMC e KTM são marcas tops, equivalentes. Mas, entre os modelos citados, a escolha do blog seria pela KTM pelas 30 marchas; nem tanto pela catraca a mais, mas sim pela tecnologia mais avançada da transmissão, que realmente faz diferença. Mas “mola e elastômero” por mais de 4 mil? Não é melhor ver outras opções? Na nossa opinião, uma bike de tal valor mereceria pelo menos um garfo hidráulico, como a Soul SL 500, por exemplo (pouco mais de 3 mil).

  38. CESAR AUGUSTO QUADRI

    Fala meu velho.
    Adorei o site.
    Tem muitas explicações.
    Não entendo muito de bikes, estou pesquisando a algum tempão sobre os componentes shimano etc…
    Quero montar uma bike para pedalar de uma cidade a outra e pegar umas trilhas legais, de preferencia uma MTB.
    Mesmo lendo estas explicações ainda fiquei com duvida.
    Gostaria de umas dicas para montar uma bike legal.
    Peço desculpas se mesmo lendo o post ainda fiquei com duvidas, como falei, sou meio leigo no assunto.
    Se quiser pode me adicionar no face, procura por César Quadri.
    Grande abraço e parabéns pelas ótimas postagens…

    • CESAR AUGUSTO QUADRI

      Esqueci de mencionar uma coisa, sera que vale a pena comprar peças fora do país?

      • Complementando, às vezes vale, sim. Apenas considere que, em geral, apenas itens de menos de U$ 50 (incluindo o frete) não são taxados pela aduana (mesmos esses podem ser). O imposto de importação seria 60% sobre o que exceder os $50. Para itens mais caros não compensa.
        Além disso, o frete mais em conta é pelo USPS (caso venha dos EUA); demora muito e a possibilidade de extravio é real. Se vier via FEDEX ou algo assim se prepare para pagar todos os impostos do mundo.
        Adicione a gente no facebook (www.facebook.com/dalamaaocaos) e curta a nossa FanPage também – http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços

    • Oi Cesar! Rapaz, vou praticamente repetir um comentário que já fiz:
      Não sei se seria uma boa idéia para você, pois sendo você leigo, não recomendo se aventurar a montar uma bike. É um processo divertido e que vai resultar em bastante conhecimento para você, mas a pesquisa é árdua e certamente a bike vai acabar saindo mais cara. Você tem que acrescentar custo de frete e montagem, a garantia é complicada ou inexistente e sempre há a possibilidade de comprar componentes errados por inexperiência.

  39. Márcio Mendes

    Saudações. Estou pretendendo comprar uma SPZ Rockhoper 29 2013 (R$ 4.590,00). Vou encarar asfalto e trilhas leves. Qual sua opinião?
    Pensei também em montar uma com quadro Mosso, aros Vzan Everest, grupo Deore e suspensão Rockshox.
    Grato e parabéns pela excelência do site.

    • Hmmm… Márcio… Difícil opinar. Acho que 4.590,00 é um bocado de dinheiro por uma bike com suspensão básica, Acera + Alivio, pedivela octalink. Enfim, uma básica top ou uma intermediária básica. Não sei se é um bom custo x benefício.
      É complicado dar esse tipo de opinião – há a questão do gosto, do fetiche, por marcas gringas. Eu mesmo tenho uma SPZ. Colocada na balança – em sentido figurado ou não – o CxB pesa para o lado das nacionais, como Caloi ou Soul, que já possuem quadros HTs bem legais e estão imunes aos altos impostos de importação, para artigos esportivos, inclusive, praticados pelo Governo brasileiro.
      No dia que tiver uma bike nacional com uma suspensão traseira de qualidade (pois ela faz parte do quadro; é bem mais complexo um quadro full do que um quadro HT), se o preço continuar como está hoje (nacionais x importadas) comprarei uma “nacional” (Eu e a torcida do Flamengo sabemos que de “nacional” não tem nem a pintura – e é importante dizer que isso não é ruim; muito pelo contrário. Nivela mais as daqui com as de fora).
      A Caloi acaba de lançar uma 29 30V, apresentada aqui pela Renata Falzoni. Será que não é uma boa opção? Não sei, não vi a bike pessoalmente – que parece bem montada – nem sei o preço. Mas merece uma olhada. Renata gostou!
      Quanto a montar, a minha opinião é a seguinte: montar é legal, mas é meio que um exercício de tentativa e erro, o que às vezes significa a coisa sair cara e não sair do jeito que a gente quer. Hoje, se fosse montar uma bike, acho que daria certo, com a experiência que tenho… mas quando montei, acabei ficando com duas bikes :-).
      Em relação ao setup que você hipoteticamente poderia montar, a Vzan vende rodas Everest, mas, salvo engano, não vende os aros Everest separadamente (há boas opções, como Strike e Extreme); e quanto ao garfo, a Rock Shox vende uma enorme gama de modelos, desde as excelentes Sid e Reba aos básicos XC 28, 30 e 32. Teria que ver qual é para opinar.

      Nota: O blog Da Lama ao Caos não tem nenhum tipo de afiliação com a Caloi, Soul ou qualquer outra marca, e não faz reviews pagos de produtos. Produtos e equipamentos revisados pelo blog são pesquisados e/ou comprados independentemente, ou eventualmente recebidos para testes, e depois escrevemos sobre o que gostamos aqui no blog. Os anúncios e links comerciais constantes no blog, no entanto, não traduzem necessariamente a opinião do blog sobre determinado produto, e o blog pode, eventualmente, receber comissões por clicks nestes links ou pela compra destes produtos. Estas comissões ajudam a manter o blog e seu acesso gratuito. Posts que não sejam reviews de produtos (ou seja, que tratem sobre assuntos variados) mas que tenham sido negociados comercialmente são marcados como [Publipost] ou [Publieditorial].

  40. Leonardo Sarti Facchini

    Cara, excelente seu post, é impressionante o cuidado que você tem com os colegas de cima quando procuram um conselho seu, conhecedor da arte do pedal.

    Não diferentemente dos amigos, gostaria que me ajudasse na escolha de uma bike legal!
    Primeiramente citarei o meu perfil, e logo em seguida lhe darei 2 modelos de bikes que se ajustam no que posso gastar atualmente.
    Tenho 25 anos e corro ja fazem mais de 3 anos, participando de maratonas, meia maratonas e outras distâncias! Darei início ao pedal também, com a perspectiva de participar de trilhas, e adentrar aos diversos grupos de ciclistas que temos hoje em são paulo, para adentrar essa selva de concreto!
    Estou disposto a disponibilizar de R$2.400,00, porém não quero bike usada!

    Segue modelos que me aconselharam, colocarei o nome e em seguida as descrições de ambas:

    Bicicleta Focus Whistler

    O outro modelo que me foi indicado é:

    Trek 3500 disc 2013

    Bom é isso cara, se conseguir me ajudar ai ficarei muito grato.

    Mais uma vez parabéns pelo post

    • Oi Leo! Obrigado pelos elogios, cara. É muito bom ter esse feedback dos leitores.
      Com todo o respeito pela marca Trek, em relação aos modelos citados, a Focus Whistler é muitíssimo melhor. Claro, a Trek fabrica modelos excelentes, mas não é o caso da 3500 Disc – modelo extra-básico, só adequado para quem quer, de qualquer maneira, ter uma Trek sob o selim, sem preocupação alguma com o desempenho. Serve para passeios urbanos.
      Cortei as descrições das bikes para o comentário não ficar muito extenso, certo? Mas a opinião é essa mesma.
      Quanto à Focus citada, ela fica na categoria “Bike intermediária”, sendo, no entanto, uma das bikes mais simples nesta categoria. É uma bike que se presta para trilhas médias (não entendi se você pretende fazer trilhas ou pedalar na “selva de concreto”, mas isso não muda a resposta), embora não seja uma bike para competir seriamente, o que talvez você pretenda, no futuro, pelo seu perfil de atleta.
      Claro, existem outras opções no mercado (nos posts e nos comentários falamos de várias), mas entre essas duas que você citou, é fácil decidir.
      Atenção no TAMANHO DA BIKE. Fim de estoque geralmente significa poucos tamanhos disponíveis! Se estiver em dúvida, LEIA AQUI!
      Grande abraço e boa compra!

  41. Ola.. Estou querendo montar uma bike para passeio, pequenas trilhas, nada muito pesado! Depois de muita pesquisa percebi que seria mais vantajoso montar uma bike, pois com o valor que pagaria pelas “grifes” eu poderia melhorar os componentes da minha bike.
    Quase decidido disso, numa das lojas que passei fazendo orcamento gostei muito de uma bike que eles tinham montado, porem a suspensao era muito ruim… GILA… Sou novo nesse meio, mas numa volta com a bike ja tive essa conclusao.. Entao fiz o cara trocar a susp para uma melhor que ele tinha la.. E depois fiz uma oferta pro cara. A configuracao da bike ficou assim:

    Quadro Astro Smoother (traseira de carbono)
    Susp RST First Air 30 TNL
    Rodas Shimano MT15
    Grupo shimano Alivio 2012 Octalink fechado 27 marchas
    Freios a disco hidraulicos Alivio

    O preco tava bem acima disso, mas ofereci 3.000 em dinheiro e ele aceitou.

    O que vc acha?

    A loja é de confianca, o mecanico é um dos melhores da cidade.

    Vale a pena?

    Obrigado pela atencao!

    Abraco

    • Oi Gil. Levando em consideração que a First é uns 900,00; um quadro Astro Smoother no mínimo uns 900,00 e o grupo Alivio uns 1000,00, e levando em conta todo o resto (rodas, cockpit, etc), o preço parece estar mais do que justo.
      Certamente com essa bike você vai poder fazer um MTB sem preocupações e com boa performance! Até em trilhas mais técnicas ela deve fazer bonito! Boa compra!

  42. Parabéns pela materia, foi umas das poucas que li inteira pela qualidade das respostas alem de bastante criterioso. Concordo quando vc fala que é sua opinião, mas na minha situação que entendo de bike igual entendo de turbina de avião, sempre é valida. Parabéns novamente. Vamos lá, sou do interior de Goiás e faço trilhas de moto a mais de 5 anos e é minha principal paixão. Estou querendo entrar no mundo das bikes para alcançar um preparo fisico melhor, pedalando nos dias de semana e acompanhar uns amigos com trilhas leves nos finais de semana, desde que não coincide com as de moto. Conversei com alguns amigos e fui na principal loja de bike da cidade e pedi sobre uma. Eles montaram pra mim a seguinte:
    QUADRO SOUL SL 300 26 X 21
    SUSPENSÃO RST OMEGA 26
    PEDIVELA SHIMANO ALIVIO M-430
    MOV. CENTRO SHIMANO OCT 118M
    CAMBIO TRAS SHIMANO M-390 ALIVIO
    CAMBIO DIANT SHIMANO M-390 ALIVIO
    CASSETE SHIMANO 9V – HG – 30 ALIVIO
    CUBOS SHIMANO ALIVIO
    CORRENTE SHIMANO HG – 53
    ALAV. RAPID FIRE SHIMANO 9V ALIVIO
    FREIO DISC BRAKE SHIMANO M-445
    AROS VZAN EXTREME C/RAIOS
    PNEUS/ CAMERAS 26 CST
    DISCO DE FREIO RT-53
    MESA AHED ZOOM 31.8 BCO
    CANOTE SELIM ZOOM
    SELIM MTB GEL
    PEDAL SHIMANO
    Essa configuração saiu a R$ 2.850,00, um pouco a mais do que estava pensando em gastar, mas também nenhum bicho de sete cabeças. Ai nas minhas pesquisas na internet (foi até como cheguei aqui) vi que a SOUL vende uma bike ja montada com uma configuração parecida com essa montada, ja pronta:

    http://soulcycles.com.br/site/2010/bike_sl300.html#linha

    Minhas Duvidas: Essa bike Soul para que to querendo me atende?! Serei feliz, kkk?! melhor montar um bike naquela configuração, ou comprar ja montada pela soul?! Vi que a diferença basica são as suspensões, equivalem ou alguma melhor?! Tenho 1.91m de altura e me indicaram o quadro 21, é isso mesmo?! Dizem que SL 500 e SL 300 muda basicamente grafismo, verdade?! (gosto mais 300). Dentro dessa faixa de preço seria melhor pular pra outra?!

    Desculpe por tantas perguntas, mas se fosse sobre moto certamente consegueria responder a maioria. Só não quero gastar uma boa grana em algo que é eu vá me arrepender depois, ou que eu não fique satisfeito. Mais uma vez parabéns pelo post, ta de uma qualidade incrível e aguardo seu comentário. Valeu.

    • Trilheiro, muito legal você começar no MTB. E a técnica de motocross, diferente, claro, vai lhe ajudar bastante a pegar a manha da bike sem motor.
      As SL300 citadas são muito parecidas; acho a suspensão da que é vendida pronta (Rock Shox XC 28) melhor que a Omega, e os componentes Zoom são muito básicos, na nossa opinião. Mas, para falar a verdade, as duas devem lhe atender bem.
      A SL 500 tem o mesmo quadro da SL 300, mas os componentes são bem melhores – as 30V são mais que apenas uma catraca adicional – é todo um novo sistema, mais preciso e confiável.
      Para dizer o tamanho do quadro é preciso avaliar mais que sua altura. Leia aqui: http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2010/09/21/conhecendo-sua-bike-que-tamanho-deve-ter-minha-bike-atualizado/
      Grande abraço e bem vindo ao pedal!

  43. Quero um bike pra fazer trilha e andar em estradas de terra, num valor de até uns R$ 2600. Tem alguma dica ?

    • Deison, a quantidade e diversidade de modelos é muito grande. Sugerimos você fazer uma pesquisa e mandar algumas configurações do seu agrado; assim poderemos ajudar a escolher entre esse ou aquele modelo.

  44. Renato Gonçalves

    Excelente postagem!! Parabéns pelo trabalho!! Estou pesquisando para comprar minha primeira MTB. Nas poucas opções de lojas na minha cidade, identifiquei três possíveis oportunidades. Podes, por favor, me ajudar com suas considerações? Está difícil!!

    Bike SPECIALIZED ROCKHOPPER
    Bike CANNONDALE TRAIL SIX (Ajustada)
    Bike SCOTT ASPECT 50 (Ajustada)

    [Especificações da bike removidas pelo blog - para o comentário não ficar muito extenso. Mas agradecemos, quando nos mandarem emails comparando bikes, que nos mandem com as especificações, mesmo! Facilita MUITO a nossa vida, e sua dúvida será respondida BEM mais rápido!]

    • Difícil mesmo, Renato! Sabe porque? Porque elas são MUITO similares, com uma vantagem (pouquinha) para essa Scott.
      Nenhuma das três é o melhor CxB do mercado… Nessa faixa de preço eu procuraria uma com grupo Deore completo e suspensão Rock Shox XC 28, pelo mesmo preço… ;-)
      Mas, se você está em dúvida entre essas três, nosso voto é pela Scott (embora as outras estejam praticamente no mesmo nível).

  45. Gustavo Mourao

    Nossa excelente o teu post cara, principalmente por eu estar começando e precisar muito de orientações.
    Aqui na minha cidade tem uma turma boa praticando o mtb, tem muitas cachoeiras e trilhas legais para ir, então resolvi começar também.
    Gostaria muito da opinião de vocês porque quero comprar uma bike inicial para ir me acostumando e gostaria de saber de quem entende se essa bike tá boa pra começar e se nao vai me deixar na mão, lembrando que meu intuito não é competição, é apenas mtb e misto com asfalto também. Conto com a camaradagem de vocês :)
    [link editado pelo blog]
    Valeu!

    • Gustavo, mas você mora no paraíso! Trilhas, cachoeiras? É tudo de bom!
      A Bike parece ser legal; o setup está bem decente e o quadro é bom, também. A minha única ressalva é quanto à informação do vendedor de que os freios são Shimano Alivio mecânicos. Os freios da linha Alivio são hidráulicos, logo esse não é Alivio, provavelmente é o que chamamos de non-series; mas isso não chega a comprometer o conjunto (talvez a credibilidade do vendedor).
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

      • Gustavo Mourao

        Obrigado pela resposta. Sim, é bem legal aqui, moro em Pirapora interior de Minas Gerais onde passa o Rio Sao Francisco.
        Hum, bem interessante, eu pedi para o vendedor me passar o preço com freios v brake e com a suspensao rst first.
        Bacana ja curti e a partir de agora vou acompanhar.
        Valeu

  46. Adorei o post, deu para esclarecer muitas dúvidas. Estou trocando minha bike, que é bem basicona, e surgiu uma oportunidade de uma bike usada com as configurações abaixo. Qual crítica vocês fariam a esta configuração? Você conhece este modelo de amortecedor de quadro.

    A bike é uma edição especial da Bianchi para Volvo

    Pneu Michelin Country Trail 26×2.0 Mtb
    Selim Wtb Rocket V Race Mtb E Road 127mm
    Suspensão rock shox dart 2 (usa)
    Amortecedor do quadro DNM AO-30AR Air Hiper Series
    Trocadores Shimano Deore Lx Dual Control 27v
    Cambio Traseiro Shimano Deore Lx M581 9 Velocidades
    cambio dianteiro shimano Deore
    Cubo Shimano Deore M595
    Center Lock Freio A Disco deore Preto 32f
    Pedivela fsa 27v. 44/32
    Aro 26x17C Cross Country 32 Furos MX Disc Alumínio Liga Al6063T6 preto anodizado
    quadro em aluminio 7000

    Obrigada!

    • Oi Janaina! Olha, não conhecemos a bike – parece que se trata de uma full suspension, não é?
      Em principio, o setup é bom. A Dart 2 é um garfo básico (do nível da Suntour XCM V3 ou RST Gila). O amortecedor de quadro não é comum, mas é pneumático, o que é bom sinal.
      O problema é o de sempre em se tratando de Bikes usadas: estará tudo realmente bem ou no limite para começar a dar problemas? A situação fica mais complexa em se tratando de fulls, pois os links (pivôs que unem a balança traseira ao quadro) possuem rolamentos que podem estar em mau estado e que não tem manutenção simples (porém possível).
      Avalie o preço, custo x beneficio e antes de comprar leve a um mecânico de confiança para desmontar a bike toda. Essa revisão custa uns 80,00 em se tratando de uma full (pois tem que desmontar a balança também) mas, se o mecânico for competente e confiável pode dar o aval para um bom negócio (ou evitar um mico!).
      Curta a nossa FanPage e fique ligada nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

      • Valeu pelas dicas!!!

        A Bike é uma Full suspension sim. Essa inclusive é uma das minhas maiores dúvidas. Andei dando uma lida nos post sugeridos por vocês sobre full suspension…. Confesso que tinha um pouco de preconceito, mas as informações que li deram uma boa ajuda. O fato é que realmente não sei se preciso deste amortecimento. Além disso Minas tem muuuuito morro e ninguém com quem falei conhece esse “Amortecedor do quadro DNM AO-30AR Air Hiper Series”, fico com medo de atrapalhar mais do que ajudar.

        Abraços.

        • Janaína, você está falando com o cara que tinha mais preconceito com full no universo. Vou resumir: se a bike for boa, você nunca mais vai querer outra coisa. Morro? Atrapalha não.
          O shock (amortecedor traseiro) sempre é substituível.
          Minha recomendação é que você pesquise reviews na net (pode mandar os links que a gente opina) e que faça a revisão antes de comprar (em qualquer Bike usada).
          Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  47. Joao Indiani

    Olá amigo, primeiro parabéns pelo blog e post, me tirou varias duvidas, mas gostaria de saber uma coisa, estou interessado em adquirir uma Specialized Carve Comp 29, mas o valor dela passa os 5 mil, gostaria de saber se vale a pena ou qual uma melhor opção nessa faixa de preço, muito obrigado

    • Oi João! Rapaz, são muitas opções nessa faixa (29er, HT, intermediária). Particularmente, levando em conta o garfo (XC32) e o grupo (Alivio com SLX atrás), e mesmo considerando a Spz uma excelente marca, arrisco a dizer que talvez você ache algo com melhor cxb (melhores componentes, mesma faixa de preço).
      Poste as opções que você achar e a gente dá a nossa opinião.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

      • Joao Indiani

        As unicas que eu vi foram a Merida Matts TFS 500D Big Nine e a SCOTT SCALE 970 ambas 29ers, to meio perdido, vai que eu gaste uma cacetada numa bike e depois vejo que tinha opção melhor, só pensava na Specialized por causa que um amigo que vende na loja dele e disse que é a melhor, mas ele só vende dessa marca.

        • Oi João. Rapaz, sem os links fica um pouco difícil, vou explicar porque: A Merida Matts TFS 500D Big Nine, a SCOTT SCALE 970 e a Specialized Carve Comp 29 2012 são bikes do mesmo nível, com garfos equivalentes (um pontinho a mais para a SPZ pelos Rock Shox XC, um pouco melhores que os Suntour, na nossa opinião) e transmissão (marchas) também equivalentes, com ligeira vantagem para as duas primeiras, que usam grupo Deore sendo que a SPZ usa grupo Alivio com câmbio traseiro SLX. Os freios da Scott ficam atrás dos da SPZ 2012 e da Merida. Os preços que achamos na net desses três modelos são equivalentes (Merida, 5.300; Scott, 4.800,00 e SPZ 5.500,00, preços em Reais).
          Porém, a Carve Comp 29 2013, embora tenha tido um up considerável de suspensão (passou a ser uma Recon pneumática) e trocado a relação para uma SRAM X5 20V (o que não consideramos propriamente um up em relação à combinação Alivio/SLX) subiu muito de preço (para cerca de R$ 7.500,00), deixando de competir com as citadas. Estamos mencionando ela aqui só para alguém não vir falar dela e confundir sua cabeça, mas a comparação é entre a Merida, a Scott e a Carve 2012, certo?
          Assim, no fim das contas, na nossa opinião, a Merida Big Nine TFS 500 D seria o melhor cxb, a Bicicleta Scott Scale 970 2013 em segundo, a Specialized Carve Comp 29 em terceiro, por causa da transmissão Alivio. Mas são bikes equivalentes, não há nada que as diferencie absolutamente uma da outra, ou que faça você ter um treco no futuro porque comprou uma ou outra.
          Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

          • Joao Indiani

            Poxa muito obrigado pela ajuda, acabei fechando uma Merida mesmo, só que peguei o modelo de aro 26, essa vem com uma susp. Rock Shox XC 30, deve chegar amanhã, chegando eu tiro foto, obrigado mais uma vez, eu estava pior que cego em tiroteio.

  48. valério J. D.

    primeiro parabéns pela atenção dada e qualidade dos comentários.
    Estou pensando e pesquisando para comprar uma bike e estou vendo , neste momento uma GT Zaskar http://www.centauro.com.br/bicicleta-gt-zaskar-sport.html?cor=02
    e uma KTM Ultra 2.0 http://www.ktmbikes.com.br/2012/ultra-2-0/
    a KTM está no meu teto orçamentário
    gostaria de saber sua opinião em relação a estas bikes e se voce pode me dar algumas dicas de outros modelos? obrigado e mais uma vez parabéns

  49. Weiler leandro dos santos

    Olá! Queria montar uma bike e optei pelo quadro VENZO. Queria saber de vocês se eu optar pelas peças que vocês dizem aí da Shimano Acera ou Alivio. Será que terei uma boa bike para praticar mountain bike e trilha?

    • Olá Weiler! Primeiro, em relação ao quadro, temos conhecimento de várias pessoas que os possuem e tem rodado se problemas em mountain bike. Não é um quadro muito leve, mas é bem robusto.
      Para mountain bike (ou trilhas, no fim dá no mesmo) recomendamos um grupo de 27V – tanto as linhas Acera como Alivio disponibilizam esse número de velocidades. Tenha em mente, porém, que Alivio é uma linha consideravelmente melhor que Acera (Acera Completo, com Vbrake, R$549,00). Assim, se seu dinheiro der, invista no Alivio (Completo, com freios hidráulicos, R$900,00), que é mais preciso e desregula menos.
      Em relação aos freios você pode comprar junto com o grupo (acho mais recomendável, pois pode já vir com os cubos) ou à parte, mas veja se os cubos são compatíveis. O freio mecânico pode ser usado com trocadores de marcha integrados com manetes de freio (ou seja, se você comprar o grupo Acera Vbrake pode usar os manetes que vem nele, mas não os cubos. Teria de vender os vbrakes e cubos dos vbrakes, também – talvez desse para permutar nos cubos para disco), já os hidráulicos vem com manetes à parte.
      Numa busca rápida na net, achamos o freio Shimano M445 (Hidráulico, em torno de R$450,00 completos com cubos), Shimano M375 (mecãnico, R$150,00 só pinças e disco, sem os cubos, manetes ou cabos). Há também a opção dos Avid Elixir (hidráulicos, sem cubos, por R$ 370,00), Tektro Orion (Hidráulico, sem cubos, R$ 480,00), Tektro Novela (mecânico R$300,00 sem manetes) ou Tektro Draco (hidráulico, sem cubos, R$ 290,00) entre outros. Os cubos Shimano em geral são padrão centerlock e os outros 6 furos. Dê uma olhada aqui se ficar em dúvida: http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2011/12/05/conhecendo-sua-bike-freios-a-disco-e-vbrakes/. Fazendo umas continhas rápidas, continuo achando o grupo Alivio 27 Disc (que vem com os freios a disco hidráulicos, cubos, manetes, trocadores, cambio dianteiro e traseiro com cabos, cassete, corrente, central e pedivela) um custo x benefício melhor que comprar o Acera e freios à parte (a não ser que você opte pelos Vbrakes). Porque mesmo que você opte pelo Acera e M375, você teria que trocar o Vbrake e respectivos cubos pelos cubos para disco. Supondo que a negociação desse certo, você ficaria, por cerca de R$700,00 com um grupo Acera e discos mecânicos quando poderia, por R$200,00 a mais ficar com um Alivio e Discos hidráulicos. É, sem dúvida, muito mais vantagem.
      Claro, você pode encontrar ofertas melhores por aí. Foi, como dissemos, uma procura rapidinha.
      Você já comprou a suspensão? Dependendo dela e comprando um grupo Acera ou Alivio, com o quadro Venzo você não deverá ter problemas em trilhas leves e intermediárias, podendo praticar um mtb com tranquilidade.
      Abração e curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok?

  50. Boa tarde! Lembram daquela serie limitada da Monark em meados de 1994 (alum 7000)?Pois bem , eu tenho uma e resolvi dar um up pra continuar com ela (adoro aquele quadro)Acabei por comprar uma susp xcr suntour (basica) e um grupo Alivio (mais com V brake) porque naquele tempo nem existia freio a disco…hehehe.A duvida ficou em comprar tudo novo ou reciclar o quadro velho…..mais fazer o que? O investimento foi baixo e o resultado foi muito bom…..mais creio que em breve ela vai pro museu,….

  51. Show de bola o post, parabéns!! Só na questão do câmbio Shimano, não faltou citar os modelos Tourney e Altus??

    • Oi Tarcisio! Olha só, o post está falando de bikes intermediárias e o que consideramos que o mínimo para fazer um MTB com tranquilidade seria com componentes das linhas Acera (Shimano) ou X4 (SRAM) para cima (isso já sendo benevolente – Alivio seria algo mais bem recomendado).
      No post que trata sobre bikes de entrada (http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2012/05/25/iniciando-no-mountain-bike/) citamos o Altus e o X4, mas esses grupos são simplesmente para trilhas bem leves, como estradões, característicos de quem está começando. A linha Tourney (TX) consideramos inadequada para fora de estrada, mesmo leve. Entenda que é possível o uso, como é possível você por um carro de passeio num rally, mas não é adequado (nem inteligente).
      Um detalhe é que não existe correspondência oficial entre as linhas SRAM e Shimano, então o blog não entra nessa polêmica, nem sobre qual fabricante é melhor – ambos tem seus críticos e adeptos, e a escolha é, na nossa opinião, simplesmente pessoal.

      Grande abraço curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  52. Valeu pela resposta!! tenho uma supra 2011 (Tourney TX) e uso 90% dela para uso urbano, estou com ela à 6 meses e já rodei quase 1000km, e me surpreendi com o desempenho dela… cheguei a fazer uma trilha de 50km e também uma viagem de 100km, de SP a Santos, com vários trechos de terra e subidas fortes, e ela aguentou bem o tranco, mas sei que não posso abusar muito também rs…penso em logo comprar outra mais top (Scott Aspect 40 ou Merida Matts ou ate mesmo uma Caloi Elite 2.7), e fico com as duas bikes, seria mais correto.
    Abraços e parabéns pelo blog!

  53. Francisco de Assis

    Olá, inicialmente gostaria de parabenizar pelo site !!
    Pois bem, tive uma oportunidade, e comprei uma bike FOCUS BLACK HILLS sport series 2011 por R$ 1.300,00. A bike é muito nova, rodava muito pouco mesmo, os pneus ainda estão com os “cabelos” !!
    Porém, tenho 1,78, e seu tamanho é M – indicada para pessoas de até 1,70. Pela sua experiência, você acha que vou ter problema com o tamanho da bike ao fazer trilhas um pouco mais pesadas?

    PS : Eu tive que comprar a bike as pressas, porque achei o preço bom, e tinha mais pessoas querendo … rsrsrs

  54. Francisco de Assis

    Muito obrigado, no caso eu ainda não fiz a trilha de 20 ou 30 km necessária para aferir se o tamanho é adequado, mas farei em breve ! Se ela não ficar boa, vou saber pelas dores mesmo !! kkkkk Mas no caso, meu perfil parece ser parecido com o seu, não devo ter muito problema, espero. :)

    • As dores podem até surgir no começo, se você não pedala essas distancias, mesmo o quadro estando correto.
      Então, talvez precise de muitos km e dores para dizer se tem algo errado (ou não) :-D

  55. Parabéns ao site, muito profissional, gostei.!!!

  56. érgio Bertolacini

    Primeiro parabéns pela atenção dada e qualidade dos comentários.
    Atualmente estou com uma bike Caloi 21 marchas (bike tour edição 2010), que comecei a pedalar há uns dois meses aproximadamente.
    Minha intenção e utilizar a bike para ir para o trabalho, aproximadamente 12 Km, ida e volta, bem como forma de lazer, rodar a principio pela cidade nos finais de semana e no futuro fazer cicloturismo, com passeios em trilhas como o Caminho do Sol, Caminho da Fé, Rota Verde e Caminho de Santiago, na Espanha.
    Assim quero adquirir uma bike para uso misto, o que você acha da Trek 7200 ou a Soul SL 200 são indicadas, há outros modelos mais indicados?

    • Oi Sérgio
      Ciclotur não é nossa especialidade, tampouco bikes mistas… mas a 7200 nos parece melhor opção entre as duas.
      Para trilhas (off-road) não consideramos ela uma boa bike pelo pequeno curso da suspensão e pelos pneus – algo próximo de semi-slicks – que vem com ela.
      Mas provavelmente para o que você quer fazer é mais indicada (porém deve ser bem mais cara que a SL200).
      Abração e não esqueça: Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235!

  57. Ola!!!! Estou indo ver hj algumas bike para inicio no mtb, moro em sp e perto de um grande parque. Como o intuito neste momento é perder peso e ajudar nas minhas caminhadas, optei pela merida matts 70, devido alguns comentários que li aqui neste excelente blog. Pode não ser a bike dos sonhos de muitos, mas já me atende em 200% para o objetivo. Li a respeito da caloi elite que acredito ter um grupo melhor, porém o post sobre o quadro me fez mudar de idéia. Minha dúvida é: estou no caminho certo da escolha da bike? Alguma objeção quanto a merida matts 70 ? Forte abraço e parabéns pelo blog , a forma de escrever e a imparcialidade!!!!! Alessandro

    • Feliz 2013, com muitas pedaladas, Alessandro! Olhe, a Matts 70 está ótima para oque você pretende. Se no futuro você sentir necessidade de algo mais eficiente, porque resolveu fazer trilhas mais técnicas ou radicais, você parte para outra bike. Lembre-se dos equipamentos de segurança, mesmo pedalando em um parque, de uma boa hidratação e de respeitar seus limites. Bem vindo ao mundo do pedal!
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  58. Olá
    Boa noite
    Estou pesquisando sobre MTB e encontrei algumas opções de bike. Abaixo tem o link de uma specialized e a outra opção seria uma bike montada.
    Modelo 1 e uma hardrock sport 2013

    [editado por dlac]

    A outra e uma bike quadro vendo scud ou raptor
    Grupo Deore
    Suspensão blazer 29

    Aro Everest
    Cubo Shimano.

    A minha dúvida é o grupo aplicado na specialized. Câmbio altos e acera.

    Pelo que pesquisei o kit alívio seria o mínimo para iniciantes e o Deore um ótimo para utilização de não competidores.
    Queria também uma garantia de loja e bike para casos raros de acionar garantia e isso imagino que seja mais fácil uma bike de marca.
    Fico receoso da qualidade da venzo.
    Pode me ajudar ?
    Desde já agradeço

    • Antônio,
      Realmente a Spz é muito simples, em se tratando de componentes. Dá pra andar em trilhas, mas um Alivio seria mais indicado, mesmo.
      O Venzo é um quadro bem mais básico que o Hardrock. Por outro lado, os componentes são melhores.
      A garantia do quadro da SPZ é vitalícia pra o primeiro dono. Talvez, pensando nisso, seja melhor.
      Ou, talvez, a melhor opção seja uma terceira bike. Pode ser que você deva procurar mais, algo que tenha melhores componentes e uma marca mais solida, com uma garantia razoável.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

      • Muito obrigado pela atenção.
        Penso em uma bike aro29. Já disseram sobre a aro 27.5 porém nunca vi. Andei na 29 é gostei bastante.
        Você poderia me indicar uma marca de bike aro 29 para orçar ?
        Muito obrigado.

        • Oi Antonio
          Praticamente todas as marcas estão se concentrando nos aros 29.
          Soul e Caloi prometem uma linha completa para 2013. Dentre as gringas, aindahá mais opção: Trek, Scott, Specialized, Merida, GT, quase todas as marcas tem bikes com as rodonas.
          As 27,5 ainda estão engatinhando, mas a KHS e Focus já possuem bikes com as rodas 650B (27,5). Só não temos conhecimento de venda delas no Brasil.
          Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  59. Bom dia cara achei a meteria otima muito bem dividida, e explicada porém a opinião de alguem que entenda bem é melhor.

    Estou procurando uma Bike para pedalar por diversão vou falar isso por que estou acompanhando varios textos pela internet mas a galera se baseia muito em copetição ou trilhas de dificuldade alta.

    No meu caso é uma bike para andar no asfalto mesmo, nada de trilhas com uma media de 80km por semana ja que pretendo andar apenas aos finais de semana.

    Procurei uma bike um poukinho melhor que essas de magazine mas ainda tenho duvidas se realmente vale a pena pegar ela.

    Abaixo segue as configurações dela o valor fica em R$ 1350,00 eu tenho disponivel apenas R$1500,00 mas ja estou levando em consideração os acessorios basicos.

    Bike Totem Blitiz
    – Tamanho : 18 ”
    – Suspensão : RST Capa 80mm
    – Trocador : Shimano EF-51
    – Guidão : Zoom 31.8mm
    – Mesa : Zoom 31.8mm
    – Canote : JBtech Branco
    – Banco : WG Vazado
    – Freios : Bengal a disco
    – Cubos : Quando
    – Catraca : Shimano 7v
    – Cambio tras : Shimano tourney TX-35
    – Cambio diant : Shimano
    – Pedivela : Shimano M-171
    – Rodas : Aero Escape

  60. Gostaria da ajuda de vocês: estou pensando em comprar uma bike, mas tenho medo de fazer um investimento alto e depois deixar ela de lado. Não entendo nada, por isso as sugestões que pego são com os lojistas, segue abaixo as minhas dúvidas:
    – Caloi 500 por R$ 899,90
    – Totem Blitz por R$ 899,90
    – Totem flow por R$ 1.340,00
    – Totem Fuel por R$ 1.190,00
    Queria algo em torno de R$ 1.000,00. Será que consigo algo bom?

    Meu marido também vai comprar uma bike, só que ele tem certeza que não deixará o espoerte de lado. A esolha dele até agora é a adquirir a Trek 3500 por R$ 2.190,00. O que vocês acham também?

    • Oi Maíra
      Tudo depende do que você quiser fazer. Se for mountain bike leve ou uso urbano, eu sugeriria uma Soul Black Rain para você. Se for outra coisa, comente aí de novo que a gente pensa noutra bike.
      Em relação ao seu marido, sinceramente, essas bikes importadas de entrada, nível iniciante, são fracas demais. A Trek 3500 custa por volta de 2.000,00, o que é o mesmo que a Soul SL 200, infinitamente superior, ou que a Caloi Elite 2.4, também muito melhor.
      A tendência de quem está iniciando é se impressionar com marcas gringas – Trek, Specialized, Giant, KHS e outras – mas, realmente, por vários fatores (que já discutimos exaustivamente em posts e comentários aqui no blog), para bikes de nível básico e intermediário, na nossa avaliação, no momento atual, não está valendo a pena. As nacionais estão sendo muito melhor custo x benefício, e são bikes que dão conta do recado muito bem (até melhor do que as importadas mais simples).
      Só esclarecendo para vocês, que são novatos aqui no blog, o Da Lama ao Caos não tem qualquer vinculação com qualquer marca, nacional ou estrangeira. Não somos donos da verdade, mas a nossa opinião é sincera e isenta, de quem tem mais de 20 anos de prática de Mountain Bike.
      Se precisar, ou se as dúvidas persistirem, tanto você pode escrever aqui nos comentários como mandar e-mail para dalamaaocaos2010@gmail.com que responderemos.
      Não esqueçam: Curtam a nossa FanPage e fiquem ligados nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!

      • Obrigada pela ajuda…..
        A do meu marido vou pesquisar essas outras duas para saber o preço.

        O meu objetivo era basicamente andar na cidade, fazendo esses passeios noturnos, ir para o trabalho e nos finais de semana, quem sabe fazer passeios maiores. Essa Soul Black Rain serveria ou tem alguma mais indicada nessa faixa de preço?

        Obrigada!

        • Nessa faixa serviria, sim. É limitada para trilhas, mas para cidade dá tranquilo.
          Se você pretender fazer trilhas no fim de semana, aí deve pensar em investir um pouco mais, como seu marido.

          • Obrigada pela ajuda, mas vou precisar de mais dicas. Passei o final de semana olhando bicicleta e não conseguir encontrar essa soul black rain, na verdade nas lojas daqui de Recife quase não se econtra bicicleta da marca Soul. Nessas minhas procuras me indicaram novas bicicletas:
            Totem Aro 700 R$ 1.600,00
            Caloi Easy Rider R$ 1.199,00
            Caloi Supra R$ 1.299,00
            Caloi Sport Comfort R$ 999,00
            Você indicaria alguma dessas? Ou teria alguma outra sugestão?
            Obrigada mais uma vez!

            • Maira
              Todas são adequadas para uso urbano. A Supra serviria para trilhas bem leves, se o objetivo for acompanhar seu marido. As outras só seriam para passeios na cidade, mesmo (são bikes especificamente urbanas).
              O nível delas é bem semelhante. O preço maior da Totem creio que seja por causa dos acessórios e das 24V, mas não melhora muita coisa.
              Qualquer coisa, pode perguntar. Se quiser, pode mandar email para dalamaaocaos2010@gmail.com.
              Abraços

  61. Bom dia!
    Estou começando a procurar bicicletas para utilizar em passeios na cidade mesmo, porém não estou com disponibilidade de ter um custo muito alto. Vi a Soul 50, mas não entendo muito, ela é boa? Você indicaria alguma outra?
    Obrigada :)

    • Olá Carol! Que legal que você está querendo pedalar!
      A Soul SL 50 é uma bike aro 24. O “24” indica o tamanho do aro, ou seja, da roda, em polegadas, e estas bikes (aro 24) são indicadas para crianças maiores (até 10, 11 anos, no máximo), o que, acho, não seria seu caso.
      Você pode tentar, num valor aproximado, a Soul SL 70 (aro 26″) ou a Soul Black Rain. Elas servirão para o que você quer!
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!

  62. Olá amigo! Não poderia deixar de agradecer a atenção e as excelentes dicas que nos da através deste espaço. Bom, assim como outros colegas, também irei iniciar no mundo do pedal e comprei um bike scott aspect 650, porém , antes mesmo de montá-la, lendo, ouvindo e dando umas pedaladas, achei boa uma bike de aro 29, então as perguntas são:
    Devo iniciar com a bike que comprei, aro 26¨?
    Devo fazer uma troca e pensei na scott aspect 940?
    Não colocar dinheiro e trocar por uma venzo aro 29, com conjunto acera?

    • Marcos, acho que você comprou uma boa bike. Daqui a algum tempo (um ano, dois) seu nível terá evoluído, você terá mais conhecimento e, eventualmente, sua bike não o satisfará mais.
      Nesse momento, ao fazer o up, você saberá se, para seu tipo de pedal, o ideal será a 26″ ou uma 29er. Depende essencialmente disso, o tipo de pedal que você estará fazendo: trilhas técnicas com muito single tracks, percursos travados ou principalmente longas maratonas competitivas em estradões?
      Seu estilo de pedalar por essas trilhas também darão uma pista do tamanho correto de aro.
      Então, nossa sugestão é que fique com sua Aspect. De qualquer forma, independente de qualquer coisa, consideramos o quadro Scott Aspect bem superior a qualquer Venzo.
      Por outro lado, se dinheiro não for problema, a Scott Aspect 940 é bem superior à 650, independente do tamanho do aro.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!!!

  63. Bom dia!! Tudo bem?! Dei mais uma pesquisada na cidade e encontrei uma Cannondale Trail SL 1 com suspensão Rock Shox Recon TK a ar com trava, freios a disco hidráulico Hayes, blocagem de canote, rodas Maddux DC 3.0 Disc, pneus Schwalbe Black Jack, trocadores SLX, coroa Deore, câmbio dianteiro Deore, câmbio traseiro XT, catraca Deore por R$4,900,00, vale a pena? Obrigado!

  64. Estou trocando minha bike e lendo comentários nesse site mudei minha opinião. Queria uma bike com grupo Deore no minimo uma suspensão bacana e rodas boas. Sou fã da Specialized, mas ela está mais cara que todas as similares. Uma Rockropper, que estaria dentro do meu orçamento (pretendo gastar entre 4500 e 5000), tem uma configuração abaixo do que eu quero. Daí pensei em uma Scott mas também está cara. Uma Scale 970 estaria quase dentro do que quero e na faixa de 4800,00. Aí, graças ao site de vocês pensei em uma solução que pode ser viável, mas gostaria da opinião de vocês para não fazer bobagem, já que para mim será muito dinheiro investido. Uma Caloi Elite 30 saiu com uma configuração quase dentro do que quero também mas 1000 reais mais barata que essas outras citadas. Daí a pergunta: Seria na sua opinião mais interessante uma Caloi Elite 30 e mais mil reais de upgrades ou essas outras duas citadas????Tem ainda a opçãoo da Lapierre Raid 529.
    Um pequeno acréscimo: se optar pela Caloi Elite 30, qual ou quais upgrades você faria com os mil reais mais baratos dessa bike?

    Grato desde já,

    Henrique

    • Oi Henrique.
      Olhe, comparando as bikes, achamos assim: a Lapierrre e a Scott são muito inferiores no pedivela (Octalink em ambas, contra X7 integrado da Elite 30) e um pouco inferiores nos garfos (Suntour XCR 29 LO na Scott, SUNTOUR XCM 29 na LP contra o Rock Shox XC30 da Elite). Os freios da Scott são bem inferiores (Shimano M395) ao de ambas. Os câmbios da Scott, Deore, perdem para os da LP (Deore dianteiro + SLX traseiro) e para os X7 da Caloi.
      Na nossa opinião, a Caloi sai na frente em componentes (Grupo SRAM X7, cockpit Crank Brothers e pedais Egg Beater). A Lapierre em segundo e a Scott em terceiro. São todas boas bikes, na verdade, mas, além de ter componentes melhores, a Elite 30 é 1000,00 mais barata, mesmo (fomos conferir).
      Não é fundamental, mas se tivesse realmente 1000,00 reais para ups, a gente trocaria o câmbio traseiro por X9 e, se a grana desse, o dianteiro também. Mas o que a gente poria mesmo seria um garfo pneumático, nem que para isso gastasse os 1000,00 todinhos. Este é o principal up. Sugerimos as Manitou Tower Pro 29″, Manitou Drake-29 Super Air Absolute ou, se o $ não estiver essas coisas, a RST Titan Air 29 ou First Air SRL 29er (esta última é mais barata, mas um pouco pesada – mas não vai aumentar o peso da bike – é aproximadamente o mesmo peso da XC30, cerca de 2,2 kg).
      Lembrando que se a loja for boa de jogo pode receber as peças (cambio traseiro X7, garfo XC30) como parte do pagamento dos ups.
      Esperamos ter ajudado na escolha!
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!!!

  65. Boa noite pessoal,

    Estou querendo comprar uma bike nova e pelos comentários e pesquisa que eu fiz na minha cidade a melhor opção seria a Soul SL200, porém, quando fiz o bike fit, o tamanho sugerido do quadro foi 18. No entanto, a SL 200 só tem os tamanhos 15, 17, 19 e 21. Isso é um impedimento ou teria alguma outra mais recomendada?

  66. Muitíssimo obrigado pela opinião. Me responderam rápido,com fundamento e até pesquisa. Show de bola o site de vocês. Cada dia me impressiono mais.
    Valeu galera!!Minhas duúvidas acabaram!!!

  67. Tenho 1.70m peso 120 kilos. Gostaria de voltar a pedalar para conseguir perder peso e tenho até R$ 2.800,00 para gastar. Gostaria de sua ajuda na compra de uma bike nova e que tenha um bom custo x beneficio.

  68. Eneias Gomes

    Olá pessoal, boa tarde! Achei esse blog por acaso e gostei muito das dicas e informações que foram precisas na escolha. Estou querendo comprar uma boa bike na faixa dos três mil reais. Sendo que encontrei essa CANNONDALE TRAIL 29er 5. Vocês tem informação desse modelo? A principio dei uma olhada numa Specialized Hardrock, mas achei a primeira um pouco mais avançada.
    Grato desde já.
    Eneias

  69. Quero parabenizá-los pelo site. Desde que me interessei por bikes, minha consulta por aqui é diária…

    Me dá uma dica… quanto mais eu pesquiso sobre bikes, mais dúvidas aparecem… tô muito indeciso sobre qual MB comprar…

    Minha intenção é pedalar em trilhas leves e estradas… Mas mesmo assim, quero alguma bike razoável e que não seja speed.

    Tenho 1,68 m e não tenho condições alguma de fazer um bike fit… Moro no interiorzão, longe de tudo… Mas o quadro será 16 ou 17…

    Enfim… me ajuda na escolha. Tenho duas opções em mente:

    Merida 29 Big Nine TFS 100, por R$ 3.499,00
    – Garfo com Suspensão: SR Suntour 29 XCM-HLO 100mm com trava;
    – Câmbio Dianteiro: Shimano M190;
    – Câmbio Traseiro: Shimano Deore 9;
    – Alavanca de Câmbio: Shimano SL-M360 Rapidfire;
    – Freios: Tektro Draco Hydraulic 180/160mm;
    – Pedivela: Shimano M171 42-34-24 CG;
    – Movimento Central: Shimano Cartridge;
    – Corrente: KMC Z7 8s;
    – Cubos: Disc Alloy / Shimano M475 Disc;
    – Aros: Big Nine Pro D;
    – Cassete: Shimano CS-HG30-8 11-32;
    – Raios: Stainless silver;
    – Pneus: Maxxis CrossMark 29er 2.1 Wire;
    – Guidão: Merida Pro OS 31.8mm 660 Flat;
    – Suporte de Guidão: Merida Pro OS 31.8mm;
    – Caixa de Direção: A-Head OS 31.8mm;
    – Canote: Merida Comp 27.2;
    – Selim: Merida Sport;
    – Pedais: XC Alloy;

    Focus Black Hills , aro 26, por R$ 3.899,00
    Quadro (Tamanho e Material): XS (15,7″) / Alumínio.
    Suspensão: Dianteira.
    Garfo (Modelo e Material): RST Omega-T RL 100 mm.
    Aro (Tamanho e Material): 26” – Alumínio.
    Cubos Dianteiro/Traseiro: Alumínio.
    Guidão Black Comp SL, Riser, black, OS, Alumínio.
    Tipo de Freio: Disco Hidráulico.
    Alavanca de freio: Tektro Draco, hydraulic disc brake.
    Nº de Marchas 27v.
    Câmbio (Marca e Modelo): Shimano SLX M662.
    Alavanca de Câmbio (Marca e Modelo): Shimano Alivio SL-M430.
    Corrente (Marca e Material): Shimano Indexada.
    Pedivela: Suntour CW9-XCR.
    Manoplas (Material): Focus Concept.
    Selim (Marca e Material): Concept EX Race/MTB.
    Cubo Concept SL disc, Alumínio.
    Pedal: Alumínio.
    Engrenagem: Tripla 42/32/22.
    PneusContinental Traffic, 54-559.
    Movimento Central: 3 partes.

    • Oi Agenor!
      Obrigado pela fidelidade ao blog Da Lama ao Caos!
      Rapaz, você nos fez uma pergunta complicada… porque você está nos pedindo para comparar uma 26 com uma 29, e aí fica difícil.
      Mas, como você fala que pretende pedalar em trilhas leves e estradas (apesar que, no interiorzão como você fala deve ter muita trilha legal e técnica, rs), talvez a 29 fosse uma melhor opção. Em resumo, a 29, depois de adquirir velocidade, a mantém com mais facilidade, e não é tão boa em retomadas. Assim, em pedais urbanos ou em trilhas mais técnicas, onde as paradas (ou diminuição de velocidade) são frequentes, talvez a 26 ou 27.5 sejam melhores opções, mas para estradões a 29 é muito boa, quase imbatível.
      De qualquer forma, as bikes são bem equivalentes, com uma certa vantagem para a Focus pelas 27V SLX (por outro lado a Merida é R$400,00 mais barata, talvez esse dinheiro pague até o upgrade). O que mostra que você sabe mais ou menos o que quer, apesar da indecisão.
      Achamos que com qualquer uma das duas você estará bem servido para o que quer fazer.
      Abração e se as dúvidas persistirem, escreva de novo.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Até mais!

  70. Parabens pelo site, eu to pesquisando uma bike que se encaixe em meu orçamento em torno de no maximo R$ 1.200,00, trilhas leves e passeios, vi na centauro uma Bicicleta Oxer XR10 Mountain Bike – Com freio a disco – Aro 26 21V ,e uma Bicicleta Caloi Supra – 21V – com freio a disco – Aro 26 – 2012, gostaria de saber qual das duas devo comprar ?

  71. Olá fera, primeiro quero te parabenizar pelo post. Acabei de conhecer seu blog porque estou pensando em voltar a pedalar e comecei a fazer uns orçamentos para comprar uma bike para mim. Como eu vi, você tem ajudado alguns ciclistas na escolha da bike. Diante disso, gostaria que me ajudasse também a escolher uma bike pra mim.
    Conheço uma pessoa que está vindo de fora do Brasil e traz bikes para vender aqui e ele me passou o preço de uma bike Giant (R$6.300,00) segue abaixo as especificações.

    GIANT XTC COMPOSITE 29ER 3
    * Quadro de carbono;
    * Guidão Giant Connect XC, Low Rise 31.8;
    * Espigão Giant Connect, 30.9;
    * Selin Giant Performance MTB;
    * Susp. RockShox Recon Gold TK w/ 15QR thru-axle, OverDrive, 100mm Travel;
    * Passadores SRAM X5, 2×10 Speed;
    * Câmbio Dianteiro SRAM X5;
    * Câmbio Traseiro SRAM X7;
    * Freios Avid Elixir 1, 160mm;
    * Alavancas de freio Avid Elixir 1;
    * Cassete SRAM PG 1030 11×36, 10-Speed;
    * Pedivela SRAM S1000, 24/38;
    * Pedaleiro SRAM GXP, Press Fit;
    * Jantes Giant S-XC29er 2, Double Wall;
    * Cubos [F] Giant Tracker Sealed/CNC w/ 15mm Axle, [R] Formula Sealed Bearing, 32h;
    * Raios Stainless Steel 14g;
    * Pneus Schwalbe Racing Ralph, 29×2.25 Performance Folding;

    Realmente esta bike vale o investimento? Minha dúvida foi sobre os componentes SRAM, e estou com o sentimento que com uns R$4.000,00 eu compro uma bike equivalente aqui no Brasil.

    O que vc acha?
    Abraço

  72. Blz amigo parabens pelo Blog achei ele pesquisando para saber marca de quadro de bicicleta, este foi o primeiro lugar onde tive informações melhores de bike, mas quando vou pesquisar o modelos mencionado estão muito elevados para mim agora, gostaria de uma ajuda, bom estava pensando em compra uma bike de corrida, mas gosto muito esporte radicais, andei bastante de agressive-inline, skate e tinha uma cross de manobra mas com quadro de ferro super pesada, bom o o passar dos anos fiquei super sedentario e estou gordo pacas, queria pegar uma bike paar semana pedalar no bairro para pegar condicionamento e fim de semana tentar umas trilhas de leve, minha intenção era pegar um quadro bom e demais componentes inferiores e depois ir dando up nela aos poucos, queria gastar no maximo 1.500 de inicio o que é melhor montar uma com quadro mais forte ou pegar uma inteira, voce poderia me sugerir alguns modelos.
    obs: como acabei de sair de uma reforma estou meio que com grana curta, se tiver ate mais barato que este valor mas que o quadro seja bom e eu puder ir melhorando aos poucos eu agradeço.

    • Alex, tente a Soul SL100. Se a grana não der, a GT Agressor 3.0 vai servir, até você poder dar os ups.
      Mas essas bikes são para Cross-country (XC), e serve para provas desta modalidade (entenda, são bikes simples, e a performance delas não será essas coisas).
      Se você pretende fazer Freeride, Downhill ou Urban, a história é outra.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Até mais!

  73. Otimo topico, parabens… Mas queria pedir um favor, seria bobeira comprar a scott aspect 650 ao invés da caloi elite 2.7? As duas são quase o mesmo preço, mas pelo visto as peças da elite são bem superiores… Sei que estamos falando de performance, mas temos que concordar que a Scott é muito mais bonita kkk… Obrigado, aguardo resposta….

    • João, não vou resistir a essa: é para andar em trilha ou participar de concurso de beleza?
      A resposta você mesmo já deu (lembrando, eu pedalo numa gringa, então nada contra elas ou a favor da Caloi – é que o cxb da 2.7 não dá para bater)!
      Mas gosto é gosto, no fim, você quem sabe. Pode ser que lhe dê mais prazer pedalar a Scott.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Até mais!

  74. amigo o que vc me diz desta canadian x-terra para quem vai começar

  75. oi amigo muito obrigado pelas dicas, acabei de ver aqui na bicicletaria perto de casa, o rapaz me disse que consegue uma MTB com garfo Gallo por 900 reias, pedi para ele me informar os outros componentes da bike, como garfo,grupo que ele me informou ser shimano mas precisa ver na onde ele pega para saber qual o modelo e me passar direitinho, freio a disco. este quadro é bom, estava pensando pelo menos pegar quadro bom e o garfo e usar o resto do setup da canadian x-terra, e depois fazendo up no grupo, freio e demais coisas. como to gordo pacas pode ater ser quadro de adamantium que acho que não vai aguentar kkkkk. por isso creio que ate uns 6 meses consigo da uma boa secada e ai começar umas trilhas leves, e vou ja ter algum dim dim pra fazer um bom up na bike.
    sera que este quadro galo é bom ? e mosso seria melhor.

    • Oi Alex! Rapaz entre o Gallo e o Mosso, o ultimo é melhor, bem leve. O Canadian Xterra pra começar também é ótimo.
      Quanto aos componentes serem Shimano isso diz pouca coisa, tem que ver que linha é.

  76. meu cunhado tem uma GTS gm770 acho que isso o que vc me diz dela.
    cara se tem ajudado muito so lendo seus posts ja to menos perdido, mais ainda perdido.
    se um dia a gente se tromba o churras é por minha conta hehehe

  77. sergio ferreira

    Olá amigos bom dia !

    Estou com serias duvidas pra comprar minha bike , sou iniciante e preciso comprar uma boa bike porém não queria gastar muito,achei uma bike interessante A CALOI SUPRA 2012 com freio a disco e peças Shimano, porém não sei se é uma bicicleta que pelo custo,irá me trazer dor de cabeça. alguém poderia me ajudar ? [link editado pelo DLAC] vejam no link por favor qual o modelo da Bike .

  78. Didicoutinho

    Ola!!
    Tinha uma caloi t type e a vendi, gostava da bike, pois andava tanto nas ciclofaixas, ladeiras de SP etc, como em estrada de terra ( terreno levemente acidentado com subidas e decidas) a segunda com menor frequencia, mas uso. Mas tenho um problema no pescoco e a geometria da type/ mountain bike faz com que fique mais tensa a região. Tenho 1,70 altura.
    O fato eh: pensei em comprar uma Caloi Sport Comfort pois pretendo gastar 1000,00 .
    Entao uma bicicletaria propos a GT Nomade 1.0 aro 29 modelo feminino com suspensao dianteira e no selim. Por 1500, ja foge um pouco.
    O que vc recomenda para o meu caso: uso em cidade, terra e que ajude na postura ao pedalar? Esta GT valeria tanto assim a pena?

    Obrigada

  79. Após ler as dicas, estou certo que preciso de auxílio isento. Quero comprar uma bike intermediária, na faixa de R$ 1.000,00, mais leve possível e com freio a disco. Não sei se nessa faixa tem uma bike assim, por isso apresento minha dúvida (esclareço: não é dúvida de iniciante, é dúvida de quem quer iniciar). Portanto, qual a bike (nacional ou importada) mais adequada para meu perfil (uso urbano, três vezes por semana e passeio mais longo, com o passar do tempo)? Gentileza citar ao menos três, até para facilitar a compra. Qual a opinião de vocês sobre a Specialized Hardrock 2013?

    • Amaroni, vamos começar pelo final: a SPZ HR Disc é um péssimo custo x beneficio, na nossa opinião. A marca é ótima (tenho uma SPZ também), tem garantia vitalícia do quadro, mas este modelo (de resto todas as básicas SPZ) tem componentes sofríveis e preço alto.
      Por 1000,00 não dá para comprar uma bike intermediária (o que classificamos como intermediária seria uma bike pelo menos com Alivio e 27V, freios a disco hidráulicos). Essas Bikes estão na faixa de 2.500,00 a 3.500,00.
      Mas, para passeios urbanos, você pode tentar a GT Agressor 3.0, em torno de 1.200,00. Ela não tem freios a disco, que consideramos dispensáveis para o que você pretende.
      Outra opção é a Caloi Supra. Apesar de ter freios a disco, consideramos a GT opção melhor.
      Há ainda a Soul Black Rain, na mesma faixa de preço (também sem freios a disco).
      Tenha em mente: são bikes básicas, e embora você possa fazer trilhas leves com elas, elas não são indicadas para isso. Também não são o que se pode considerar “bike leve” – estão na faixa de 14-15kg (uma bike intermediaria fica na faixa dos 12-13kg; uma bike bem leve tem entre 10-11kg; uma top abaixo de 10). Para Mountain bike, você precisaria fazer alguns upgrades – talvez, neste caso, valha mais a pena vender e comprar outra melhor.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!

      • Ótima dica. Blog confiável. Resposta precisa. Parabens!

        • Olhei os modelos sugeridos. Preço oscila em torno de R$ 1.300,00.
          Pedalar remete a aventura… e isso aguça o espírito, faz com que mesmo um iniciante queira alguma bike mais próxima de uma trilha leve.
          Por favor, dê uma olhada nesse link e diga se são boas opções as bikes nele selecionadas:
          [link editado pelo blog]
          caso contrário, poderia por gentileza indicar duas, com freio disco (se hidráulico, melhor e relação shimano), capaz de encarar trajeto urbano e trilha leve.
          Mais uma vez, agradeço a orientação.
          Abraço.

          • Olá, Amaroni
            Creio que já respondi a sua dúvida – sugeri a Caloi Elite 2.4.
            Quanto à marca citada (GTSM1) não recomendo. Já fiz vários comentários a respeito, mas o principal motivo é o uso de uma marca americana (GTS) sem licenciamento. Ao nosso ver, é uma tentativa de enganar o consumidor, que pensa estar comprando um produto falsificado. Uma das bikes da marca, a GTS M5 usa logo idêntico ao do – pasme – BMW M5. Achamos o fim da picada.
            As bikes citadas no link, além disso, tem componentes muito fracos.
            Procure bikes de fabricantes renomados, com componentes razoáveis, dentro do seu orçamento. Não tente economizar demais – o barato sempre sai muito caro.
            Grande abraço.

        • Por gentileza, qual a bike com relação shimano razoável e freio disco hidráulico mais em conta. Se não for contrária à política do blog, poderia indicar em qual loja posso encontrar essa bicicleta. Outra vez agradeço a orientação.

          • Olá, Amaroni.
            A bike que consideramos com grupo Shimano razoável (um mix de Acera e Altus, 24V) e freios Shimano hidráulicos é a Caloi Elite 2.4, por cerca de R$2.100,00. Achamos difícil você encontrar algo mais barato com estas especificações.
            O blog, infelizmente, não indica lojas aos leitores, mas numa busca na net é fácil de encontrar.
            Grande abraço e boa compra!

        • Por favor, como faço para ver a resposta na página principal? Só vejo as novas perguntas quando posto algum comentário.

          • As respostas saem na página (ou abaixo do post) onde você postou o comentário.
            Talvez você não tenha visto pois o blog entrou em recesso no carnaval, então nenhum comentário foi postado (nem respondido). As respostas vão demorar um pouco, pois temos dezenas de dúvidas para responder!
            Grande abraço!

  80. Blz olha eu de novo aqui, bom ja to na parte de pesquisar os preços da bike pra compra so me surgiu uma duvida,
    fiz o bike fit virtual e esta a minha medida e recomendação do quadro,
    Cavalo: 75 cm
    Tronco (150-75): 75 cm
    Braço: 69 cm

    Quadro de MTB: 15.85

    tenho 1,70 de altura sera que um quadro de 17 ja serve, ou tenho que seguir a risca essa recomendação.
    ha desculpa perguntar vc é de sampa, pra marca um role e pagar alguns spetinhos que to devendo. kkkkkkkkkk

  81. Deni Watanabe

    Parabéns pelas dicas, são bem vindas e esclarecedoras, obrigado.

    Sou iniciante do interior de São Paulo – Presidente Prudente. Qual mtb você sugere entre os valores de 4 à 7 mil?
    (meu perfil: melhorar condicionamento (1.80m/98Kg) / pedalar a princípio mais no perímetro urbano (ruas, ciclovias, asfalto) e alguns trechos em estradas de terra (de preferência sem lama e suaves, planos rs… coisa leve).

    O que você acha das BMC Team Elite 01 e Fourstrok FS01 29? São tudo isso para aquele valor? E qual aro? 26 ou 29, na duvida 27.5?

    Valeu pela atenção e sucesso ae!

    Deni.

    • Oi Deni!
      Rapaz, legal a sua disposição em pedalar e é ótimo que você tenha um orçamento tão elástico.
      Primeiro, precisamos nos desculpar, mas achamos que você nos entenderá. Depois de algumas reuniões com a equipe do blog, há algum tempo, decidimos não sugerir bikes aos leitores, com raras exceções. Quando é uma coisa mais básica, focada no cxb, até, às vezes, a gente sugere algo.
      Mas seu orçamento é alto. Você tem um mundo de ótimas bikes – HTs, Full suspensions, 26, 27,5, 29, talvez até em carbono – para escolher. Tudo vai depender de uma análise muito específica dos seus objetivos. O mesmo dizemos em relação à sua dúvida pela escolha do aro: vai depender do que você vai fazer. Sugerimos pesquisar bastante sobre o assunto e, se você já pedala, testar os dois nas condições em que você pretende treinar.
      Com um investimento mais alto como o seu é imprescindível um bike fit. No fim das contas, os seus parâmetros biométricos vão determinar a(s) bike(s) mais adequadas para você e essa recomendação deve vir do Fitter, e não de nós, pois a geometria é bem variada e não dá para sugerirmos algo desta forma. Seria irresponsabilidade.
      Por último, as BMCs citadas são, sim, bikes para “aquilo tudo” :-D. Ambas são super tops, bikes para competições de alto nível. Todas as maiores marcas (Cannondale, Specialized, Trek, Scott, Merida entre outras) tem bikes com quadros e componentes semelhantes a preços idem. Mas, na nossa opinião, tal investimento só se justifica para atletas em tempo integral buscando ser top 10 nas maiores competições.
      Por favor, curta a nossa FanPage – é muito importante para o blog. http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.
      Grande abraço!

  82. Amigo o que vc me diz dessa aqui,uma bicicletaria aqui perto de casa o rapaz disse que tras pra mim no outro dia por 800 conto.
    na verdade queria saber do quadro se presta, pois ja vi que o conjunto shimano é bem simples e a suspa pelo que vi pior ainda.
    mas como sera para eu entrar em forma andar na rua e pegando umas trilhas de terra batida e depois investir num grupo melhor da shimano e pegar outra suspensão.

    Quadro MTB Hydroform em alumínio liga 6061-T6.

    Aros 26×1.9 Alumínio Aero 36F. PTO.

    Blocagem do selim em alumínio.

    Camara de ar 26 Válvula Longa.

    Câmbio traseiro SHIMANO ALTUS 8V.

    Câmbio dianteiro SHIMANO TOURNEY .

    Canote de selim alumínio c/ carro pto.

    Corrente fina ½ x 3 x 32 index HG50 ALTUS.

    Cubos 36F. diant/tras. em alumínio SHIMANO ALTUS Paralax.

    Freios V-break em alumínio SHIMANO ALTUS.

    Alavanca de câmbio ezze-fire plus SHIMANO ALTUS.

    Guidão DH alumínio pto. GALLO 31.8mm.

    Manoplas MTB GALLO GEL Anatômica.

    Pedal 9/16 alumínio MTB c/ esfera Pto.

    Pneu 26 x 2.10 KENDA pto.

    K7 8V index SHIMANO ALTUS.

    Suporte de guidão AheadSet alumínio CNC pto 31.8.

    Garfo c/ suspensão alumínio FD c/ Regulagem.

    Selim Vazado.

    Pedivela SHIMANO ALTUS.

    Mov. central SHIMANO ALTUS 28/38/48.

    Mov. Direção AheadSet Integrado GALLO .

    OBS – Suspensão c/ Regulagem e Full Shimano.

    • Olá, Alex!!!
      A principal pergunta não dá para responder: você não informou a marca do quadro!
      Os componentes são muito simples – não se engane com o preço baixo.
      O garfo, um dos componentes mais caros numa mtb (geralmente o preço do quadro), também não é especificado. Deve ser sofrível.
      Comprar uma bike ruim para investir depois é gastar duas vezes, na nossa opinião. Mas, se a grana for curta e não tiver jeito, tente por esse conjunto mesmo num quadro Canadian X-Terra com um garfo simples como o RST Gila ou Suntour XCM V3 e veja quanto fica.
      Sugiro você procurar uma bike de marca mais renomada, seja nacional ou importada.
      Abração! Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

      • Então, rapaz disse que é Gallo e que ele busca direto no fabricante ou representante. Vou até deixar o link, caso for fora da politica, pode remover.
        Ele me disse para entrar no site e escolher.
        Na verdade, queria saber em relação ao quadro e cambio traseiro, dianteiro e passador.
        A suspensão, como ainda vou ficar na rua e estrada de terra batida, pensei em pegar mais pra frente Suntour.
        segue o link

        http://gallobike.com.br/index.php/gallo-hydroform-aro-26-preto/

        • Oi Alex!
          Bem, a marca não é ruim. Não sabemos com certeza, mas nos parece um genérico chinês (o que não significa que é um quadro ruim ou problemático – não temos informações para definir isto). E, considerando os componentes (são básicos, mas também não são ruins), pelo preço de R$ 800,00 nos parece bom negócio.
          Quanto ao garfo, vi que é uma Zoom. É um garfo muito básico, mesmo, mas como você tem consciência disto e pretende pegar um melhor depois, para os primeiros passeios ele dá bem.
          Em relação ao link, como é de um distribuidor e não de loja, não temos restrição – ele apenas dá informações, e não preços, objeto da nossa restrição.
          Abração!

  83. Boa noite

    Primeiramente, parabéns pelo site…ele tem sido de grande ajuda na escolha da minha primeira MTB.

    A princípio, minha intenção é pedalar em trilhas leves e estradas…

    Das bikes que encontrei, as que mais me interessaram foram:

    Merida 29 Big Nine TFS 100, por R$ 3.499,00
    – Garfo com Suspensão: SR Suntour 29 XCM-HLO 100mm com trava;
    – Câmbio Dianteiro: Shimano M190;
    – Câmbio Traseiro: Shimano Deore 9;
    – Alavanca de Câmbio: Shimano SL-M360 Rapidfire;
    – Freios: Tektro Draco Hydraulic 180/160mm;
    – Pedivela: Shimano M171 42-34-24 CG;
    – Movimento Central: Shimano Cartridge;
    – Corrente: KMC Z7 8s;
    – Cubos: Disc Alloy / Shimano M475 Disc;
    – Aros: Big Nine Pro D;
    – Cassete: Shimano CS-HG30-8 11-32;
    – Pneus: Maxxis CrossMark 29er 2.1 Wire;
    – Guidão: Merida Pro OS 31.8mm 660 Flat;
    – Suporte de Guidão: Merida Pro OS 31.8mm;
    – Caixa de Direção: A-Head OS 31.8mm;
    – Canote: Merida Comp 27.2;
    – Selim: Merida Sport;
    – Pedais: XC Alloy;

    Focus Black Hills , aro 26, por R$ 3.599,00
    Quadro: Focus Black Hills alloy
    Suspensão: RST Blaze RL 100mm
    Cambio Traseiro: Shimano SLX 27 velocidades
    Cambio Dianteiro: Shimano Alivio
    Mudadores: Alivio, Rapidfire plus, com indicador de marcha
    Cassete: Shimano 9 velocidades
    Freios e Manetes Freio: Tektro Draco 2 disco hidráulico
    Pedivela: SR Suntour XRC
    Guidão: Focus Concept EX
    Mesa: Focus Concept SL
    Pedal: Alloy
    Canote: Focus Concept EX
    Selim: Focus Concept
    Rodas: Rodi Freeway Disc

    Em um dos comentários acima, já há um post sobre a Merida e a Focus.

    No entanto, também me deparei com uma GT com preço interessante:

    Bicicleta GT Zaskar Sport – R$ 3.299,00
    Quadro: Hydroformed Speed Metal Aluminum Frame (TT, ST, DT), Triple Triangle Frame Construction, Forged Bottom Bracket, Dropouts, and 1 1/8″ Integrated Head Tube
    Garfo: SR Suntour Raidon-X3-LO w/100mm Travel QR, Adjustable Rebound, Lockout
    Manivela: FSA Gamma Drive Mega Exo 44/32/22T
    Suporte Inferior: FSA Mega Exo
    Trocador: Shimano Alivio Rapid Fire
    Cod Set: SRAM PG950, 11-34T, 9-Speed
    Corrente: KMC X9, 9-Speed
    Câmbio Dianteiro: Shimano Alivio
    Câmbio Traseiro: Shimano Deore Shadow
    Aro: All Terra AT17HP Disc, Doublewall 32H
    Cubo Dianteiro: All Terra Alloy, Disc 32H
    Cubo Traseiro: All Terra Alloy, Disc 32H
    Raio: Stainless 14G
    Pneus: Maxxis Aspen, 2.1″, Wire
    Pedais: GT Slimline Flat Alloy
    Freio Dianteiro: Tektro Draco Pro Hydraulic, 160 mm (F/R)
    Freio Traseiro: Tektro Draco Pro Hydraulic, 160 mm (F/R)
    Alavanca de freio: Tektro Draco Pro Hydraulic
    Guidão: All Terra Flat Top Riser, AL6061 DB, 690 mm
    Mesa: All Terra 3D Forged Threadless, CNC’d 4-Bolt Face Plate
    Headset: FSA Integrated, 1 1/8″
    Selim: WTB Silverado Comp
    Canote: All Terra AL6061 w/ Forged Head, 27.2 mm

    Agora estou indeciso…

    Qual é a opinião de vocês?

    Abraço

  84. uma ajudinha se possível.
    não conheço nada de bike, esse tanto de nome me deixa ate confuso, estou mudando de esporte procuro uma bike com um custo acessível de 2.5 mil ate 3.5 mil reais. preciso de uma bike para viagens longas 250 km com full suspension mas resistente pois quero fazer trilhas, descer e subir montanhas enfim ela têm que aguentar o tranco. consigo alguma coisa nesse valor? se não eu abro mão da full suspesion, essa suspensão seria ideal pois tenho problema de coluna a full preservaria minha coluna rsrs. agradeço pela ajuda. att

    • Olá, Patrick
      A full suspension que honre o seu nome mais barata que temos conhecimento no Brasil é a KHS XC 104, que é encontrada por pouco menos de 5 mil, o que, em princípio, foge ao seu orçamento.
      Encontrei no Mercado Livre um quadro usado KHS XC 204 (melhor que o XC 104) 2010 por 2.000,00. Dependendo das peças que você coloque, dá para montar uma boa bike com mais 1.500,00. É importante, no entanto, ver as condições do quadro. A foto do anúncio é da bike completa, mas o vendedor ressalta que esse preço é só para o quadro e shock (amortecedor traseiro). Talvez valha a pena. A bike é do RJ.
      Em relação a bikes HT você conseguirá uma boa bike com 27 ou 30V até 3.5K. Exemplos são a Caloi Elite 2.7 e Soul SL 500 – mas não limite sua pesquisa a essas. Veja na internet e, se quiser, mande as especificações para cá (sem links de lojas, que o blog não permite) que daremos nossa opinião.
      Por outro lado, mesmo tendo de investir bem mais, a full suspension realmente poupa muito a coluna, principalmente em pedais tão longos como os que você pretende. Talvez valha a pena investir na bike e, por tabela, na sua saúde. O barato, no fim, pode sair mais caro.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  85. Estou também vendo uma GT3.0 que foi recomendado, só estou aguardando resposta da loja, pois teve um erro no site e o valor estava 1190,00 e o valor era de 1390,00.
    Só vi que o quadro da Gt 3.0 nao aceita feio a disco.

    • A falta de suporte para freios a disco é uma enorme limitação. Desconsidere a recomendação desta bike.
      Por outro lado, o preço que está na loja que você citou é de R$ 1.190,00 (acabei de olhar), em 12 vezes sem juros, nas cores prata/azul ou vermelho, tamanho M.
      Mas, por 400,00 a mais e sem suporte para disco, sou mais o Gallo mesmo. Outra opção lá na tal loja é a GT 1.0 (essa achamos bem melhor que a Gallo), mas essa está por 1690,00, aí fica difícil.
      Grande abraço e depois nos diga o que resolveu!

  86. Olha eu aqui de novo, já to enchendo o saco, duas duvidas. o quadro da Soul SL 70 é o mesmo da SL100, e a Oxer os quadros da mesma são fabricados pela Soul?

    • Oi Alex. Não temos certeza absoluta – só a Soul pode responder isso – mas, pelas nossas análises, a SL70 e a SL100 tem o mesmo quadro.
      Não, a Soul não fabrica quadros Oxer. Aliás, acho que a Soul não fabrica nem mesmo os quadros Soul :-D.

  87. Boa tarde amigo, ótima postagem. Estou aqui para pedir uma ajuda. Estou querendo comprar uma bike como medida de exercício diário para eu perder peso. O único problema e que eu entendo pouco de bike e estou pesquisando no mercado livre uma para comprar. Você poderia me ajudar a saber se essa bike que estarei colocando o link seria uma boa escolha ou você indicaria uma outra? Mais uma coisa: eu tenho 1,73 de altura saberia qual bike seria para minha altura.

    • Ramón essa é uma bike muito simples, não recomendamos.
      Qual bike indicar depende do que você irá fazer, onde irá pedalar.
      Se for para uso urbano apenas (sem trilhas) você pode tentar a Caloi Supra ou a GT Agressor 3.0.
      Em relação ao tamanho indicado para você, só pela altura não dá para dizer. Veja esse post: http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2010/09/21/conhecendo-sua-bike-que-tamanho-deve-ter-minha-bike-atualizado/
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

      • Bom, amigão, eu depois de ler sua resposta, pesquisei mais um pouco e achei duas bikes. Você poderia me dizer se valeria a pena comprar uma delas, ou você acha que valeria a pena dar mais uma pesquisada? O que estaria me dificultando é que tenho por volta de 1200 para gastar na bike, por isso a dificuldade de encontrar.

        [Oxxer MTB 26"]

        Apesar dessa não ser uma das que você indicou achei interessante. Valeria a pena?

        [Supra 2012]

        [links editados pelo blog]

        • Oi Ramon!
          Pelos valores que você dispõe, essas seriam opções viáveis. São bicicletas que servem para uso urbano ou estradões de terra batida (que não qualificamos nem como “trilhas leves”, mas estradões), com componentes bem básicos.
          A Caloi é ok. Quanto a Oxxer, as especificações trazem uma contradição crítica na descrição: a alavanca de câmbio é citada como integrada à alavanca de freios modelo EF50 (razoável) e logo abaixo como TX-30 (péssima). Se for a EF50 (Rapid Fire), a bike é equivalente à Caloi. Se for a TX30, a bike é péssima. Mas, para nós aqui do blog, nenhuma das duas é adequada ao mountain bike.
          Por outro lado, é difícil conseguir uma melhor com esse valor. Uma opção (mas que acaba saindo mais caro a longo prazo) seria ir fazendo ups no futuro; primeiro de suspensão e depois de transmissão (pelo menos o câmbio traseiro).
          Abração e boa compra!

          • Desculpa fica perturbando. É que estou numa caça ao melhor, e conversando com um amigo – ele não saca muito de bike mais me lembrou de uma coisa: eu por ter ficado uns anos parado sem exercício sinto um pouco de dor na coluna e assim ele comentou comigo da bike full suspension – pelo que entendi ela ajuda a não forçar a coluna. Assim eu saí à procura na internet por uma e achei um modelo da Totem, que visualmente me chamo muita atenção. Mas fica aquele problema de eu não ter muita noção dos equipamentos; se eles são de uma boa qualidade e tal, estarei colocando o link da bike e queria saber se você acha que vale a pena. Agradeço muito a sua ajuda, porque estou conseguindo esclarecer todas as minhas dúvidas e dizer que esse blog foi uma ótima ideia, porque assim você consegue ajudar muitas pessoas.

            Abraço.

            Bicicleta Mtb Full Suspension Em Alum. Totem – 21vel Shimano

  88. olha eu de novo bom estou mudando de ideia mais uma vez. bom fui em mais algumas bicicletarias aqui perto de casa e acabei pegando um quadro gallo na mão, não sei se foi pelo fato do adesivo ser muito grosso e estranho ou a pintura mas não me senti confiado a pegar o quadro Gallo, a maioria não trabalha com quadro canadian, que eu consegui ver um cara andando que pelo menos a pintura me agradou mais não tive a oportunidade de segurar.
    bem minha decisão foi comprar as peças e ir numa bicicletaria e montar
    segue a descrição

    quadro Canadian X-terra ou Mosso
    grupo acera 2012, depois pego uns cubos melhores e freio a disco
    suspensão por uma simples por enquanto
    aros vzan extreme, e raiação de aço..
    queria ajuda pra pegar uma boa caixa de direção, mesa e guidão e o o que estiver faltando
    fazendo as contas pesquisando as peças no ML deu uns 1600,00
    então vou segurar mais uns 2 meses e pegar logo tudo.
    bom sei que vocês não indicam lojas para compra, mas gostaria de saber se alguem ja comprou no ml ou se existe alguma loja e-comerce que tenha preços equivalentes.

    • Olá, Alex
      Achei o setup bem razoável, principalmente se for com o grupo Acera Vbrake completo.
      Em princípio, apesar de gostarmos do Canadian, o quadro Mosso é mais leve (mas não pesamos os dois, são informações que nos foram passadas por terceiros).
      Você pode comprar uma caixa de direção mais simples, como a Neco. Se você quiser algo melhor, tem a Ritchey e FSA, mas são bem mais caras (alguns modelos em torno de 80 ou 100,00).
      Sempre comprei no ML e nunca tive problemas. Ocasionalmente vendo alguma coisa (mas não produtos para bike, hehe). Acho, dependendendo do vendedor e de suas qualificações, uma opção segura. Mas, no preço, há que considerar a garantia (mais complicada) e frete e montagem, custos que por vezes não existem em lojas físicas.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  89. Olá, primeiramente parabéns pelo blog! estou montando uma MTB, e estou com orçamento apertado com somente 2 opções: MOSSO ou VENZO. O que sugere ?

  90. salve amigos, enfim comprei a bike, acabei pegando quadro gallo pro G series II, com grupo acera e suspa suntour xcr, consegui por 1600, vendo aqui a que ia montar ia dar este valor mas sem a suspensão.
    vi na loja o quadro da gallo e o da canadian este modelo pro G series II a solda parece estar mais reforçada, que outro que eu peguei na outra bicicletaria, e ela não é adesivada, esta pintada no quadro, o rapaz que me atendeu disse que eles deram uma boa melhorada, que os quadros são de taiwan mas com garantia de 1 ano.
    bom quarta feira pego a bike.

  91. Primeiramente, gostaria de parabenizar pela excelente qualidade dos seus posts. Sou um aspirante a iniciante no mundo das MTB e tenho encontrado muita informação boa aqui. Estou disposto a investir um pouco e adquirir uma MTB para iniciar neste lazer. Minha disponibilidade apenas para a bike é de até R$3.300,00 (por que já vi que terei muito gasto com acessórios também – por volta de outros R$500,00 – roupa, ferramentas, segurança etc). Ouvi dizer que a bicicleta Rockrider 8.1 é uma opção muito interessante. Vocês têm alguma opinião sobre esta bicicleta? Ou vocês teriam alguma indicação de bike dentro deste valor? Abs.

  92. Só colocaria entre as 4 grandes marcas de mtb, as focus que são bikes alemãs de alta performance! Raven de carbono, e as black forest de alumínio são bicicletas para ser compra de olho fechado!

  93. nayara gabriel

    Ola!! Gostaria de ouvir uma opiniao sua, há 3 anos comprei uma bike semi nova, mais ou menos assim:
    – quadro Giant atx 7 2009 tamanho 17
    – freio a disco shimano mineral oil
    – câmbio traseiro xt , pedivela integrado Deore e câmbio dianteiro e trocadores deore 27V
    – rodas nao sei a marca ( mas muito pesadas)
    – suspencao Rock Shox dart 2
    peso: 14,5 kg
    Quando comprei sabia que o tamnho nao era o meu, era um acima. pois tenho 1,60.

    Bom fui na loja de um conhecido e ele me passou uma alternativa para diminuir o peso e adequar o quadro ao ideal para mim.
    – trocar as rodas por Vzam extreme dire
    – quadro mosso pro tamanho 16 ( 2013)
    – suspensao pro rock ultra xc com trava no guidon
    ele ficara com minhas pecas e eu pagarei uma diferenca de 1500,00
    O que vc acha estou fazendo uma boa troca? com isso o peso diminuira pelo menos 2kg..

  94. Nayara Gabriel

    Olá, nossa estou encantada com a resposta imediata! As pecas são novas sim, comparei com os preços da internet, se acrescentar taxa de entrega ficam a mesma coisa!!
    Só estava na duvida do quadro Giant ser trocado por um Mosso, mas pela explicação dele o giant atx 7 eh o mais básico da giant e o Mosso pro 2013, eh o top da mosso!
    Eh isso mesmo??
    Estava sem saber por ser a giant uma marca top e a mosso intermediária !!

  95. Nayara Gabriel

    Em tempo, muito obrigada pelas dicas!!!!

  96. Anderson Vicente

    Brother, Parabéns, show de bola seu blog, bem como seus esclarecimentos. Bastante oportuno aos amantes das magrelas. É sempre bom ter alguém que detém de algum conhecimento e está disposto a dividir com os outros. Agora, veja se você pode me ajudar… Estou para pegar um freio hidráulico, pois o meu ainda é mecânico, a princípio eu iria pegar o M446, mas vi o M596 e pelo que li, é um freio bom. Você concorda que é realmente bom ou vc teria alguma outra opção que seja interessante no tocante custo benefício? Algo em torno de R$ 500,00. Obrigado e parabéns mais uma vez.

  97. Preciso muito da opinião de vcs a respeito deste quadro GT: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-469142125-quadro-gt-avalanche-pro-n-scott-trek-specialized-_JM

    Não consegui informacao nenhuma na internet. O vendedor alega que o alto peso é por ser AM, mas então não deveria ser full neste caso?
    Procuro um quadro para trilhas leves e treinos na Cidade Universitária (USP). Me interessei por esse quadro por ser bem discreto. Não curto essa moda de quadros cheios de cores, adesivos e nome das marcas muito visível. Se caso o vendedor aceite proposta de 700 reais, vcs acham que vale? Obrigado.

  98. Olá, amigos! Adorei esse site mtttt bom!!!! Tenho uma duvida: sempre leio que a Elite 2.7 é o melhor custo beneficio, mas também sempre escuto dizer que as rodas que vem nela não valem nada e a suspa também não é boa. Isso é verdade??? Ando na cidade dias de semana e fds faço trilhas leves!!!! As rodas Shimano MT55 são boas para colocar nela ou ainda sao rodas ruins???? E uma Manitou R7 é uma boa suspa??? Obrigado amigos e fiquei fã!!!

    • Oi Evandro!
      Olha só, achamos que o conjunto da Elite 2.7 é muito decente para o preço dela. Claro, sempre dá pra melhorar, mas ela serve perfeitamente para o que você faz. Não achamos necessário um up de rodas, mas o do garfo é uma boa idéia (apesar que o XC28 nem é tão ruim). Um Manitou R7, no entanto, é sem comparação. Excelente suspensão – tem um review dela no blog.
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!

  99. Oi meu prezado. Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo site, com dicas fundamentais para quem está iniciando no MTB. Estou com uma dúvida à respeito da compra de uma bike intermediária na faixa dos R$ 2.000,00. Estou olhando uma Caloi Elite 2.4 e uma Soul SL 200 e gostaria de saber com qual das duas ficaria por mais tempo servido, sendo que pretendo começar a me aventurar em pequenas trilhas. Vi nos comentários acima, você indicando uma bike da Gallo. Ela seria uma opção mais interessante que a Caloi e a Soul. Desde já agradeço.

    • Oi DACD. Talvez eu não tenha me expressado bem, ou talvez tenha sido o contexto. Assim, entenda, por favor: em geral não indicamos bikes; selecionamos uma entre as opções que o leitor nos dá. Pode ser que ele tenha colocado a Gallo e outra, e, no contexto, a Gallo fosse a melhor opção.
      Mas, entre as opções que você dá, a SL 200 é a melhor, por vir com Acera 27v, contra as 24V da 2.4.
      A Caloi, por sua vez, tem freios hidráulicos contra mecânicos da Soul. Mas acreditamos que, para o iniciante, as 27V façam mais diferença.
      Se as dúvidas persistirem, pode perguntar.
      Abração!E, por favor, curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  100. Olá, gostaria de uma dica, estou querendo comprar uma bike para dar uns roles pela cidade de BH e algumas estradas de terra e trilhas ( não trilhas pesadas ) sou iniciante então, qual bike atende melhor minha compra:

    – BICICLETA ARO 26 ALUM JAMIS TRAIL X3

    Especificações

    Quadro- Enduro III em alumínio 6061, over, com braçadeira com blocagem.
    Garfo – RST TNL, Mola MCU/ e regulagem. Curso de 100mm
    Head- Set Over
    Aros – Alex TD-25 folha dupla, raios pretos
    Pneus – CST XC knobbie, 26” x 1.95”
    Cambio – Shimano Acera
    Passadores – Shimano Acera 24v
    Corrente – KMC HG40
    Cassette – Shimano 8v, 11-32T
    Pedivela – Shimano 170mm
    Pedal – ATB platform
    Freios – Disco Tektro 160 e Pinças Shimano
    Guidão – Jamis XC 13mm x 620mm
    Mesa – Jamis XC 10º x 90mm (13-15”), 100mm (17”), 110mm (19”) and 120mm (21”)
    Manoplas – Kraton
    Canote – Jamis OS com micro-ajuste, 31.6 x 350mm
    Selim – Jamis ATB
    Tamanhos de Quadro – 17”, 19”
    Peso – 14.55 Kg

    – Bicicleta Totem Envoy Mtb 21v Disc, Suspensão E Kit Shimano

    QUADRO TOTEM ENVOY MTB EM ALUMÍNIO 6061 TAM 17/19
    SUSPENSÃO RST CAPA, SPINNER GRIND OU SUNTOUR XCT V3 80MM DE CURSO, REGULAGEM E EM ALUMÍNIO(conforme disponibilidade na loja)
    RAIOS PRETOS DE AÇO
    FREIOS A DISCO
    CUBOS DE ALUMÍNIO COM BLOCAGEM
    CANOTE DE SELIM EM ALUMÍNIO COM CARRINHO
    GUIDÃO DOWNHILL MEGA OVER DE ALUMÍNIO
    AROS AERO VZAN ESCAPE DE ALUMÍNIO PAREDE DUPLA
    SELIM MTB
    PEDAL MODELO MTB EM ALUMÍNIOIMPORTADO
    CÂMARAS KENDA
    PNEUS CRAVO
    PEDIVELA SHIMANO EM ALUMÍNIO
    ALAVANCAS EZ FIRE SHIMANO ALTUS
    CÂMBIO TRASEIRO SHIMANO TX
    CÂMBIO DIANTEIRO SHIMANO C50
    RODA LIVRE SHIMANO 7V
    CORRENTE INDEX
    MOVIMENTO CENTRO SELADO
    DIREÇÃO INTEGRADA OVER AHEAD SET
    MESA AHEADSET EM ALUMÍNIO
    ACOMPANHA 01 ANEL ESPAÇADOR DE ALUMÍNIO
    MANOPLA DE KRATON

    Desde já agradeço e parabens pelas dicas.

    Att.
    Guilherme

  101. Pois é, o post foi excelente mas continuo frustrado… Agora eu sei o quanto não sei rsrs.
    E pior, que minha esperança de pedalar foi diminuída rsrsrrsrs.
    Valeu pelo direcionamento, vale indicar lojas confiáveis pra coroar.
    Abs

  102. Gabriel Duarte

    Cara,

    simplesmente perfeito esse post.

    Sanou praticamente todas as minhas dúvidas sobre marcas de quadros, grupo, selins e afins.

    Estou olhando algumas bikes pra comprar, pois pretendo fazer trilha e asfalto.

    Esses dias mesmo fiz um “asfalto” de 44 km com uma bike ” a lá supermercado” e senti muita diferença no selim dela, falta de uma boa relação de pedivela, freios, suspensão e afins.

    Obrigado pelo post ae..
    Tenho lido muitos artigos de vocês.

    Tenho algumas duvidas e gostaria de saber se tem como vcs sanarem.

  103. Paulo Eduardo Zaccarelli Paulino

    Ando a vário anos, mas tenho que confessar que minha bike é muito ruim. Agora que completarei meio século de vida, resolvi me dar um bike de presente. como irei aos Estados Unidos em maio, resolvi comprar minha bike nova por lá. Alguns amigos me aconselharam a comprar em algum site por aqui e entregar no hotel. Qual a melhor solução? Tem algum site que vc poderia me indicar?
    Faço algumas trilhas mais radicais, mas normalmente ando em estradas de terra, na minha cidade tem vários caminhos com muitas subidas. Que bike vc me indicaria em uma faixa de até 1000 dólares? O que acha do aro 29?
    Desculpe a quantidade de perguntas, mas tenho um monte de dúvidas e seu site foi o único que encontrei que realmente ajuda os “bikeros” de final de semana como eu..

    • Oi Paulo
      Realmente, em termos de preço você vai conseguir uma bike bem mais barata do que uma equivalente por aqui. Mesmo pagando o imposto (50% sobre o que exceder U$500, caso declare o bem na entrada no Brasil) sairá mais em conta.
      Caso você defina o modelo aqui, é mais prático comprar e pedir para entregar no hotel. É um senhor trambolho – acabei de vir de lá, não sei se teria saco para trazer uma bike – mas pode valer a pena.
      Alguns hotéis não recebem encomendas, outros cobram uma taxa (em geral até U$50) pelo recebimento de pacotes.
      A Amazon.com tem algumas bikes nessa faixa. Veja também:
      Cycle World miami-8476 SW 40th St. Miami, FL
      Biketech Miami-2220 SW 22nd St.Miami, FL
      Orange Cycle, 2204 Edgewater Dr. Orlando, FL
      O aro 29 é muito bom para situações específicas. QUem gosta de longos estradões ou maratonas tem nele uma ótima opção. Mesmo muitos que fazem AM estão partindo para esta opção. Mas o ideal é experimentar antes, para ver se você se adapta.
      Abração e boa sorte na compra!
      Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  104. Bom dia , estou querendo comprar uma bike com um custo benefício bom. Na faixa de preço de R$ 1000,00.
    Consultando algumas lojas aqui na minha cidade (Recife) não consegui peças com bons preços.
    Analisando o site da Polario vi bike seu com quadros Canadian com preços nessa faixa desejada.
    Vale a pena?

  105. Pessoal do DLAC, como quase todo mundo que passa por aqui, obviamente é impossível não elogiar o conhecimento e a clareza das informações passadas em todos os tópicos, realmente Parabéns!!!!!
    Eu tenho uma dúvida. Possuo uma Caloi Elite 27 2002- Nem sabia do se tratava quando comprei, mas parecia bonita e dava para pagar. Nessa época ela já era integralmente Deore. Passados 10 anos, voltei a pedalar a uns 5 meses e pensei que estava na hora de trocar de bike. Já li muito, mas são tantas opiniões, que decidi consultar: Para meu estilo e idade, 43 anos e um pouco acima do peso, pensei em ficar com a Caloi, porém, comprar uma Elite 3.0, mudando para aro 29. O que é melhor, comprar esta bike 3.700 reais ou investir o mesmo valor, em uma bike toda nova(quero ficar com a antiga), comprando peças avulsas? Fiquei com a sensação de que os aros não são muito bons e como pego trilhas, ainda que leves, são de terra batida e tenho medo de ficar no meio do caminho.

    • Alex, a menos que você já entenda bastante de bikes, é melhor comprar ela já pronta. Montar é divertido, mas é complicado e acaba saindo mais caro.
      A Elite 30 29er é uma boa bike, sim. Não temos reclamações sobre os aros – acho que vão aguentar bem as trilhas. De qualquer forma é algo bem barato para se trocar.
      Grande abraço, curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  106. sergio ferreira

    Cara seus posts são otimos vc já me livrou de comprar alguns bagulhos,rsrsrs mas comprei um quadro e ainda não recebi,era pra ter te consultado antes,,,mas enfim já foi..agora é só esperar,receber e experimentar..o quadro foi o venzo AHEAD,vc tem algum post em relação a este produto..abraço e parabens pelo site..

  107. Oi Luciano
    A Scott é uma excelente bike, mas como já dissemos em inúmeros posts, a Soul (e as Calois) são melhores opções em termos de custo x benefício. As razões são diversas, mas é um fato.
    Por outro lado, nada lhe impede de comprar a Scott, se você tiver muita simpatia pela marca, e partir para ups, depois.
    Colocadas lado a lado, no entanto, eu optaria pela Soul.
    Grande abraço,
    Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  108. Olá, durante o final de semana resolvi comprar uma bike para pedalar no meu bairro e fazer pequenos trechos em terra e comecei a pesquisar os modelos disponíveis no mercado, pois a ultima bike que possui foi uma caloi cruiser montana nos anos 90! Logo de cara me assustei com os valores das bikes atuais… Então me restou optar por uma caloi aluminum, ate eu ler os posts deste blog! Hoje realizei a compra de uma Soul Cycles Black Rain graças as informações postadas aqui… Fiquei na duvida apenas na suspensão original de fabrica, ela aguenta? Parabéns pelo blog!

    Murilo

  109. Boa tarde , estou querendo comprar uma bike com um custo benefício bom. Na faixa de preço de R$ 1000,00.
    Consultando algumas lojas aqui na minha cidade (recife) não consegui peças com bons preços.
    Analisando o site da polario vi bike seu com quadros canadian com preços nessa faixa desejada.
    Vale a pena??

  110. cara, não sei se lembra de mim, pedi umas dicas em outro post, e no fim decidi por uma black rain, pois não tinha muita grana, mas resolvi pensar e como vou ter que ficar parado um mes mais ou menos por lesão no menisco, resolvi montar uma bike, já ví um grupo shimano alivio, completo, com v-brake, é bom?? e qual a diferença entre 32 e 36 furos?? e quanto ao quadro?? tem algum modelo ou marca para aconselhar?? tava disposto a gastar milzinho mas agora to nos 1500!! desculpe o incomodo!! abraço

    • Oi Henrique, lembro sim, claro. O grupo Alivio é 24V ou 27V? Se for 24V é antigo, seria melhor o de 27V, é um grupo mais moderno, com vários avanços tecnológicos.
      Da mesma forma, para XC, a evolução fez o número de raios diminuir de 36 para 32, diminuindo peso e mantendo a rigidez do aro. A vantagem é pouca, realmente, mas também esses cubos (de 32 furos) são mais avançados, e isso deve ser levado em conta.
      Em se tratando de quadros básicos, gosto dos Canadian, dos Venzo e dos Mosso.
      Não sei se R$ 1.500,00 vão dar para montar; leve tudo em consideração, inclusive frete, se for o caso, e montagem.
      Abração, incômodo nenhum. Estamos aqui para isso mesmo.

  111. Estou precisando comprar um quadro de até 400 reais, encontrei este Venzo MX-6 EVO

    [LINK EDITADO]

    Vc recomenda? Valeu!

    • Oi Bruno. A marca Venzo é conhecida pelos seus quadros duráveis. Como a maioria dos básicos, o acabamento é mais ou menos.
      Gosto da possibilidade de usar Vbrakes ou Discos.
      Seria bom saber o peso, mas o site não informa. Algo em torno de 1,8kg estaria ótimo.
      Se quiser, procure ver o Da Bomb Rapid ou Mosso Challenge, também são boas opções.
      Abração, curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235!

  112. Entendi não, Paulo. Você vai comprar o quadro ou vai comprar a bike e já upar?
    Quanto você quer gastar?

    • Estou pensando em comprar uma sl 5, mas se tiver oportunidade de comprar so o quadro e montar vou fazer… Estou querendo gastar até 5.000, pouco mais ou pouco menos.

      • Oi Paulo, desculpe a demora em responder.
        Eu escolheria uma Manitou Tower Pro 29 como suspensão. Em relação ao grupo, um XT no Brasil sai perto de R$ 5.000,00. Mesmo no exterior, não é provável que você consiga por menos de R$ 3000,00 (o preço, nos EUA, é de cerca de U$D 1.300,00). Não acho que com os 2.000,00 restantes você consiga um bom garfo, como o sugerido, o quadro e componentes compatíveis com o grupo XT.
        Em relação ao cockpit, para fazer jus ao grupo, eu colocaria Truvativ, FSA, Crank Brothers, algo de alta qualidade, com guidon e canote, pelo menos, em carbono. Mas acho que o orçamento vai ultrapassar.
        Quanto às rodas, acho as MT55 fracas. Como o grupo já vem com cubos, porque não montar com aros Vzan mesmo?
        Uma opção bem mais em conta para o grupo é o SLX. Se não for para competir (embora, claro, nada impede de participar de provas com SLX), é excelente.
        Abração!Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  113. ola estou comprando uma gt timbeline 1.0 gostaria de saber se a bike e boa mesmo… e tambem se daria pra fazer trilhas mais tecnicas, pedais mais lingos de mais ou menos 70 km e andar na pista cerca de 30 km, por dia sera que ela aguenta obg

  114. Rafael Wolkartt

    Ok! Sendo assim, vou de KHS.
    Muito grato pela sua atenção e rapidez em responder-me, especialmente, porque as duas bikes estão em promoção por aqui, e este valor pode-se alterar a qualquer momento.
    Tenho uns bons amigos em meu FaceBook, entorno de uns 1.300, e grande parte ciclistas, assim, estou divulgando neste momento sua Fanpage, bem como, seu blog, sem medo de errar, visto que, vocês são excelentes profissionais tanto no trato, quanto na técnica, vlw por tudo, forte abraço! Quando comprá-la envio aqui uma notícia.

  115. Olá, estou montando uma KHS alite 2000, 2013, grupo Alivio 27 com suspa Manitou R7. Valeu pelos post, ajudou muito na escolha!

  116. Olá, Leonardo
    Anos atrás a geometria sloping, com o top tube mais inclinado, foi introduzida nas MTBs, com o objetivo de proporcionar mais agilidade em trilhas, o que é um fato. As variações são top tubes curvos (como na Caloi elite 2.7, KHS Alite Team, Specialized Stumpjumper) ou em S (como nas Specialized Full suspensions e outras), mas a inclinação, em MTBs, é regra. Isso se acentua em quadros pequenos, como são em geral os das fotos das Bikes nos sites. Em quadros 21″ ou XL, por exemplo, o efeito diminui bastante.
    Tanto o freio Hayes MX5 (mecânico) como o Bengal Helix são bons freios em suas categorias. Embora Hayes seja uma marca mais conceituada eu optaria, sem nenhuma duvida, pelos Helix, que tem bons reviews internacionais. Freios hidráulicos não se comparam a mecânicos. São muito melhores.
    Por fim, a KHS Alite 500 é uma boa bike, para trilhas leves e intermediárias. Consideramos uma boa compra.
    Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  117. Paulo Miguel de Aguiar

    Olá Dalama, que blog estupendo! você praticamente responde todas as dúvidas sobre bikes, principalmente para um iniciante como eu, apesar de minha idade (62)! Resolvi, por um problema de quadril que me impede de correr ou caminhar por mais de 30 min, começar a pedalar, e fiquei apaixonado pela novidade, o que me fez vir para o trabalho diariamente em uma Caloi 100 Sport Confort, em ciclovia, o que me atende muito bem. Porém, como nunca estamos satisfeitos, estou pensando em iniciar algumas aventuras em trilhas nos finais de semana e estou pesquisando uma MTB. Observei que você indica, para esses casos uma Full, porém estou achando os preços pouco atrativos, principalmente pela dúvida quanto a se vou me adaptar nesse tipo de terreno. Pedalo diariamente (ida e volta) 20 km, sem problemas. Achei em uma loja especializada aqui uma Caloi Two Niner – Com Freio A Disco – Aro 29, pouquíssimo usada, por um preço atrativo (tenho 1,84 m de altura). Minha dúvida é: é uma boa opção? o grupo é Deore e a bike está praticamente zero, a loja me dá todas as garantias, minha dúvida é sobre o modelo, quanto a resistência e qualidade. Dei uma pequena volta e achei, mesmo na marcha mais leve, um pouco pesada devido ao tamanho do aro (a que uso é aro 26), mas creio que é questão de adaptação.
    Grande abraço e parabéns!
    Paulo

    • Oi Paulo!
      Rapaz, é isso mesmo: a 29er tem um maior momento de inércia, resultando numa maior dificuldade, digamos assim, de pô-la em movimento. Uma vez rodando, a rolagem é bem mais fácil. Isso se traduz em vantagens em maratonas e grandes estradões. A bike é menos ágil, e embora seja uma opção em trilhas muito técnicas, as 26″ tendem a se sair melhor nesse tipo de terreno, até pelo menor raio de curva. Enfim, você está certo, é questão de adaptação.
      Se a bike esá com um preço atrativo é, sem dúvida, uma boa opção para você. Particularmente nunca gostei do formato (não é a geometria em si) do quadro da Two Niner, mas é só questão estética, mesmo.
      Abração e, se você usa o Facebook, por favor curta a nossa página: http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235.

  118. Ótima bike, tipo a SPZ Camber Comp 26, que saiu de linha. Se o preço estiver bom, é boa pedida.
    Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abraços!

  119. Amigo, já andou na Caloi Carbon? O q vc pode me dizer da geometria dela? Acho q vale a pena o investimento! O q vc pensa da bike pra quem quer levar o MTB mais a sério? Desde já, grato!

  120. E as bicicletas da marca Reebok (Trakker)? Não seria uma bike boa para iniciantes? (trilhas leves). Obrigada

    • Fernanda, acho fraca. Me permita fazer uma piada: eu não compraria um tênis feito pela Caloi, então… :-D

      A análise que fiz, não muito aprofundada, resultou num baixo custo x beneficio.

      Eu sugiro marcas mais tradicionais, como GT, Soul e Caloi, que tem básicas por um CxB razoável.

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLACE curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  121. Amigo, estou imensamente grato pelas informações! Sei q o trabalho pra responder ao comparativo entre 7 bikes é grande! Tenha certeza q o DLAC terá vida longa!!! Conte com seus fiéis leitores! Abraço.

  122. Primeiramente parabens pelo post ! Pedalo a algum tempo mas sempre no nivel basico, ultimamente que resolvi me aprofundar e pegar umas trilhas mais pesadas.

    Comprei minha Cannondale trail 5 a pouco mais de 2 anos atras e ja esta na hora de alguns upgrades depois de quase 3000Km … Sinto que ela esta bem pesadinha hehe

    Tenho um amigo nos EUA e ele vai me trazer algumas peças (portanto sem imposto). Achei em promoção uma suspensao FOX Float RLC 100mm FIT Kashima 2012, e um par de rodas Crank Brothers Cobalt 2 (2011), tudo vai me sair por R$1800, além dos freios Shimano XT M785 (R$650,00).

    Minha preocupação é se essas peças nao vao destoar muito do restante do conjunto …. Pretendo trocar o grupo (quando realmente tiver que trocar) por um XT (tambem vou trazer de fora). Ai a bike ficaria TOP, com o quadro original que eu acho uma beleza, apesar de ser da linha basica da Cannondale.

    Será que estou fazendo besteira e nao seria melhor guardar uma grana e comprar uma bike inteira de uma vez?

    Se houvesse um amigao que trouxesse de fora eu nao estaria com essas duvidas, talvez uma Cannondale Flash Carbon 3 … hehe

  123. Simplesmente adorei. Moro na Cidade Maravilhosa e amei todos os comentários… Quero começar a treinos de subida, sempre pedalei e pratico exercícios, tenho 1,65 e estou no peso ideal, enfim… Pretendo comprar uma bike… Mais são tantas as opções… Me AJUDEM! Pretendo gastar no máximo R$ 2000,00. Achei interessante: Elite 2.4 2012, alguma sugestão?

  124. Boa noite amigo. Há alguns dias atrás, pedi sua opinião sobre a escolha de uma bike, sugeri a Caloi Supra e a Soul Black Rain, com maior inclinação pela Soul, só que estou com um pouco de dificuldade para encontrar a Soul tamanho 19 e realmente gostei do design da bike. E já que é para fazer atividade física e de vez em quando pegar uma estrada de chão e você falou que é um ótimo custo benefício, vou dar mais um tempo para ver se a encontro; mas, se não achar, teria outra sugestão no mesmo padrão de preço e custo x benefício?

  125. AInda bem que encontrei essas dicas. Estou há duas semanas buscando informações para comprar uma bike e encontrei muita “balela” “papo de vendedor”. Agora sim consegui entender um pouco mais sobre esse assunto. Valeu mesmo pelas dicas.

  126. Eduardo Sampaio

    Olá amigo…. FANTÁSTICO O BLOG…..parabéns…!!!

    Pena que descobri depois de comprar a bike. Contudo ainda não peguei, pois ira chegar semana que vem.

    Sou iniciante, nunca andei e to pegando uma bike com o intuito de perder uns kilos… Uns muitos kilos. Estou com 120kg. E 1,77 de altura.

    Eu comprei a bike abaixo, no tamanho M. Será que foi um compra boa…. Vou andar em asfalto, estrada, estrada de terra, passeio, nada de competição…. Lazer e saúde…….

    O que acha???

    http://www.focus-bikes.com/int/en/bikes/bikes-2013/category/mtb-hardtail/subcategory/29r-ht-1/model/black-forest-29r-30-30-g.html

    • Oi Eduardo! Obrigado pelos elogios ao blog! Legal mesmo saber que estamos ajudando.
      Olhe, se você comprou no escuro, comprou muito bem. Ótima bike.
      Só tenha em mente que quase todos os quadros para XC, que é o caso da bike que você comprou, tem um limite de peso de 100kg. Assim, tenha precaução extra ao pedalar (enquanto os kilos não vão embora, e fique certo que eles irão).
      Abração!

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

      • Eduardo Sampaio

        Olá amigo….. Grato pela resposta.. Realmente o blog é surpreendente…PARABÉNS….

        Em resposta ao meu questionamento vc apontou quanto ao limite de peso para 100kg. Qual seria a solução oi a peca adequada..????

        • Oi Eduardo!
          Rapaz, teria que ter um quadro com esse limite. Mas, se existe algum eu desconheço.
          Você poderia questionar o distribuidor ou mesmo a loja que lhe vendeu sobre este problema, e ver, segundo eles, se e em que condições a bike pode ser utilizada por você.
          Abração!

  127. EDUARDO SAMPAIO

    Olá amigo… voltei com uma dúvida..

    Falei com você recentemente nos posts acima (Eduardo Sampaio).

    Ao pegar minha bike (http://www.focus-bikes.com/us/en_us/bikes/bikes-2013/category/mtb-hardtail-1/subcategory/29r-ht-3/model/black-forest-29r-30-30-g-2.html?no_cache=1). antes mesmo de começar a andar, levei em um amigo que entende, e realiza o tal do BIKE FIT aqui em minha cidade, e o mesmo disse que a bike estava pequena pra mim, e que eu precisava de uma bike um pouco maior. Pois, pelo excesso de peso, ao pedalar, meus joelhos abririam, devido à protuberância acumulada na parte frontal do meu corpo (barriga) e o correto seria uma bike um pouco maior para que eu ficasse um pouco mais ereto na bike, para evitar a pedalada com joelhos abertos.

    Voltei ao lojista e ele prontamente disse que trocaria na boa…

    Contudo, fui pegar a bike hoje e o vendedor me ofereceu esta bike (http://www.focus-bikes.com/us/en_us/bikes/bikes-2013/category/mtb-hardtail-1/subcategory/29r-ht-3/model/black-forest-29r-10-20-g-2.html), um modelo superior à que ele tinha me vendido, pois acho que ele não tinha a bike que comprei em um tamanho maior. Porém a bike é usada, semi nova. Ele quer R$ 7.500,00 na bike, e eu paguei R$ 6.000,00 na outra.

    A questão é que a bike parece ser melhor, contudo é de 20 marchas. A outra bike era de 30.

    E agora. 20 ou 30 marchas? Sou iniciante, será que vou aguentar as subidas com uma bike de 20 marchas?

    Perguntei isso ao vendedor, e ele me falou que as coroas são iguais, apesar de uma ter 3 e o outra ter apenas 2 coroas… E que o esforço seria o mesmo. Isso está certo?

    Agradeço mais uma vez ….

    Abraços…..

    • Eduardo, sábia decisão a do bike Fit.
      Na minha opinião, a relação 20V (2×10) pode até ser mais eficiente do que 30V (3×10), mas a afirmação do vendedor é incorreta. Não é a mesma coisa, e você, por ser iniciante e acima do peso, provavelmente sentirá falta da coroa menor (coroa = “catraca da frente”).
      Eu acho que 30V é muito mais indicado para você.
      Abração!

  128. Paulo Miguel de Aguiar

    Olá, o que podes me dizer sobre a Bicicleta Aro 26 Alumínio 24V Cannon Extreme, quadro 21? tenho 62 anos, 1,84 m de altura e 97 kg.

    • Olá Paulo!

      Muito fraca. Realmente não recomendo, e vou dizer o porquê:
      Primeiro, a marca. Me parece, como similares tipo Vicini e GTS M1, que a marca procura confundir o aspirante a ciclista, com um nome parecido com o de uma marca renomada (Cannondale). Não gosto disso.

      Antipatia inicial à parte, o mix na transmissão de Shimano Tourney TZ-30/31 (básico dos básicos), trocadores Microshift, catraca de rosca, central rolamentado (?) e um garfo que ninguém nem sabe que fez (a “Cannon” deve ter só adesivado), junto com freios SHUNFENG (freio xing-ling não, peloamordedeus que eu amo meus dentes) tornam o produto sofrível. Uma estrela para ela.

      Também acho que talvez o quadro 21 fique grande para você. Dá para ter uma idéia melhor fazendo um bike fit virtual. Veja AQUI.

      Você não mandou o link da dita cuja, mas encontrei ela de R$ 1.709,00. Não procurei muito, então ela deve estar com o preço errado, ou a loja ser careira, mesmo. Mas, sinceramente, se tivesse por R$ 709,00 ainda não recomendaria.

      Há alguns modelos de bikes para iniciantes (que não consideramos propriamente “Mountain Bikes“, mas que servem para uma trilha bem leve, tipo estradão de terra batida sem erosões, e que podem ser uma opção para aspirantes a ciclistas com orçamento mais limitado) bem mais legais, como a Caloi Supra 10, Soul Black Rain ou GT Aggressor 3.0, nas quais um futuro upgrade de transmissão e freios pode compensar.

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abração!

      • Paulo Miguel de Aguiar

        Mais uma vez, muito obrigado pelos esclarecimentos. Seu trabalho é fenomenal e digno do maior reconhecimento. Farei a doação com prazer para manter esse blog. Grande abraço e, mais uma vez, parabéns pelo seu trabalho.

  129. Procuro um quadro em carbono com suspensão. De preferência Scott.
    Consigo comprar via internet diretamente dos USA ??
    Paraguai existe opções ??

    • Oi José Eduardo. Desculpe a demora em responder.
      Não encontrei quadros Scott full suspension para vender em lojas no Brasil.
      Você pode comprar diretamente via internet dos EUA, sim, mas há uma razoável e desestimulante burocracia a ser superada, e pesados impostos também. Não sei se vale a pena.
      No Paraguai há boas lojas de bike, também, mas infelizmente não podemos indicar nenhuma aqui, por causa da política do site. Por outro lado desconhecemos alguma que venda quadros full Scott por lá.

  130. Flávio Oliveira

    Boa tarde!
    Eu gostaria de comprar uma dessas bikes:
    Cannondale Scalpel 29’er ou uma Specialized Camber Comp Expert Carbon 29’er
    Qual você me sugeriria?
    Atenciosamente, Flávio.
    Agradeço!

    • Olá Flávio.
      Uma pequena correção:
      Não existe a Specialized Camber Comp Expert Carbon 29′er, e sim a Specialized Camber Expert Carbon 29′er OU a Specialized Camber Comp Carbon 29′er. A Camber Comp é inferior, em equipamentos, à Camber Expert.
      Também há dois modelos de Scalpel 29er Carbon: a 1 (melhores equipamentos) e a 2 (equipamentos inferiores).
      Quando dizemos inferiores é em comparação entre os dois modelos de cada marca. Ambos os modelos das duas marcas são excelentes, apenas ressaltamos que há diferenças.
      Para um investimento tão importante, eu sugiro você fazer, antes de qualquer coisa, um bike fit, com um profissional, e com ele analisar a geometria das duas bikes.
      Então, comprar a que mais se adeque ao seu biotipo e tipo de pedal.
      Ambas são bikes excelentes; com qualquer uma você estará bem servido demais. O único detalhe, na minha opinião, é a geometria.

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  131. Oi Carlos.
    Não tem como.
    A solução mais prática é vender esta suspa e comprar uma com espiga 1e 1/8″.
    Não tenho certeza, mas acho que existem quadros Cannondale com essa medida (1,5″ = megaover).
    É provável que existam de outras marcas, também.
    Abração!

    • Amigo me ajudou bastante, agora uma dúvida que paira: será que consigo vendê-la? E outra, você poderia me indicar uma Rock Shox com espiga de 1 1/8″ sem ser tapered?
      Obrigado.

      • Carlos,
        “Tapered” é o tipo de caixa de direção (cônica, uma medida embaixo e outra, menor, em cima), que é especifica para o quadro (não tem a ver com a espiga). Dependendo do quadro a caixa será standard, over (1 1/8″) ou megaover (1,5″). Pode ainda ser cônica (tapered), integrada, semi-integrada, é um balaio de gatos.
        Compre uma caixa de direção que dê certo no seu quadro. Como ela terá provavelmente medida over (1 1/8″), a maioria das suspensões dará certo nela, pois esta é a medida mais popular – corrigindo com a ajuda do Gustavo – NO BRASIL, que é onde suponho que você está.
        Sua suspensão é muito boa. Você pode conseguir negociá-la com algum lojista, ou tentar vender em algum fórum de bikes como o pedal.com.br.
        Abração!

        • Nesse caso eu discordo, pelo menos nas pesquisas que fiz esse ultimo mês, nas lojas gringas a maioria das suspensões disponíveis são 1,5″.

          E digo mais, mesmo pagando imposto de importação ta valendo a pena … Mas fiquem atentos que se o valor da peça + frete passar de U$500,00 o imposto é ainda mais do que os tradicionais (absurdos) 60% !

          • Opa Gustavo
            Tem q fazer a conta direitinho peça + frete + impostos pra ver.
            Às vezes vale a pena, mesmo; às vezes não.

          • Olá Gustavo! Meu problema tá sendo este: comprei a suspa nos gringos; saiu em conta, mas agora tá o problema do quadro aqui no Brasil, já comprei toda a bike Deore XT, agora tô na mão do quadro. Dá uma dica ae?

  132. Tenho uma dúvida que tá me quebrando a cabeça nestas caixas de direção. Meu quadro é um Venzo Scud 29er, pelo que notei nele é caixa over com a medida interna de 44mm inferior e superior. A dúvida é esta: se colocar esta suspensão Rockshox Reba RL Manual Fork 29er White (2013 version), não terei problema?

    • A espiga, pelo que entendi, tem que ser 1 1/8″.
      Se for, dá certo.
      Essa medida de 44mm refere-se, provavelmente, ao encaixe no quadro.
      E se é mesma medida em cima e embaixo, não é tapered.

  133. Muito obrigado!

    Só mais uma dúvida.
    Sabe dizer se para essa bike, cabe qualquer Alivio 27 ou tem que ser um modelo específico?

    Agradeço antecipadamente,

    Douglas

  134. Olá, tudo beleza? Gostei muito do post. Comprei uma bike agora, a marca é Schwinn Moab com componentes Deore LX. Não vi você falar do grupo LX, então fiquei na dúvida: será que fiz uma escolha errada? Porque também não conheço bem a marca. O que você acha? Valeu!

    • Henrique, de fato o grupo LX saiu de linha há uns 3 anos. Ele foi descontinuado e substituído pelo SLX.
      Mas é um excelente grupo, bem melhor que Deore, por exemplo.
      Eu, por acaso, uso e estou muito satisfeito.
      Enfim, você comprou muito bem.
      Abração!

  135. Muito obrigado pela resposta. O grupo Deore LX eu gostei bastante, mas e sobre a bike? Não conhecia a marca Schwinn Moab, o que você acha dessa bike?

    • A Schwinn é uma marca bem tradicional. Porém, o quadro Schwinn Mesa (não o Moab) foi bastante falsificado. O Schwinn Moab LX Disc é uma bike de 2007. É considerada uma boa bike, embora não tenha os componentes mais modernos.

  136. Tenho algumas peças novas que pretendia trocar na minha bike, mas acabei comprando tanto coisa que acho mais viavel montar outra.

    Me sugeriram um quadro KHS alite 3000 por 1400,00 e um TREK 8500 (2012) por 2000,00.

    Algum palpite sobre esses outros modelos pra rodas 26″ caixa de direcao 1 1/8″?

    • Guga, ambos os quadros que você cita são ótimos. Mas não seria o caso de analisar a geometria de cada um deles (e de outros) e ver qual que se adapta melhor ao seu biotipo?
      Depende, também dos componentes que você dispõe, qual rodas vai instalar, qual garfo. A bike vai ser top ou intermediária? Os componentes que você já tem são quais?
      Porque não tem muito sentido, na nossa avaliação, montar um grupo Alivio nesses quadros, por exemplo.
      Diz aí.
      Abraços!

      • Essa questão da geometria me complica, ja estou apanhando para escolher entre o 17″e 19″. Pensei em fazer um bike fit, mas a loja se limita muito ao que eles tem disponível para a venda no momento.

        O que eu tenho comprado:
        – Suspensão Rock Shox Reba RLT
        – Rodas DT Swiss m1700 Tricon
        – Transmissão SLX
        – Freios XT

        Hoje recebi um email me oferecendo um quadro Soul SL900. A tentação por um KHS carbono é grande, mas R$3000,00 fugiria de mais do orçamento ….

  137. Boa noite pessoal!

    Bom primeiramente quero agradecer ao pessoal do Da Lama ao Caos, pois me ajudaram muito nesse mundo novo de bike… e embora eu ainda tenha uma bike – que nem se classifica com uma MTB – estou gostando cada dia mais do esporte, e claro, pretendo trocar minha bike daqui um tempo. Lendo este site vi muita coisa boa e estou disposto a gastar mais do que pretendia para comprar algo que realmente dure…

    O grande problema que vi é o seguinte: moro em Campo Grande – MS e tem lojas especializadas em Specialized aqui, eles falam muito sobre a qualidade de seus produtos, que realmente é gigante, mais eu ando vendo que por exemplo as marcas como GT são muito bem vistas mundo afora, principalmente nos Estados Unidos, coisa que aqui no Brasil não são tanto assim… na loja mesmo eles me falaram que comparar uma GT com uma Specialized não tem nenhum sentido!!!

    Fiquei meio chateado pois as marcas como a GT aqui no Brasil, conseguem ter um valor MIL vezes melhor que as marcas consideradas por eles TOP como a Specialized a Scott, Giant, Merida… o que eu percebi quando reparei nos quadros das Specialized que tinha a venda é que na verdade eles tem MUITAS bikes, das HardRock às full carbon (não sei o nome dos modelos) [nota do editor: S-Works Stumpjumper, Epic e etc] e estava escrito em todas elas:

    Made in China.

    Andei procurando nos sites que falam a respeito disso e é super normal encontrar a resposta como neste site aqui:

    http://magliarosa.wordpress.com/2008/10/10/onde-e-feita-sua-bike-made-in-where/

    Então por fim pessoal, assim como tudo que temos em casa hoje, Made in China deixou de ser produto ruim, ou nós que ligamos muito apenas para a marca estamos comprando produtos inferiores por preços altíssimos?

    abraços!

    • Oi Jean!
      O fato de ser feito na China não influencia em nada. Tudo depende do controle de qualidade. Iphones, Macs, câmeras Nikon e Canon são produtos excelentes e fabricados na Ásia. Assim, também, é com as bikes. Tem bike boa e bike xing-ling.

      Enfim, acho Specialized, Cannondale, Merida, Scott, Trek e Giant, para citar algumas, marcas top. A GT, embora EU enquadre numa categoria intermediária, tem bikes excelentes. Dependendo do modelo, até melhores que básicas das marcas top.

      Mesmo eu tendo uma SPZ, acho que esse negocio de marca é muito relativo. As Calois e Souls são, disparado, o melhor custo x beneficio em bikes básicas e intermediárias hard tail, tanto 26″ como 29ers.

      Assim, logicamente, as GTs podem ser ótima escolha.

      Por outro lado, não recomendo, para MTB, o grupo Tourney (TZ ou TX) da Shimano ou o X3 da SRAM, acho muito fracos. Melhor começar de Acera com, pelo menos, freios a discos mecânicos Shimano, uma boa combinação.

      A propósito, já conhecia o artigo do Magliarosa, bem legal e esclarecedor! Vale ler, com certeza!

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  138. Muito boa sua postagem, parabéns!
    Como você falou das suspensões a ar, a Suntour Raidon. o que tu tem pra me dizer dela. Acredito que seja uma pneumática beeem de entrada, certo?

    Abraço.

    • Eduardo
      Ainda não testamos a SR Raidon. Parece ser de entrada, mas provavelmente é melhor que qualquer hidráulica.
      Vamos procurar informações sobre elas e postaremos algo. Abração!

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  139. Olá, estou interessada em comprar a Scott Scale 670. Gostaria da sua opinião se é uma boa bike.
    Obrigada

  140. Não consegui fazer login para lhe responder, na verdade agradecer o retorno. Estou apaixonado pelo blog, parabéns a todos os envolvidos.

    Pedalo já faz alguns anos, mas dei uma parada após o nascimento da minha filha (2008) e voltei a um ano e meio mais ou menos e comecei a levar o MTB mais a sério, fazendo trilhas leves e médias. Hoje sou fissurado, sempre tentando aprender um pouco mais. Te fiz uma pergunta sobre a suspensão SR raidon, pois é a que tenho em minha bike (uma GT Zaskar Sport 2012). Sempre ouvi falar que as pneumáticas levavam vantagem no peso, mas não sabia que na qualidade também.
    Estou pensando em comprar a bombinha para fazer preload na suspensão. Com ela eu consigo adequar a calibragem para o tipo de uso? Ex: deixar ela mais “macia” para trilhas. Se possível, vale a pena?

    Mais uma vez obrigado e parabéns pelo blog.

    • Olá Eduardo!

      Primeiramente, um esclarecimento. A exigência de login para postagem de comentário veio devido a um pequeno grupo de usuários, desocupados creio eu, que passaram a trollar o blog. Para quem não sabe o que é trollagem, é uma gíria de internet que identifica comentários cujo único objetivo é polemizar uma discussão, desestabilizando o rumo construtivo da conversa.
      Esses cidadãos, por limitação de caráter mas não de inteligência, pois os posts são bem escritos, são covardes, pois usam múltiplos emails fake e nomes fictícios (mesmo quando identificados como enviados pela mesma pessoa). O DLAC não se furta a publicar comentários com opiniões contrárias às nossas. É necessário, contudo, um mínimo de coerência e compromisso com a verdade, quando do relato de fatos. Transcrevo um trecho de um comentário sobre pedais de encaixe, identificados pelo nosso sitema anti-spam:

      Fui atropelado por um veículo e meu SPD sofreu entorses suficientes para que meu pé ficasse preso ao pedal sem a mínima possibilidade de soltura. Fui arrastado por cinco quarteirões até que transeuntes alertassem o motorista“.

      O resto do comentário é no mesmo estilo. Arrastado por 5 quarteirões e não morreu?

      Este tipo de comentário nos faz perder muito tempo na análise após a detecção de possível fraude, e por isso resolvemos reativar o sistema de login. Sentimos muito por isso.

      Voltando ao seu comentário, se a sua Suntour Raidon é AIR, então ela é pneumática e pode, sim, ser regulada para ficar mais macia ou mais dura, dependendo do terreno e tipo de pedalada, com o uso de uma bomba específica. Leia mais aqui: http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2011/03/24/conhecendo-sua-bike-como-regular-a-sua-suspensao/

      Vale a pena sim.

      Grande abraço e continue conosco.

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  141. Esta postagem esta perfeita!
    Gostaria de saber se as bikes da specialized epic vendida na china, no site [editado pelo blog] são confiáveis, vejo preços muito abaixo do Brasil. Quanto custa uma Specialized Epic, aqui no Brasil?
    Gostaria também de saber se a bike Look 920 full é boa.

    • Rogério
      Não recomendamos, absolutamente, comprar bikes importadas em sites chineses, ou em qualquer loja que não seja distribuidor autorizado da marca.
      A indústria de falsificações tem força e a possibilidade de ser pilantragem é grande.
      A SPZ Epic, nos EUA, varia de U$ 3.300,00 a U$ 10.000,00, dependendo do modelo.
      Aqui no Brasil, os preços variam de R$ 15.000,00 a R$ 35.000,00.
      A Look 920 é uma excelente full de carbono e custa, no Brasil, em torno de R$ 27.000,00 e no exterior em torno de 4.500,00 Euros.
      Para saber mais sobre comprar no exterior veja aqui: http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2013/04/15/vale-a-pena-comprar-no-exterior/

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  142. Estou a fim de comprar uma bike para competir, mas nada tão a sério (amador mesmo) até uns 3 mil. Qual você indica? Já montada, porque para comprar peça por peça dá muito trabalho e nao tenho tempo.
    Abraço.

    • Nicollas,

      Para competir, mesmo em competições amadoras, recomendo pelo menos a Caloi Elite 30, mas o preço sugerido é de R$ 4.000,00.

      A opção natural, então, seria a Elite 20, mas, particularmente, acho o SRAM X5 meio fraco para competições. E comprar para fazer um up para X7 também não vale a pena.

      Resumindo, para competir, 3.000,00 é um orçamento meio apertado.
      Talvez você consiga algo usado com um bom grupo por esse valor.

      Ah, e se for montar, com certeza sai mais caro ainda.
      Abração!

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok?

  143. Boa noite, excelente blog. Quero investir em uma 29er, mas quero um bom CxB. Pretendo trilhas médias e quem sabe até uma corrida de aventura. O que acha desta First?

    • Oi Cleverson

      Rapaz, desculpe por não podermos dar uma opinião mais consistente, mas o fato é que nunca testamos o First nem conseguimos reviews confiáveis sobre ele.

      Os componentes estão ok, o grupo é legal e a marca Trans-X é simples mas dá conta do recado. Porém sobre o quadro (e sobre o conjunto) não podemos opinar.

      Como consideração final, para qualquer tipo de prova, e corridas de aventura em particular, sugerimos uma bike sub-11 (abaixo de 11kg), com pelo menos um grupo fechado Deore (SLX seria melhor) e um garfo pneumático. Essas provas exigem demais do ciclista e da bike, e o ideal é ter um equipamento robusto, leve e confiável (sem pensar só no c x b).

      Grande abraço!

      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  144. Show sua matéria. Parabéns!!!
    Eu tenho interesse em adquirir uma bike, pois tenho 2.02 de altura e 110kg e gostaria de saber se está a do link abaixo seria ideal e se poderia me sugerir mais algumas.

    BIKE SPECIALIZED HARDROCK DISC 29 2013 TAM 23
    [editado pelo blog]

    Muito obrigado e abçs a todos.

    • Oi Luis!
      O principal fator a considerar na escolha da bike é seu peso. A maioria das mtbs tem limite de peso do ciclista em 100kg, então sugerimos prestar atenção neste fator.
      Em relação à sua altura e ao tamanho da bike, leia aqui: http://dalamaaocaosbike.wordpress.com/2010/09/21/conhecendo-sua-bike-que-tamanho-deve-ter-minha-bike-atualizado/
      Por fim, embora a SPZ seja uma ótima marca (inclusive é a que tenho) considero a Hardrock um mau custo x beneficio, por ter componentes muito fracos para o preço que custa. A título de comparação e desconsiderando o peso da marca, a Caloi Elite 20 seria uma bike muito melhor, pelo grupo e suspensão, por apenas R$ 200,00 a mais.
      Qualquer duvida estamos aí!
      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  145. Oi Samuell
    Que legal que você quer ir trabalhar pedalando. Pode ser mesmo uma boa opção para os engarrafamentos!
    A SL100 esta ótima pra o que você quer fazer. A Hardrock também. Decida-se pela que mais lhe agradar visualmente e pelo preço também, claro.
    A Sirrus acho o valor alto para o uso.
    Abração!
    Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok? Abraços!

  146. Vejo aqui muita gente com orcamentos de 4k 5k rs. Meu caso, estou comecando no pedal com 32 anos e 106k. meu orcamento eh abaixo de R$2.000. Tenho duvidas entre a 26 e 29 ainda. Vou comprar quadro mosso ou venzo que deve ser a mesma coisa rs. Alguma sugestao de grupo e suspensao que caiba nestes 2k? Obrigado!

    • Fala Hugo!
      Entre os dois, acho o Mosso melhor, por ser bem mais leve.
      Você pode ir de grupo Acera ou mesmo Alivio 27 (esse último em torno de 900,00, completo, com freios hidráulicos). Com um garfo básico como a RST Gila ou Suntour XCM V3 em torno dos 350,00 fica uma ótima bike, e se passar de 2k é pouca coisa.
      Em tempo: 2k é um bom orçamento. A maioria que me escreve quer resolver com 1000,00 ou menos. Aí, para MTB, não dá mesmo.
      Grande abraço!
      Se você gostou desta resposta, faça uma doação ao Da Lama ao Caos – Doe 5,00 ao DLAC Não há nenhuma obrigação, é claro; é um ato de reconhecimento voluntário pelo trabalho do blog – E curta a nossa FanPage ficando sempre em dia com as novidades, ok?

  147. Olá seguindo nessa linha, comprei uma Caloi HTX sport feminina para minha esposa, que usará apenas para o famigerado “ciclo turismo”, ela vem com um conjunto de cambios super vagabundos, dianteiro caloi, e traseiro aqueles shimanos TZ 30 ou algo que o valha, e passadores ez fire tourney, eu tenho um conjunto de cambios dianteiros e traseiros Shimano Altus na embalagem ainda, sera que se eu colocar vao casar bem com esse passador? obrigado e parabens por esse blog, já curti a pagina no face

    • Fala Renato!
      Você seguiu a linha errada, rapaz, não a sugerida pelo blog… Mas vamos lá:
      O trocador original da HTX é o Shimano Revoshift (acho péssimo). O Ez-Fire Tourney (provavelmente o EF-51) já acho bem melhor. Casará, sim, e você terá uma melhora na performance do câmbio.
      Depois você poderá comprar um cassete de 8V (11-32) e um cubo traseiro Altus e convertê-la para 8V [ou seja, 24V] (claro, precisará mudar os trocadores, também). Entendi que você já tem os Easy Fire, mas, se não tiver, compre logo o de 8V, o cassete e o cubo e converta logo para 24V.
      Outro up que talvez valha a pena, no futuro (principalmente se vocês forem fazer trilhas, mesmo leves) será um garfo básico, tipo o Suntour XCM V3, que é um pouco mais macio e funciona melhor que o original da HTX (provavelmente é um Zoom de elastômeros).
      Mais do que isso é melhor trocar a bike.
      Grande abraço, obrigado por curtir a nossa FanPage, e qualquer coisa estamos aí.

  148. Não conheço muitas marcas boas de bike, desde de pequeno só uso caloi. Poderia me recomendar marcas de bicicletas, meu pai quer comprar uma bike até 2.000 em média e de preferência aro 29. Dei uma olhada numas bicicletas, me chamou atenção a GTS, pelo aparência está aprovada mas não sei sua qualidade, desejo saber se essa marca é boa como a caloi.

    • Oi Luiz
      Vou reproduzir um comentário que acabei de responder, ao Sidney Lima, no post “Iniciando no Mountain Bike”.

      Existe uma empresa aqui no Brasil que apropriou-se da marca GTS, com o nome de GTSM1 (da mesma forma que outra empresa apropriou-se da marca italiana Vicini).
      O problema destas marcas, nacionais, é que o objetivo, claramente, é induzir o consumidor ao erro.
      A Vicini original é uma tradicional fabrica de Bikes em Cesena, Itália, fundada por Mario Vicini, tradicional ciclista do Giro D’Italia dos anos 30. Detalhe: a Vicini Italia fabrica road bikes, não mountain bikes. A GTS é uma marca americana, que, com toda a probabilidade, teve o nome derivado das tradicionais GT (essas, ótimas bikes).
      Ou seja: a GTSM1 é a cópia da cópia.
      Quanto à GTS americana, não encontrei mais referências sobre ela, então não sei se ainda é fabricada.
      Essa atitude depõe contra a qualidade do produto, e, de fato, temos relatos informais de um número de quebras maior que o normal dos quadros Vicini vendidos no Brasil. Qualidade à parte, eu mesmo adquiri um GTSM1, quando voltei a pedalar em 2007, pensando estar adquirindo um produto de qualidade internacional :-) . Afinal, o leigo sabe lá diferenciar GT de GTS de GTSm1 de GTK de GTi (sim, existem todas essas)? Embora não tenha me dado problemas, preferiria ter comprado o quadro com uma marca qualquer brasileira, mesmo. Me senti enganado. Obviamente, muitos os usam por anos sem o menor problema.

      Sugiro, dentro do seu orçamento e com ótimo custo x benefício, a Caloi Supra 30 (http://www.caloi.com/bikes/supra30).
      Abração e qualquer coisa pode perguntar!

  149. olá, estou ingressando no mundo das bikes, estou pesquisando e pensando em comprar a caloi 29 disc 2013, o que você me diz desse modelo, ou me indica algo que tenha um custo benefpicio melhor, valor da mesma 1399,00

    • Anderson
      Acho a Caloi 29 um lixo. Configuração ruim, num quadro horroroso. Não dá nem para trilhas leves, só para passeio em ciclovia. Não indico jamais.
      Mas, nesse valor, você não conseguirá nenhuma 29 melhor.
      Porque você não começa com uma 26? Coloque um pouquinho mais de grana e invista na Caloi Supra 20, uma bike para iniciantes bem decente, que lhe permitirá fazer trilhas leves sem preocupações.

  150. e as bikes la bici, se puder dar uma olhada….

  151. Boa noite!
    Estou em dúvida entre a Bicicleta Mtb Scott Scale 29er Comp 27vel Aro 29 e a Elite 30 aro 29 da CALOI!Gostaria de ajuda

    • Acho a Elite 30 com componentes um pouco melhores. Mas a Scott é uma marca de peso, e isso deve ser considerado.
      No fim das contas, provavelmente qualquer uma das duas lhe satisfará.

  152. Saullo,
    Eu acho que provavelmente dará certo. Talvez você tenha que ajustar a bike, pondo uma mesa maior, talvez não.
    O ideal seria fazer um bike fit presencial. Talvez com esse quadro (16″) e suas medidas, se tudo foi feito corretamente, você fique mais ereto que o desejável na bike (uma postura mais “confortável” e de menos performance). Mas só dá para saber realmente fazendo um BF com você em cima da bike.
    Pelo que conheço da Caloi, das duas uma: ou vão dizer que “pela sua altura dá certo” ou não vão nem responder o email.
    Enfim, como palpite, acho que dá certo, sim.
    Abração!

    • Só uma dúvida, quanto custa uma mesa dessa? Qualquer mesa serve? Pergunto pq realmente não entendo mto, estou entrando nesse ‘mundo’ agora..

      • Saullo,
        O preço varia muito: depende da marca. Vai, digamos, de 30 a 200 reais.
        Não é qualquer mesa que serve.
        O ideal, se você achar necessário (ou seja, se depois de 1 ou 2 meses pedalando constantemente, digamos, depois de uns 200 km de pedalada, você sentir dores ou desconforto pelo corpo) é fazer um Bike Fit com um profissional. Ele lhe orientará se é preciso trocar alguma coisa (tipo a mesa) ou se é o caso só de fazer ajustes.

  153. Olha, tem uma marca nova de quadro no mercado, inclusive para aros 29, nos tamanhos 20″, 21″,22″, e até 23″, da “First Bikes”, comprei um quadro 21″ e ajustando o tamanho da mesa, a bike ficou perfeita, proporcional e com fit ideal a minha estatura, tenho cerca de 1,88m e o quadro: “TWENTYNINE”, paguei R$ 540,00 aqui em Brasília. Escrevo isso,pois
    sempre achei difícil achar por aqui quadros grandes de 29er mais em conta, e porque grande parte do pessoal de grande estatura tem essa dificuldade, como se vê nos comentários do DLAC. E queria ainda acrescentar minha experiência quanto ao uso de bike 29, que realmente se encaixa melhor aos “gigantes”.Usei muito as bike 26, mas migrar
    para as 29 foi uma evolução para mim. Se alguém perguntar da qualidade do quadro first, estou testando…
    Valeu! Abraço!

  154. Opa, valeu pelas dicas!
    No geral você acha uma boa configuração? Tá equilibrada?

    A diferença para o Deore é de R$ 500.
    Acredito que pra colocar o freio a disco acrescenta mais uns R$ 200.
    Com relação à Suspensão além da Gila vi também a Rock Shox XC28. Gastaria entre 150 e 250 a mais pra colocar ela na bike.
    No total seria 950 a 1000 a mais de investimento (1/3 a mais do gasto inicial).
    Eu ganharia pelo menos 33% de rendimento na bike ou eu nem perceberia?
    Valeeeeu!

    • Rarara! Adorei a matemática.
      Não, não é absolutamente garantido o ganho proporcional ao gasto.
      A forma mais fácil de ganhar 33% de rendimento é treinar 300% mais :-D
      O que posso dizer é que tanto o Deore, como o freio hidráulico, como a XC 28 são ups importantes, que farão ALGUMA diferença em performance e MUITA diferença em precisão no funcionamento da bike. Quanto mais extrema a situação, mais você notará esta diferença.
      A principal pergunta é: você pode pagar? Se pode, pague. Você não se arrependerá. E o contrário é quase certo.
      Desencane com o peso. Nesse nível não representa qualquer diferença prática.
      O garfo rígido é bem desconfortável (a menos que você pedale SOMENTE em asfalto em bom estado). E não serve, de forma alguma, para MTB.

  155. Olá, sou mulher e pretendo trocar de bike. Minha bike atual é uma Gary Fisher Tassajara com 27v, Deore LX, suspensão 100mm a ar.
    Estou num dilema enorme, pois tenho 1,62m e não pretendia trocar por uma 29er. Tem algum modelo para me indicar? Pretendo gastar por volta de 5K.

    • Oi Sofia!
      Olhe, as opções são tantas no mercado que, por política do blog, simplesmente não sugerimos modelos de bike (principalmente quando se trata de modelos mais caros, acima dos 3 mil). O que podemos fazer é ajudar você a decidir entre opções que você nos apresente.
      Por outro lado, considere que a geometria das 29ers evoluiu muito, e assim a sua altura (você nem é ao menos é baixinha) não vai influenciar no seu Bike Fit. Por isso, se você quiser, pode optar por uma 29er, como a Specialized Myka Elite Disc, na faixa de preço que você quer. Mas se você se sente mais confortável numa 26, vá fundo também.

  156. Obrigado pelas dicas.

    O blog está de parabéns!!!

    • Comprei a Elite 20.
      Deve chegar daqui há alguns dias.

      Obrigado pelas dicas!!!

      • Minhas impressões quanto a Caloi Elite 20, a qual chegou há duas semanas:

        O selim é muito desconfortável, mesmo vestindo a bermuda própria para prática do mountain bike;

        Utilizei a bike em duas oportunidades. Na primeira foram 30 km entre estrada de chão e asfalto.

        Na segunda (entre asfalto e estrada de chão) a bike me deixou na mão, pois em uma subida (a última), à 5 km do destino da pedalada, a “gancheira” (fabricada em alumínio) do câmbio traseiro não aguentou e se partiu, depois de mais ou menos 60 km de pedal.

        Procurei a caloi hoje e a pessoa que me atendeu disse que eu teria que mandar a bike para uma autorizada e arcar com os custos de envio.

        Sinceramente, eu esperava mais tanto da bike quanto do pós-venda.

        • Oi Edenilson
          Que ruim. Na nossa opinião, a gancheira (que é mesmo de alumínio em todas as bikes) não se parte assim. Com certeza a sua – se não sofreu nenhum impacto – deve ter vindo com defeito de fábrica. Se foi o caso, obviamente deve ser trocada.
          Por outro lado, se fosse eu, ao invés de gastar com o custo de envio, comprava logo uma gancheira nova – o preço é irrisório.
          Mas, sem dúvida alguma, você tem toda a razão de estar aborrecido.

  157. Sim, Luís, a bike que você citou é uma boa bike, que vai lhe permitir fazer trilhas de dificuldade intermediária sem preocupação com o equipamento. Os discos hidráulicos vão acrescentar eficiência e segurança nas frenagens, são realmente importantes no MTB. Boa escolha.

  158. Assim, Moraes… achamos que é melhor se fixar no conjunto do que na marca em si, ou numa garantia que provavelmente você nunca vai usar. Abra seus horizontes! Procure na web! Há muitas boas marcas e opções no preço que você pretende gastar.
    Manutenção de bike não é bicho de sete cabeças: Nas hardtails qualquer bicicletaria mais aparelhada faz. Não creio que isso seja um diferencial como é em relação, por exemplo, às concessionárias de automóveis, que tem peças exclusivas, originais e específicas para cada modelo.
    Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!!!

  159. Prezado estou iniciando e leigo na bike com 50 anos (ando só no sitio em uma GT mais velha) e vou comprar uma bike intermediária. Moro em Belo Horizonte e realizei um Bike fit onde foi avaliada as marcas TREK, SPECIALIZED E SCOTT. As mais adequadas para o meu orçamento (R$ 4500,00) foram SPECIALIZED ROCKHOPPER 29 (tamanho 21) SPECIALIZED HARDROCK 29 (tamanho 21) SCOTT SCALE 970 29 (tamanho XL) SCOTT ASPECT 900 29 (tamanho XL).
    A trek a geometria não ficou boa.
    A que mais gostei foi a Scott 970 mas não estou achando o tamanho XL. Alguem sabe onde encontrar este tamanho.
    Gostaria que me desse mais referencias de outras marcas e modelos de 29 e com o tamanho semelhante para discutir na bike fit. Achei muito bom as postagens do blog aprendi muito e espero adaptar ao esporte.
    Abc a todos

  160. Oi Flávio!
    Você pode dar uma olhada na Cannondale e na Merida, também. Talvez alguns modelos, como a Flash Carbon, passem do orçamento, mas vale uma olhada nessas marcas e geometrias. Ambas tem tamanhos grandes.
    Curta a nossa FanPage e fique ligado nas novidades, ok? http://www.facebook.com/pages/Da-Lama-ao-Caos/333903203299235. Abração!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 467 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: